Cinema

83ª Cerimónia de Entrega dos Óscares da Academia


É aquela altura do ano mais uma vez. Chegou o evento que todos os anos coloca Hollywood em alvoroço. De todos os eventos importantes que determinam quem é o melhor no mundo do cinema, nenhum se iguala a este famoso e extremamente importante evento. É a 83ª Cerimónia de Entrega dos Óscares da Academia de Artes e Ciências de Hollywood. Basta dizer “Oscar” e todo o créme de la créme que trabalha na 7ª Arte sustém a respiração. Estes tratam-se de prémios extremamente influenciadores, já que podem abrir (ainda mais) portas tanto para quem está nomeado como para quem efectivamente vencer a famosa estatueta dourada. O poder deste prémio é inquestionável, desde a sua criação em 1928.

Faltando apenas 29 dias para o tanto esperado evento anual, já começam a surgir apostas e teorias acerca de quem ganhará a o prémio. De facto, é um prémio que custa ganhar, mas custa imenso. Onde diz na categoria a palavra “Melhor” é mesmo o melhor (!). É preciso quase literalemente “sangrar” para conseguir ter nas mãos e poder dizer “É minha!” a estatueta dourada. Não nos podemos esquecer do exemplo do aclamado realizador Martin Scorcese, que foi nomeado sete vezes, acabando por ganhar à sétima vez o Prémio de Melhor Realizador pelo filme Entre Inimigos(também vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2007). Motivo mais que suficiente para Scorcese chegar ao palco, e falar para o microfone com uma cara de espanto: “Têm a certeza que não querem rever o resultado?”; ou Meryl Streep, já um ícone de Hollywood, que regista no seu currículo um total de 16 nomeações, tendo ganho apenas 2 para Kramer Contra Kramer (1979) e A Escolha de Sofia (1982).

Registam-se este ano algumas mudanças na lista dos nomeados. Antes eram nomeados apenas 5 dos considerados melhores filmes do ano. Este ano (tal como no ano anterior) temos 10 nomeações. E pela lista, são nomeações tão renhidas que não seria de espantar se os indivíduos nomeados, durante a cerimónia, começassem à tareia para mostrar quem era o melhor. Aqui, serão apenas debatidas as categorias mais importantes e reconhecidas internacionalmente: Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Actriz Principal, Melhor Actor Principal.

Começando pela primeira, Melhor Filme. 10 nomeações, qual delas a melhor? Destacamos o filme Cisne Negro, aclamado pela crítica e pelo público por onde já passou. De facto, este filme mostrou um grande empenho da equipa técnica e dos actores, onde Natalie Portman brilha no seu one woman show; A Origem, que prendeu o público e arrasou com a nossa mente; 127 Horas, que chocou e comoveu audiências; A Rede Social, o polémico filme sobre a rede social mais famosa do momento, Facebook, que fez milhões de pessoas correr para a sala de cinema mais próxima, e Indomável, dos irmãos Coen, que todos os anos conseguem convençer a Academia a nomeá-los para Melhor Filme, contando este ano com 10 nomeações. Estas são apenas alguns dos 10 nomeados. Este ano bem pode ser considerado o ano da escolha difícil, pois em 2010 vimos muita coisa boa em exibição e cada filme é melhor que o próximo, que consequentemente é derrotado pelo seguinte, que é ainda melhor. Teremos de esperar para ver.

Cartaz do filme "Indomável"

Quanto à categoria de Melhor Realizador, temos (como sempre)cinco nomeados: Darren Aronofsky (Cisne Negro), David O. Russell (O Lutador), Tom Hooper (O Discurso do Rei), David Fincher (A Rede Social) e Joel e Ethan Coen (Indomável). Temos aqui outra batalha de gigantes, ou melhor, choque de titãs! Darren Aronofsky vê-se nomeado a si e ao seu filme, depois do sucesso do seu anterior trabalho O Wrestler, que também teve a sua quota parte de nomeações em 2008. David O. Russell é também nomeado pela primeira vez pelo aclamado filme O Lutador. Tom Hooper é um aclamado realizador britânico que mereceu um lugar na nomeação este ano em O Discurso do Rei. David Fincher já foi nomeado anteriormente, recentemente, para a mesma categoria em O Estranho Caso de Benjamin Button, nomeação esta que mais uma vez lhe é atribuída pel’A Rede Social. Finalmente, Joel e Ethan Coen, contam com a sua 13ª nomeação com Indomável. Estes irmãos já ganharam há muitos anos o respeito da Academia, acabando por vencerem até hoje 6 Oscars. Será este ano que ganham o 7º?

Darren Aronofsky, realizador de "Cisne Negro"

A categoria de Melhor Actriz Principal conta este ano com verdadeiros ícones de Hollywood como Nicole Kidman (Rabbit Hole), Annette Bening (Os Miúdos Estão Bem), Natalie Portman (Cisne Negro), Michelle Williams (Blue Valentine) e a promissora novata Jennifer Lawrence (Winter’s Bone). Annette Bening e Nicole Kidman não são estranhas no que toca aos Oscars, já sendo elas veteranas nas nomeações. Annette Bening é aqui mais uma vez nomeada pela sua excelente e muito credível personagem Nic, uma médica muito controladora e rígida; Kidman é pela terceira vez nomeada, tendo vencido a estatueta em 2002 por As Horas. Este ano, Kidman mereceu a sua nomeação pela sua comovente interpretação de uma mãe que perdeu o seu filho. Natalie Portman é pela primeira vez nomeada num ano que lhe correu muito bem. A sua interpretação da  bailarina Nina em Cisne Negro arrepiou audiências. Michelle Williams é pela segunda vez nomeada este ano, começando a tornar-se uma das melhores actrizes da actualidade e a recém-chegada Jennifer Lawrence, que recebeu ovações tremendas pelo seu contributo em Winter’s Bone.

Natalie Portman em "Cisne Negro"

Por fim a categoria de Melhor Actor Principal, inclui Jeff Bridges (Indomável), Javier Bardem (Biutiful), Jesse Eisenberg (A Rede Social), Colin Firth (O Discurso do Rei) e James Franco (127 Horas). Jeff Bridges foi vencedor da estatueta no ano passado em Crazy Heart, e parece que a sua prestação no novo filme dos irmãos Coen foi mais uma vez arrebatadora, merecendo uma nomeação. Javier Bardem é outro já vencedor também pelo Melhor Filme de 2007Este País Não É Para Velhos, coincidentemente dos irmãos Coen. Colin Firth é também pela segunda vez seguida nomeado, este ano por O Discurso do Rei, onde moveu públicos com a sua interpretação do Rei George VI de Inglaterra. James Franco é nomeado pela primeira vez com uma interpretação poderosa em 127 Horas do alpinista Aron Ralston que perdeu as pernas depois de soterrado debaixo de uma rocha durante 127 horas.

Colin Firth em "O Discurso do Rei"

Como se pode notar, debatemo-nos aqui com uma lista de nomeados imensamente renhida. Basta apenas analisar a lista das principais nomeações para ver que a cerimónia deste ano vai ser um esgotamento nervoso para muitos. O dia da cerimónia aproxima-se e nunca o dia 27 de Fevereiro de 2011 significou tanto para Hollywood como agora. Encarregue da transmissão em directo para Portugal da cerimónia está a TVI, que provavelmente repetirá no dia seguinte ou depois a cerimónia, já com os seus “maravilhosos” cortes no programa.

Que começe a loucura!

Categorias
Cinema

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários