Música

Pai de Winehouse acredita que filha morreu por causa de medicamento

O pai de Amy Winehouse, Mitch Winehouse, acredita que a filha faleceu devido a um ataque cardíaco causado pela ingestão de Librium.

O pai da cantora disse ao jornal “The Mirror” que “havia medicamentos receitados pelo médico. Ela estava a tomar Librium. É um calmante dado às pessoas que estão em desintoxicação, mas aumenta a probabilidade de ataques cardíacos. Acho que ela teve um ataque cardíaco numa altura em que não estava lá ninguém para a salvar”.

De facto, existem outros artistas cuja morte está relacionada com o medicamente em questão. Heath Ledger, Merilyn Monroe ou Michael Jackson são alguns deles. Contudo, na autópsia realiazada a Amy, após a sua morte a 23 de Julho, não foram detectadas quaisquer substâncias ilícitas.

Ainda indignado com o sucedido, Mitch volta a afirmar que a cantora já não consumia drogas aquando da sua morte e que “se a morte dela tivesse acontecido há quatro anos teria sido justo, mas nós achámos que a tínhamos conseguido trazer de volta”.

A fundação que Amy Winehouse queria fundar, dedicada a ajudar jovens toxicodependentes, será inaugurada pelo seu pai na próxima quarta-feira, dia 14, data em que a mediática cantora completaria 28 anos.

Categorias
Música

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários