Destaques

As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant no TNDM II

SONY DSCEstreia hoje no Teatro Nacional Dona Maria II a peça As Lágrimas de Petra Von Kant. Custódia Gallego regressa ao teatro com um personagem desafiante e que sempre desejou interpretar.

Uma peça de Rainer Werner Fassbinder que conta ainda no elenco com Cláudia Carvalho, Diana Costa e Silva, Inês Castel-Branco, Isabel Ruth e Paula Mora. A encenação esteve a cargo do estreante realizador António Ferreira.

SONY DSC

SONY DSCA peça fala-nos essencialmente das relações humanas, e todas as complexidades que lhe são inerentes. Um conjunto de mulheres que orbitam em torno da exuberante e bem-sucedida estilista alemã Petra Von Kant. Depois de uma separação dolorosa, a protagonista descobre o amor junto de uma mulher mais nova (personagem de Inês Castel-Branco). As intenções desta mulher, são duvidosas, e ao longo de grande parte da trama paira no ar a incerteza relativamente às suas convicções.

SONY DSCAntónio Ferreira estreia-se assim na encenação, graças à insistência de Custódia Gallego. Nesta sua primeira encenação, António revelou em entrevista que a melhor descoberta que fez no teatro foi o tempo que não existe no cinema e que lhe permitiu trabalhar e experimentar mais. António considerou ainda um desafio trabalhar com 6 mulheres.

A sua encenação é simples, dando especial destaque a Petra e a toda a sua carga dramática. O processo de criação passou um pouco por ignorar o filme e usar como base apenas o texto, sendo que o texto foi apropriado para soar bem em Português e na própria voz das actrizes.

SONY DSCCustódia consegue com este personagem demonstrar toda a versatilidade e coerência que é possível atingir enquanto actriz. Não é um personagem simples, muito menos linear, e demonstra exactamente como é complexa a teia das relações entre as pessoas.

SONY DSCPara Custódia o desejo de fazer este texto é já antigo, devido à riqueza do personagem que passa por muitas experiências e emoções em pouco tempo. As mudanças de emoções têm especial destaque numa Petra que passa de forte e segura para a insegurança de uma paixão que a fragiliza num todo.

SONY DSCO cenário, da autroria de Luísa Berbiano,  encerra-se sobre si próprio, demonstrando bem a clausura da protagonista  e que funciona como metáfora desse mundo vedado ao exterior e quase desligado da realidade em que Petra vive.

SONY DSCAinda um especial destaque para os figurinos, assinados por José António Tenente, que complementam de uma forma bastante própria a sobriedade da encenação não esquecendo o brilho de uma famosa estilista contrastando com a instabilidade emocional que vai experienciando ao longo dos actos.

SONY DSCAs Lágrimas de Petra Von Kant estará em cena de 15 a 6 de Novembro na Sala Estúdio de Quarta a Sábado às 21:15 e aos Domingos às 16:15.

FICHA ARTÍSTICA

de Rainer Werner Fassbinder

a partir da tradução de Yvette Centeno

encenação António Ferreira

cenografia Luísa Bebiano

figurinos José António Tenente

desenho de luz José Carlos Gomes

sonoplastia Baltazar Gallego

desenho de maquilhagem Nuxa Araújo

desenho de cabelos Carlos Gago

interpretação Cláudia Carvalho, Custódia Gallego, Diana Costa e Silva, Inês

Castel-Branco, Isabel Ruth e Paula Mora

produção executiva ACE Teatro do Bolhão Alice Prata

coprodução TNDM II e ACE / Teatro do Bolhão

M/12

Categorias
DestaquesPalcos & Letras

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários