Televisão

A Tarde é de Fátima

Fátima chegou, pagou contas, remodelou o cenário, abraçou as tardes e… venceu. Depois da sua estreia em Queluz com Agora é que Conta e da transição para o horário das 14 horas, a tarde passou a ser sua – e da Fátima.

A análise das audiências do talk-show vespertino em “Continuar a Ler”.

Depois da mudança para a TVI no Verão passado, Fátima Lopes passou a integrar os quadros dos apresentadores mais populares e competentes de Queluz de Baixo. Quando Júlia Pinheiro saiu para a SIC, no início de 2011, o nome de Fátima foi apontado para dar a cara pelo talk-show que viria a substituir As Tardes da Júlia. A 3 de Janeiro de 2011, A Tarde é Sua estreou num espaço renovado – o antigo cenário de Júlia Pinheiro – , agora em tons de vermelho e com alguns ecrãs LCD (ver vídeo da estreia no final do artigo). A primeira emissão registou 3.9 pontos percentuais de rating e 34.2 de share, valores excelentes do ponto de vista audiométrico.

Para além do debate de assuntos actuais, o programa garante ainda conversas com convidados que tenham histórias de vida marcantes, de esperança, num palco onde as emoções são privilegiadas. Tudo isto em quase três horas de emissão, assinadas pelas Produções Clandestinas e Coral Europa, onde há ainda espaço para o passatempo Estrelas da Tarde.

A Marktest, responsável pela audimetria em Portugal, divulgou um relatório que analisa as audiências do primeiro mês de emissões. Em média, e de acordo com os dados divulgados pela empresa, o programa alcançou 3.5% de rating e 31% de share. Dentro do período analisado, o melhor resultado do programa (o maior número de telespectadores) foi obtido com 4.6% de rating e 33.3% de share.

O melhor consumo aconteceu na emissão de dia 12 de Janeiro, em que cada telespectador assistiu a, aproximadamente, 35% da sua duração total (46 minutos). No primeiro programa, este tempo chegou quase aos 41 minutos, tendo cada telespectador assistido a mais de 34% da sua duração total. O gráfico seguinte apresenta a relação entre o tempo de consumo por telespectador e a percentagem aproximada.

Em relação ao perfil de audiência por região, o programa regista uma melhor adesão nas zonas interior e litoral norte de Portugal. A classe D, a mais baixa, representou mais de 44% de audiência e o sexo feminino registou uma melhor adesão. A melhor audiência por idade foi obtida junto daqueles que têm mais de 64 anos, que são responsáveis por um consumo de 37% do programa.

Factor de habituação?

Há quem acredite que o sucesso de Fátima na TVI se jusfica pelo factor de habituação que o público tem ao mesmo canal, isto é, que as audiências do programa são altas porque a TVI é a estação de eleição dos portugueses. Face a isto, pode aliar-se a existência de uma concorrência desnivelada, que apresenta conteúdos diferentes daquele que está em questão, sendo as alternativas nas generalistas à mesma hora novelas brasileiras (Ribeirão do Tempo e Alma Gémea, esta última em repetição). No entanto, há que salientar dois pontos: primeiro, o telespectador, por mais fiel que seja a um determinado canal, não irá continuar a vê-lo se o conteúdo do programa em questão ou o apresentador não lhe agradarem. Em segundo, Fátima Lopes é uma das melhores comunicadoras a nível nacional, tendo já sido distinguida com vários prémios ao longo da sua carreira. E neste novo desafio surge acompanhada por uma produtora que já mostrou que sabe trabalhar.

A estreia

No dia 3 de Janeiro de 2011, no antigo horário de Júlia Pinheiro surgiu Fátima Lopes, quase de surpresa (não tivessem sido as promoções transmitidas no fim-de-semana anterior pela TVI, dando conta das “Novas Tardes”, protagonizada por Fátima Lopes e Leonor Poeiras, e a enorme agitação noticiosa nos jornais e nas revistas, que já haviam dado como confirmada a presença de Fátima a seguir ao Jornal da Uma). Mesmo antes do genérico inicial, foram mostradas imagens da remodelação do antigo estúdio, um processo que esteve a cabo da própria Fátima.

O futuro da apresentadora

Fátima Lopes declarou várias vezes ter trocado de camisola pelo futuro que lhe estava reservado na TVI e pelas oportunidades e desafios que esse percurso lhe iria proporcionar. O seu nome é agora apontado para apresentar Mulheres Ricas, um reality-show que o canal vai exibir depois de Uma Canção para Ti. O programa, um original espanhol, segue a vida de algumas figuras bem conhecidas junto do público em geral, focando-se nos seus estilos de vida luxuosos. Ao que parece, já terão sido enviados convites a algumas figuras portuguesas do social (de acordo com uma notícia do DN), factor que evidencia que o programa já está em pré-produção. Tendo em conta que o concurso infantil de talentos musicais tem apenas 6 emissões previstas, Fátima pode chegar ao horário nobre de Domingo da TVI logo no início de Abril. Uma matéria a ser acompanhada pelo Propagandista Social.

Curiosidade

No Brasil, existe também um talk-show denominado A Tarde é Sua, apresentado por Sônia Abrão, que substitui o extinto A Casa é Sua. Estreou a a 1 de Maio de 2006 e é transmitido em alta definição no canal RedeTV!. “Blitz da Beleza”, “Piloto de Fogão”, “Como Funciona” e “Roda da Fofoca” são algumas rubricas que o integram.

Categorias
Televisão

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários