Destaques

Elas Sou Eu (o que a gente não faz para pagar a renda)

Estreou ontem à noite a peça de teatro Elas Sou Eu (o que a gente não faz para pagar a renda), no Teatro-Estúdio Mário Viegas, em Lisboa.

A noite foi marcada pela presença de várias figuras públicas como Sílvia Rizzo, Pedro Górgia, Nuno Távora, Frederico Barata, Jani Zhao, entre outros amigos do actor brasileiro Eduardo Gaspar, que o foram apoiar e aproveitaram para dar uma boa gargalhada!

O espectáculo decorrerá todas as sextas e sábados, às 22h. Aqui ficam mais algumas informações:

Sinopse

“Elas Sou Eu (o que a gente não faz para pagar a renda)” é uma comédia, ambientada no Brasil, que conta a história de quatro mulheres que têm um objectivo comum: serem bem sucedidas emocional, social ou profissionalmente.

Lucy Neide é uma perigosa empregada doméstica que faz de tudo para realizar o seu sonho de se transformar numa actriz famosa e reconquistar o seu antigo amor, um grande cantor da música romântica brasileira.

Berenice, por sua vez, é uma fogosa baiana que procura a felicidade depois de um casamento frustrado e descobre os prazeres da vida através de filmes pornográficos e do encontro com Edmundo, um muito bem constituído nativo de Benguela.

Yolanda é uma mulher da alta sociedade que se divide entre o amor à filha mais velha (Maria Cleide), a repulsa pela filha mais nova (Maria Claúdia), a relação “sobrenatural” com o marido (Otacílio) e a falsa amizade com uma emigrante portuguesa. Gasta todo o seu tempo na harmonização de conflitos quando, na verdade, tudo o que quer são cinco minutos para beber a sua flute de champanhe em paz.

Por fim, a misteriosa irmã Bondade, religiosa não por vocação, mas pelo desígnio do próprio nome, que vive, segundo consta, pois nunca foi vista por ninguém, enclausurada num convento algures nalguma parte do país. Dela sabe-se apenas que guarda um segredo que está tão bem escondido como o seu verdadeiro objectivo de vida…

Conseguirão estas mulheres atingir os seus ideais? Ou viverão para sempre à sombra das derrotas que a vida nos impõe?

Ficha Artística

Texto e Interpretação: Eduardo Gaspar

Encenação: Hugo Sovelas

Espaço Cénico: LDC Interiores

Figurinos: Eduardo Gaspar

Acessórios: Anna Ludmilla

Perucas e Maquilhagem: Moreno Cabeleireiros

Banda Sonora: Eduardo Gaspar e Hugo Sovelas

Arranjos Musicais: Marco Pombinho

Sonoplastia: Maria João Castanheira

Desenho de Luz: Eduardo Gaspar

Criação Gráfica: Gabriel Ferrandini

Fotografias e Pós-Produção Vídeo: Cristina Novo e Adriano Silva

Produção: Teatro Novo do Brasil

Horário da Bilheteira: de segunda a domingo (incluindo feriados) das 17h30m às 20h ;nos dias de espectáculo, a bilheteira reabre 30m antes do seu início

Telefone: (351) 707 302 627 (reserva de bilhetes); (351) 213 257 652 (informações)

Fax: (351) 213 257 656

Email: [email protected]

Preços: 20 euros (bilhete normal); 15 euros (Até 25 anos e Maiores de 65 anos); 10 euros (Cartão do Espectador CTC); 05 euros (Profissionais do Teatro)

Categorias
DestaquesPalcos & Letras

Comentários