Cinema

Os piores filmes de 2011

A poucos dias do início de um novo ano, o Propagandista Social faz uma análise ao cinema de 2011, e traz-lhe o Top 6 dos piores filmes do ano!

1. O Último Airbender (The Last Airbender)

httpv://www.youtube.com/watch?v=-egQ79OrYCs

Sem dúvida o pior de todos os filmes de 2011. O argumento é absolutamente horrível, as performances dos actores são igualmente más. Para M. Night Shyamalan, realizador de “Sexto Sentido”, e também deste filme, é o pior momento da sua carreira que fica de certa forma “manchada” com esta fita.

2. Transgressão (Trespass)

httpv://www.youtube.com/watch?v=1rolBdc_mjs

Nicolas Cage e Nicole Kidman protagonizam este filme sobre uma família perfeita que se vê vítima de um sequestro na sua própria casa. O filme realizado por Joel Schumacher é péssimo, as personagens são confusas, e o argumento não tem nada de original, assemelhando-se a “Panic Room” (mas em mau). Tendo sido alvo de tão duras críticas, este nem mereceu o “apoio” dos actores que protagonizam o filme, que se recusaram a promove-lo.

3. Conan – O Bárbaro (Conan the Barbarian)

httpv://www.youtube.com/watch?v=o1iJZIMddpM&feature=fvwrel

Uma história que devia ser épica, de épico não tem nada. O filme sobre o guerreiro que luta contra monstros, e contra rivais maléficos que querem destruir o seu reino, é sem sombra de dúvida um dos piores do ano de 2011. Os diálogos são fracos, e estupidificam o personagem principal que parece apenas uma máquina de guerra brutal sem cérebro. A história é confusa, assim como as interpretações, que são más. Simplesmente mau.

4. A rapariga do capuz vermelho (Red Riding Hood)

httpv://www.youtube.com/watch?v=PM8V3cHdSC4

Numa primeira análise, o filme parecia anunciar uma nova abordagem ao conto infantil, o que certamente se poderia tornar uma viagem interessante e estimulante ao mundo de capuchinho vermelho. Não criemos ilusões: a única viagem que se torna interessante ou estimulante é aquela que o espectador faz quando foge das salas de cinema. A narrativa é completamente insana, a realização é fraca e pouco original, e todo um elenco cai simplesmente no ridículo. Um take dois de “Crepúsculo” que provavelmente nem aos fãs deste agradará.

5. Identidade Secreta (Abduction)

httpv://www.youtube.com/watch?v=e5k7ECYZ-ds

“Identidade Secreta” conseguiu um dos maiores feitos dos últimos tempos: reunir consenso entre a audiência e especialistas na classificação deste filme como um dos piores atentados à indústria cinematográfica. O filme não é mau: é péssimo. E, claro, com Taylor Lautner no papel principal, cedo compreendemos que estamos perante mais um filme da saga… “Crepúsculo” (tinha que ser). E quando Taylor arranca a camisola e parte para a resolução do mistério da sua identidade, a nossa única vontade é a de fechar os olhos e rezar para que tudo acabe o mais depressa possível.

6. Professora Baldas (Bad Teacher)

httpv://www.youtube.com/watch?v=VihlsPKMh4U

Fazendo uso de um humor brejeiro, cliché e desesperado em fazer rir (o que, lamento, nunca consegue fazer), “Professora Baldas” é o exemplo de que um filme nunca se vale pelo seu elenco se o guião for simplesmente uma catástrofe. Por vezes, o ser humano tem tendência para se rir do mal dos outros, uma forma peculiar de esquecer as suas próprias desgraças. “Professora Baldas” não serve sequer para isso, enchendo-nos de lágrimas de misericórdia por aqueles que criaram tamanho desastre. Felizmente, para nós e para eles, o fim é inevitável. E quando ele chega, bem…com toda a certeza o ar volta a ser mais leve para todos nós.

Categorias
CinemaDestaques

Comentários