Palcos & Letras

Clássicos da Literatura Portuguesa na SIC Notícias

Os livros e a leitura voltam a ter destaque na antena da SIC Notícias, que apresenta, em parceria com o Ministério da Cultura, uma série de 13 programas semanais dedicados aos clássicos da literatura portuguesa. A jornalista e escritora Filipa Melo assina este projecto sobre livros excepcionais, apresentados por leitores excepcionais.

Nós e os Clássicos tem estreia marcada para o Dia Mundial do Livro, ou seja, dia 23 de Abril, às 16:30. O programa repete no próprio dia às 20:30 (e também às 9:00 e 18:30 de Domingo e à 1:30 de Segunda).

A ideia é entrar nos nossos clássicos pelas palavras de dois tipos de leitores que nos contam a sua história de amor por eles. Dois leitores que são excepcionais contam-nos, num tom informal e próximo, o porquê do seu gosto pela obra em questão. Cada programa conta com a participação de um especialista na matéria ou professor da área e também com um leitor amador esclarecido, que tanto poderá ser um político ou humorista como um escritor ou jornalista. Estes leitores excepcionais discutirão pontos importantes e contributos da obra e do autor para a cidadania em geral, tendo como base a aventura afectiva que é o contacto com a palavra escrita.

O programa existe para mostrar que os clássicos podem ser mais do que obras estudadas de um modo sumário, como um dever de cultura, uma obrigação curricular. Na verdade, os clássicos tendem a ser ensinados de uma forma enfatuada que acaba por intimidar o leitor do que propriamente estimulá-lo para o seu conteúdo. É por isso que agora Nós e os Clássicos existe: os clássicos vistos por quem os ama e os conhece intimamente, que são marcos na nossa literatura e  desta forma homenageados. Assim se pretende atingir não só o público culto como também o indiferenciado, mostrando-se este programa como um convite à descoberta do prazer da leitura.

A apresentação do programa contou com a presença de Gabriela Canavilhas (Ministra da Cultura), de Francisco Pinto Balsemão (Presidente do Grupo Impresa), de António José Teixeira (Director da SIC Notícias), de Filipa Melo (autora, coordenadora e apresentadora do programa) e de Luís Marques (Director-Geral da SIC).

Para Pinto Balsemão,

os livros são objectos insubstituíveis e na vida de todos nós ajudam-nos a sonhar, a crescer, a suportar a solidão

motivo pelo qual apoiou e motivou prontamente a concretização do projecto que crê reforçar a oferta de serviço público que a SIC Notícias tem vindo a fazer ao longo dos seus 10 anos de existência.

A parceria entre a SIC e o Ministério da Cultura é saudada por todos os presentes, em especial pela senhora Ministra da Cultura Gabriela Canavilhas, que declara que a associação é feita com o maior dos prazeres, bem como será sempre que existam projectos que façam a reinvenção dos grandes nomes da literatura portuguesa. Ressalta, com satisfação, o horário apontado para a transmissão do programa, uma vez que esta também acontece em horário nobre.

Filipa Melo é autora, coordenadora e apresentadora deste projecto que não pretende abordar exaustivamente os clássicos, nem tão-pouco lhes conferir a dimensão pedagógica habitualmente patente neste tipo de conteúdos televisivos.

Cada programa girará em torno de um Clássico da Literatura Portuguesa, com entrevista a dois convidados por emissão. Dos 13 clássicos abordados pelo programa destacam-se Livro do Desassossego (Fernando Pessoa), Poesia Lírica (Luís Vaz de Camões), Viagens na Minha Terra (Almeida Garrett), Sinais de Fogo (Jorge de Sena) e A Queda um Anjo (Camilo Castelo Branco). Algumas das personalidades conhecidas presentes serão Vasco Graça Moura, Ricardo Araújo Pereira, Paulo Portas, Pedro Mexia, José Pacheco Pereira, Inês Pedrosa, Mário Soares, Lídia Jorge e Miguel Sousa Tavares. No final deste artigo encontrará uma listagem dos clássicos que dão o mote a cada um dos programas produzidos, bem como as personalidades que sobre eles falam.

O programa tem a duração de 15 minutos e irá para o ar aos sábados, por volta das 16:30. As repetições acontecem no próprio dia (20:30), aos domingos (9:00 e 18:30) e às segundas (1:30). Foram produzidas 13 emissões, que ocuparão um tempo total em grelha de 3 meses.

