Singular

Singular: António Palma

 

Substantivo feminino, do grego foto (luz) + grafis//grafê (escrita; contraste; desenhar), Fotografia é um termo que faz parte de si desde que se lembra!

Artista com um estilo muito peculiar, que eu qualifico como “multifacetado”, exibe trabalhos visualmente sobreeminentes que revelam um excelente domínio sobre a textura, luz, cor e energia cujo resultado são imagens extasiantes que conseguem não só transmitir  a mensagem comercial pretendida, mas também dar vida às personalidades extremamente vincadas e excêntricas que fotografa.

Com 19 anos, natural de Beja e estudante de Fotografia no Instituto Politécnico de Tomar, chega-nos António Palma, um fashion photographer, nesta segunda edição do Singular.

Leia o testemunho e conheça em “Continuar a Ler” o trabalho deste jovem promissor apaixonado pelo mundo da Moda que faz do corpo humano, roupa e acessórios as suas matérias-primas.

1- Antes de mais, poderias elucidar-nos sobre, exactamente, o que é um fashion photographer?

Esta pergunta é um pouco confusa, mas a meu ver um fashion photographer como mencionas, é alguém que fotografa para além da roupa. É, essencialmente, alguém que consegue entrar na mente das modelos ou manequins fazendo-as representar enquanto as fotografa. Um fashion photographer é, para além disso, alguém que tem de estar actualizado sobre as últimas tendências da moda e que apesar de ser ladeado por uma extensa equipa produtores, maquilhadores, entre outros possui, sem desprimor aos anteriores, um importantíssimo papel pois será principalmente o seu nome que será mencionado nos trabalhos fotográficos e é, portanto, necessário que seja honrado não só o seu nome mas também toda a equipa de produção. Dito de outro modo, é o fashion photographer que estabelece a ponte entre o back e o frontstage procurando, através das suas criações revolucionar sentimentos não só em quem é fotografado mas também nos espectadores com vista a promoção de uma determinada peça de roupa ou acessório sem deixar de lado a arte em si.

2 – O que mais te motiva na área da moda a ponto de teres escolhido retratá-la através da fotografia?

É sem dúvida a alta-costura. Ver para além das fotografias nas revistas, é poder tocar, sentir a alta-costura e a criatividade de outros artistas agarrando a cada instante as diversas oportunidades que a moda nos dá para explorar várias vertentes na fotografia.

3 – Normalmente, os pais perspectivam para os filhos profissões bem remuneradas e estáveis a nível de emprego e prestígio social ou apenas que sigam as suas influências profissionais. Sei que, actualmente frequentas um curso superior de Fotografia em Tomar e, digamos que, com isto rompeste com o preceito anteriormente descrito ao enveredar por um caminho de risco e que, na maioria dos casos, não é devidamente reconhecido, nomeadamente, fotografia de moda. Qual é a posição dos teus pais e familiares em relação à tua decisão?

Quanto ao primeiro período da pergunta o que tenho a dizer é que, acho que os meus pais nunca se expressaram, pelo menos explicitamente, sobre querer algo bem remunerado para mim. Possivelmente pensaram nisso mas nunca me impediram de seguir o que sempre quis. Frequentei o curso de Artes Visuais no secundário também sempre com o apoio deles tal como agora o tenho.

4 – Todos os trajectos que escolhemos trilhar na vida, seja em que área for, pressupõem barreiras que temos de superar caso queiramos ser bem sucedidos nos nossos propósitos. Facto é que, mediante a situação actual do país, descritivamente, desemprego, precariedade e, em relação aos artistas, falta de reconhecimento, pode-se dizer que, sem pretensão de desqualificar as outras profissões, tens obstáculos mais difíceis de transpor para chegar à meta. Qual é a tua opinião em relação ao que foi relatado?

Na minha opinião creio que temos talvez um pouco mais de obstáculos pois normalmente um artista não é tão necessário para a Sociedade. Como hei-de explicar? Por exemplo, um médico ou cientista que descobre curas que é algo indispensável para que sejamos digamos, saudáveis, tem automaticamente maior valor. No entanto, são precisos artistas para a cultura. Concordo ainda com a falta de reconhecimento mas já se vão verificando mais espaços onde se fazem exposições principalmente nas grandes cidades o que é positivo para nós.

5 – Aquando do término do curso de licenciatura, pensas imigrar ou ficar em Portugal e, como diz a expressão popular, “tentar a tua própria sorte”?

Primeiramente preferia tentar explorar este mercado no nosso país, mesmo participando num estágio não remunerado, sempre adquiriria experiência. Caso não resulte, pretendo ir para fora do país e tentar a sorte num local que dê mais frutos, talvez Itália ainda que a concorrência lá e noutro sítio qualquer seja forte.

6 – Claro que não é o meu desejo, mas caso a Fotografia não dê os seus frutos, achas que terá valido a pena sonhar?

Sim, claro! Vale sempre a pena sonhar mas como em tudo na vida é preciso lutar não só para se ser bom naquilo que se faz mas também para atingir metas. Os artistas em Portugal neste momento ainda estão pouco vistos e creio que vivemos mal, somos pouco reconhecidos, mas tal como disse anteriormente tudo se consegue com esforço e se formos bons, poderemos obter os louros pelo nosso trabalho.

7 – Quem gostarias de ver entrevistado numa próxima publicação?

Talvez uma banda portuguesa a dar os primeiros passos ou algum futuro designer.

Agradeço ao António pela disponibilidade, entusiasmo e simpatia e desejo que, tal como muitos outros, o seu talento seja valorizado.

Caro leitor, não se esqueça que  poderá dar sugestões de entrevistas que gostava de ver publicadas neste espaço enviando-me mensagens para a Caixa dos Segredos ou para [email protected].

Vamos juntos lutar contra o abandono da Arte em Portugal e provar, de uma vez por todas, que o talento existe… basta saber apreciá-lo e atribuir-lhe o devido mérito!

Se quer conhecer ainda mais o trabalho deste artista é absolutamente indispensável que anote o seu contacto ou que aceda ao site abaixo disponiblizados.

Contactos:

E-mail: [email protected]

Blog: http://antoniopalmaphotos.blogspot.com

Categorias
Singular

Comentários