Televisão

American Idol; “Top 13 resultados”

E assim foi: o primeiro dia de resultados para o nosso top 13 aconteceu, quem será que não teve votos suficientes e viu a sua vida complicada quando ficou no bottom 3? Quem será que ficou nas mãos dos juris para receber uma boia de salvação para ficar pelo menos mais uma gala no American Idol? Consulte tudo aqui!

Não podia deixar de abrir a crítica sem falar da roupa de Steven Tyler, que em todas as galas tem sido mais excêntrica, na verdade gala após gala o interesse do público em saber o que Steven vai vestir tem vindo a crescer (e não os vestidos de Jennifer Lopes como seria de esperar!) Outra coisa que chocou foi a ausência de Casey Abrams no episódio todo, por se encontrar no hospital, mais uma vez. Pelo que li o concorrente sofreu de hemorragia gastrointestinal devido ao stress, mas tweetou “hey guys, thanks for the well wishes, I got some nice fresh blood in me and feeling better. People at Idol & Cedars are treatin me real good.”. Vamos esperar que um dos concorrentes favoritos de todos melhore mesmo e não acabe no hospital todas as semanas.

Continuando, Adam Lambert ( segundo lugar, temporada 8 ) cantou uma versão acústica de “Aftermath”, mostrando a qualidade que foi essa temporada (apesar de Adam nunca ter sido o meu favorito) e Diddy Dirty Money também foram convidados (mas eu sinceramente passei à frente) mais uma vez. E renovar os convidados, produtores, não? E o primeiro bottom 3 foi anunciado: Karen Rodriguez, Ashthon Jones, Haley Reinhart. Mais uma vez a américa mostrou o tratamento que tem pelas cantoras… mas realmente Karen e Ahsthon mereciam este lugar de perigo (já Haley só mostra como a personalidade também conta nas votações, porque ela não merecia ali estar!). A primeira a ser salva do perigo por Ryan Seacrest foi Karen Rodriguez (que devia ter sido a primeira a sair do programa, claro!) e o suspense ficou entre Ahsthon e Haley.

O suspense não durou muito, Haley foi salva, Ashthon cantou exactamente a mesma música, e – como era óbvio – o painel escolheu não usar o seu cartão de salvamento (que só pode ser usado uma vez por temporada, até o top 5) ainda. Ashthon podia evoluir na competição, mas nunca ninguém iria salvar alguém no top 13 (só se fosse um cantor mesmo muito bom, ou muito adorado pelos produtores, claro!). Assim vimos a despedida à cantora Ahsthon Jones acompanhada da música “Don’t You Forget About Me”, por David Cook, vencedor da temporada 7, um remake da música de Simple Minds.

httpv://www.youtube.com/watch?v=HtY0xq3KAdg

Para terminar, vamos ignorar as caras de Lauren Alaina com choros forçados e respostas ensaiadas. “[The judges] were right. It wasn’t good. It was bad, and I’m sorry”. Que pessoa irritante. A sorte dela é que até canta bem. Adeus, Ashthon. Melhoras, Casey. Até a próxima semana, top 12 e leitores de Propagandista Social.

Amadeu.

Categorias
Televisão

Comentários