Genérico e Cenário das Entrevistas
A ilustração portuguesa presta também uma homenagem aos clássicos da literatura nas aberturas de cada programa. Foram convidados treze dos melhores ilustradores portugueses para integrarem este projecto. As ilustrações, criadas para o efeito, foram feitas por André Carrilho, André Letria, André Ruivo, Cristina Sampaio, Daniel Silvestre da Silva, Gonçalo Pena, João Fazenda, João Maio Pinto, Luís Manuel Gaspar, Pedro Burgos, Pedro Proença, Susa Monteiro e Tiago Albuquerque.
A articulação entre a cultura e o património é inegável e foi isso que se pretendeu realçar aqui. Cada entrevista acontece num espaço criteriosamente escolhido de acordo com a sua ligação ao tema de cada programa. O património do país é assim promovido, a par da homenagem aos clássicos.

Mais sobre Filipa Melo
Para si, ler um grande clássico é um enorme prazer. E foi a partir deste prazer que criou o programa. É desde 1990 jornalista especializada na área de Cultura e Literatura. Do seu currículo destaca-se o exercício da sua profissão como repórter nas revistas Visão, Ler e Grande Reportagem, nos jornais Expresso, Jornal de Letras e O Independente e no programa de televisão Escrita em Dia (SIC). Exerceu, também, a função de Editora na revista Livros de Portugal (APEL), no suplemento Mil Folhas (jornal Público) e nos programas Oriente (SIC Notícias) e Magazine e Magazine Livros (RTP2), e ainda as funções de crítica, comentadora e consultora nos programas Acontece, Jornal:2 e Câmara Clara (RTP2). O seu primeiro romance foi publicado em 2001: Este É o Meu Corpo já foi editado em Espanha, França, Itália, Polónia, Croácia, Eslovénia, Sérvia e Brasil. Os seus contos também já se encontram publicados em Portugal e no estrangeiro.
Participa actualmente no jornal Sol e na revista Ler, escrevendo crítica literária. É coordenadora-geral da programação da Livraria Almedina, em destaque para o «Ciclo do Café», no qual se inscrevem a Comunidade de Leitores Almedina e o ciclo de conversas Nós e os Clássicos.
O seu trabalho foi premiado em 1996, com o Prémio Nacional de Cultura Sampaio Bruno.

Lista de Programas
1 – Poesia Lírica de Luís Vaz de Camões. Com Ana Isabel Buescu e Vasco Graça Moura.
2 – Compilaçam de Toda las Obras de Gil Vicente, de Gil Vicente. Com Maria José Palla e Carmo e Ricardo Araújo Pereira.
3 – Livro do Desassossego de Fernando Pessoa. Com Eduardo Lourenço e João Botelho.
4 – A Queda dum Anjo de Camilo Castelo Branco. Com Fernando Villas-Boas e Paulo Portas.
5 – Humus de Raul Brandão. Com Pedro Mexia e Jorge Silva Melo.
6 – Teatro de António José da Silva, o Judeu. Com José Oliveira Barata e José Carlos Barros.
7 – Causas da Decadência dos Povos Peninsulares de Antero de Quental. Com Ana Maria Almeida Martins e Mário Soares.
8 – Viagens na Minha Terra de Almeida Garrett. Com Ofélia Paiva Monteiro e Lídia Jorge.
9 – História de Portugal de Joaquim Pedro de Oliveira Martins. Com Rui Ramos e Guilherme d’Oliveira Martins.
10 – Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. Com José Pacheco Pereira e Gonçalo Cadilhe.
11 – A Cidade e as Serras de Eça de Queirós. Com Noronha Nascimento e António Costa Pinto.
12 – Sermões de Padre António Vieira. Com Miguel Real e Inês Pedrosa.
13 – Sinais de Fogo de Jorge de Sena. Com Fernando Cabral Martins e Miguel Sousa Tavares.

Ficha Técnica
Autoria, Coordenação e Apresentação: Filipa Melo
Realização: Fernando Vendrell
Produtor: Bruno Jerónimo
Layout e Design: David Gabriel (Roughcut)
Logótipo: Jorge Silva (Silva! Designers)
Voz-off: Elisabete Caramelo
Imagem: João Soares, Frederico da Nóbrega e Tiago Costa
Maquilhagem: Lígia Bento e Renata Figueiredo
Edição de Vídeo: Micael Espinha (Roughcut)
Edição de Áudio: João Eleutério (Armazém 42)
Direcção-Geral: Mário Rui de Castro
Produtora: MBTV

Categorias
Palcos & Letras

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários