Destaques

SoundCloud | Artistas 2011: Beyoncé

Beyonce_Knowles_-_The_2011_Glastonbury_Festival_June_26_2011_036

No anuário de 2011, paramos hoje na letra B. Antes do “Countdown” para 2012, levamos “Love on Top” e celebramos a “Best Thing I Never Had” (um dia chegará a minha vez!)…. “Who Run The World?” Beyoncé, pois claro.

Performs-At-Glastonbury-Festival-beyonce-23240079-1600-2404Depois de um ano de pausa na carreira profissional, a cantora voltou em força. E 2011 foi mesmo o “Year of 4” de que Beyoncé falava. O álbum “4” deu o pretexto para 4 grandes momentos da cultura musical em 2011: o concerto no festival Glastonbury; a distinção como artista do milénio nos prémios da revista Billboard; os 4 espetáculos nos Roseland Ball Room, e a atuação nos MTV VMA (com o anúncio da gravidez).

O regresso de uma estrela como Beyoncé não poderia passar despercebido e a noite em que a cantora voltou a brilhar ficou marcada pela eleição como melhor artista do milénio. A revista norte-americana Billboard homenageou a cantora e cedeu-lhe o palco para a apresentação do primeiro single para o álbum “4”. O regresso fez-se ao som de “Run The World (Girls)”, a fazer lembrar “Single Ladies”: a coreografia arrojada está lá, as bailarinas estão lá, e o girl power é ainda maior. Essa é aliás a missão que a cantora assumiu. Na música de Beyoncé, a emancipação da mulher não se faz pelo espezinhar do sexo masculino (como outras artistas o fazem), mas por aquilo que interessa na verdade: a valorização do potencial feminino. O resultado está à vista.

O ano fica também marcado pela estreia de Beyoncé nos festivais de verão. A cantora viajou até ao Reino Unido e foi cabeça de cartaz no Glastonbury. Bey foi a primeira mulher a encabeçar o cartaz do palco principal de um dos maiores festivais do mundo, nos últimos 20 anos. As expectativas eram altas, a satisfação foi ainda maior. A verdade é que para uma diva do R&B que estamos habituados a ver apenas em grandiosas digressões a solo, Beyoncé mostrou ser uma cantora todo-o-terreno, e superou a prova-de-fogo do festival de verão, onde o publico é mais diversificado e exigente (… e logo no Glastonbury). A noite foi de glória para Beyoncé, para quem assistiu ao concerto e para a critica.

Sobre as músicas de 4 vários foram os aspectos  que intrigaram desde o início. A verdade é que este álbum desvia-se do perfil de trabalhos que Beyoncé nos vinha habituando. Num registo mais maduro, a cantora explorou novas sonoridades misturando tons futuristas com outros tantos da Soul e do Blues, que acredito que definirão a carreira de Bey no futuro. Para além disso, estranhamente, a cantora decidiu apresentar quatro espetáculos intimistas no Roseland Ball Room (o Coliseu de Lisboa, de Nova Iorque), quando aquilo que todos os fãs esperavam era uma nova digressão mundial… que acabou por não acontecer. O conjunto de espetáculos resultou na edição de um DVD … que também todos esperavam ser de uma digressão mundial. A pergunta impõem-se: porquê tudo ao contrário do que havia feito?

O direito de resposta aconteceu na cerimónia dos MTV Video Music Awards. A personagem masculina que Lady Gaga vestiu nessa noite foi completamente esmagada pelo anúncio da gravidez de Beyoncé. A cantora subiu ao palco para interpretar “Love On Top” porque queria “partilhar o amor que crescia dentro dela” (e fora também… nunca vi Jay-Z tão extasiado). O resultado é o recorde de mais participações no Twitter desde sempre: foram 8.868 tweets por segundo!

Contas feitas: um álbum, festivais de verão, 5 singles (uns mais bem sucedidos que outros), um DVD e um bebé. É obra… falta saber se é menino ou menina! Mas isso fica para 2012. Acredito que o próximo ano seja bem mais calmo para Bey que deverá trocar o microfone pelo biberão e as fraldas. Resta dar os parabéns a Beyoncé pelo fantástico ano de 2011 e desejar-lhe que 2012 seja repleto de sucessos… maternais. Vemo-nos em 2013… ou ainda em 2012 se na loucura decidir gravar um álbum num dia (não me admirava!).

SoundCloud Especial: As melhores artistas de 2011

Para celebrar 2011 em modo Beyoncé, proponho o concerto que a cantora apresentou no festival Glastonbury, no passo verão:

Categorias
DestaquesMúsicaRubricasSoundCloud

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários