Destaques

Moda Lisboa Primavera/Verão 2012 (2º Dia)

cronica2Atrasos da praxe e gente bonita: foi assim o segundo dia de moda  Primavera/Verão 2012 na capital. Depois de vinte anos a ModaLisboa é uma máquina bem oleada e super eficiente. O evento nunca nos desilude e sabemos que podemos contar sempre com propostas frescas e de qualidade, do melhor que se faz no panorama nacional.  A 37ª edição da ModaLisboa é subordinada ao tema Transfusion.

O dia abriu na plataforma LAB, na belíssima sala do Paços do Concelho, com Victor e a colecção Rrom. Inspirada nas comunidades ciganas e feita a partir do guarda-roupa do próprio criador, Rrom é um espectáculo de cor, de remendos e padrões, que se unem numa composição, apesar de tudo, homogénea. As roupas são joviais e descontraidas, com um toque etnico de diferentes culturas que personificam um estilo de vida nómada.

Ricardo Preto abriu os desfiles na passerelle oficial, já no Pateo da Galé. A colecção é vibrante e com uma cadência muito própria. Os padroes sao originais e contrastantes, ora mais simples ou mais complexos, bem como as cores. Abre-se o caminho para novas silhuetas, com um contraste de texturas, passando do crochet aos tecidos mais esvoaçantes.

O segundo desfile “oficial” foi o de Luis Buchinho, a primeira enchente da noite. A colecção vai beber influencias ao imperio romano e, como tal, os drapeados não podiam deixar de estar presentes. A silhueta feminina é envolvida graciosamente pelas roupas, ora em peças mais estruturadas (como os casacos e as calças), ora em peças com mais movimento (como os vestidos e as saias). Apesar das cores simples e neutras, as roupas têm pequenos detalhes que nos prendem o olhar e que beneficiam o todo.

O verão não faz sentido sem praia e a Cia Maritima propõe-nos roupas de praia inspiradas pelos mais belos areais do Mediterrâneo. Esta colecção mostra-nos que a mulher moderna pode ser cool e chique ao mesmo tempo, sem descurar o seu visual durante e depois da praia. Os estampados icónicos da marca como leopardo e cobra, misturam-se com padrões mais geométricos, numa moderna combinação. Há também uma influência retro, com diversos acabamentos (como bordados) misturados com crochet. Estas combinações resulta num look boho chiq bastante mais clean e contemporâneo.

A Ana Salazar coube o encerramento de mais um dia de desfiles. O recinto estava muito cheio e ninguém quis perder o desfile, a notar pelo número considerável de figuras publicas na plateia. Em Beyond The Form, Ana Salazar opta por uma abordagem ao vestuário do ponto de vista construtivo. As roupas são feitas à medida do corpo, como se fossem um prolongamento do mesmo. As peças são bem ao seu estilo: uma paleta cromática a preto e branco com silhuetas  bem estruturadas. A colecção de Ana Salazar para o verão de 2012 encerrou sexta-feira o segundo dia da 37.ª edição de ModaLisboa, no Páteo da Galé, sob fortes aplausos.

Algumas das figuras públicas presentes no segundo dia de ModaLisboa:

DSC09641

DSC09667

DSC09639

E de diferentes estilos e visuais é feita a semana da moda:

DSC09655

DSC09627

DSC09629

Categorias
DestaquesModa

Designer de profissão, apaixonada por tudo o que é visual e cultural. https://www.facebook.com/sarayall.design

Comentários