Destaques

TOP TV – O melhor e o pior da televisão portuguesa

Quase a terminar o mês de Novembro, o TOP TV volta para avaliar o que de mais importante se passou na última semana televisiva.

O destaque positivo tem de ir para Laços de Sangue. A missão de conquistar um Emmy era difícil, não pela concorrência, mas porque já o ano passado uma novela portuguesa tinha vencido o prémio. Ainda assim, a produção da SIC e da TV Globo levou a melhor. Laços de Sangue foi uma das melhores novelas de sempre feitas em Portugal e deu a conhecer o talento de Joana Santos no papel de Diana. Joana carregou a história às costas e este prémio é muito fruto daquilo que conseguiu fazer com a personagem de vilã. De qualquer das maneiras, a SIC quis ser presunçosa e colocar especiais, atrás de especiais sobre a novela na passada noite de sábado. Correu-lhe mal, o canal teve um dos seus piores resultados diários de sempre e o pior resultado do ano.

O destaque negativo não o é totalmente. Passo a explicar. Começaram os cortes no orçamento do Você na TV, programa da TVI. É um sinal dos tempos e que demonstra bem as dificuldades que as televisões estão a atravessar. Por outro lado, o corte realizado fez muito sentido. Decidiram acabar com a rubrica “Dizem elas e ele”, protagonizada por Lili Caneças, Cinha Jardim e Flávio Furtado, A rainha do jet set auferia 5 mil euros mensais para, uma vez por semana, dizer meia dúzia de coisas.

Até para a semana e continue a acompanhar o Propagandista Social e as crónicas sobre a televisão portuguesa em A Caixa que já foi Mágica.

Tiago Lourenço

Categorias
DestaquesEstado da TVRubricasTelevisão

Comentários