Televisão

“Doce Tentação”: a nova novela da TVI estreia domingo (conheça a história e as personagens)

O Propagandista Social traz-lhe a análise da nova novela da TVI, que começa já amanhã às 21:30. “Doce Tentação” vem assim substituir a “Casa dos Segredos”, sendo que o canal volta a transmitir assim três novelas em horário nobre. Veja tudo aquilo que a nova novela tem reservado para si, um verdadeiro conto de fadas envolto em misticismo, amor, ódio e muito, muito humor!

A História principal

Numa noite tempestuosa, os habitantes da vila de Ribeira de Flores vêm-se obrigados a abandonar a festa da Santa Padroeira para se refugiarem nas suas casas e na igreja. Enquanto o povo recolhe os seus bens, tranca as suas portas e receia o pior, Tiago enfrenta destemidamente a tempestade. Contudo, no meio da floresta, é surpreendido com um barulho ensurdecedor, uma avioneta que desafia a tormenta mas que acaba por perder o controlo. E é assim que Esperança, caída dos céus, embrulhada em nada mais do que um pára-quedas estragado, embate contra Tiago. O dia seguinte amanhece soalheiro e os ribeirenses saem finalmente à rua, ainda assustados com a impetuosidade da véspera. Surpreendidos, deparam-se com uma bela e misteriosa rapariga nos braços de Tiago. E assim começa “Doce Tentação”.

Extremamente sensível, Esperança (Mariana Monteiro) liga-se de imediato a Tiago (Diogo Amaral). Mas ele é um homem arredio, quase selvagem, e por mais que ela tente aproximar-se, ele não confia nela. Crescendo com a amargura dos pais, Tiago transformou-se num homem lutador, duro e desconfiado que culpa instintivamente os Vieira da Silva pelo marasmo que os arruinou. O jovem nunca teve muito na vida. Desde pequeno que toda a gente lhe vira as costas e agora que já é um homem, todos aprenderam a receá-lo. Na vila, os homens receiam-no e as mulheres desejam-no em segredo. Tiago é um homem de poucas palavras, imprevisível, que gosta de se manter à distância. Ninguém se atreve a faltar-lhe ao respeito, porém nas suas costas são incontáveis as calúnias que se inventam.

Quando Esperança aparece em Ribeira das Flores, Tiago fica fascinado. Ela é de uma doçura que ele nunca conheceu e sente-se irremediavelmente atraído. No entanto, a sua natureza desconfiada esforça-se por lutar contra estes sentimentos. Tiago nunca teve nada de mão beijada e o amor que Esperança lhe oferece é demasiado bom para ser verdade. A jovem nada sabe sobre o seu passado, o porquê de estar a viajar naquela noite fatídica, ou até simplesmente com que nome é que nasceu.

Quem não gosta nem um bocadinho da chegada de Esperança é Francisca Vieira da Silva (Sofia Ribeiro).  Rica e nada escrupulosa, Francisca domina a vila. Ninguém fala sobre isso, mas quase toda a gente faz as suas vontades…excepto Tiago. Apaixonou-se por ele quando era uma adolescente, tentou seduzi-lo, mas ele recusou-a. Isto feriu-a no seu orgulho de mulher e ela não o esquece até hoje. As persistentes recusas de Tiago só a fazem querê-lo ainda mais. Quando se apercebe que Esperança está prestes a roubar-lhe o homem que sempre quis, Francisca perde a cabeça e tenta afastar a rival de qualquer maneira.

Altivo e habituado às atenções das mulheres mais belas, Miguel (Pedro Barroso) é mandado aproximar-se de Esperança pela irmã Francisca. Inicialmente acha-a demasiado simplória e inferior a si, mas aos poucos percebe que ela é diferente das outras mulheres e isso cativa-o mais profundamente do que esperava. Começa então a tentar seduzi-la. Achando que ele é bem-intencionado, Esperança cede àquilo que considera ser uma amizade sem segundas intenções. Se a rivalidade entre Tiago e Miguel já era lendária na vila, a partir daqui torna-se visceral.

Tem início uma luta sem tréguas pelo coração de Esperança e de Tiago, que os dois irmãos Vieira da Silva tudo farão para destruir e cada um ficar, respetivamente, com o seu amado. Esta é a história principal de “Doce Tentação”.

As histórias secundárias

Ribeira das Flores é também palco de outras histórias paralelas a este enredo.

“Família” Esperança

Jeremias (Luís Vicente) é o padrasto de Esperança. Homem de negócios duro e implacável, gere uma rede de tráfico de diamantes e armas em África. Cresceu sozinho, à custa de transações obscuras e sanguinárias. Tem em Gabriel (Pedro Lima) o seu homem de mão. Bastante bonito, cativa a atenção das mulheres. É divertido, jovial, bondoso, mas esconde de todos a sua verdadeira história. Jeremias tem ainda a seu lado Fausto (Tiago Aldeia), tendo criado o rapaz desde a adolescência. Embora goste de colocar o rapaz no seu lugar com frequência, não lhe admitindo qualquer tentativa de sobranceria, vê nele um seguidor. Fausto é um pequeno criminoso, que cumpre cegamente as ordens do patrão. Viveu durante três anos num orfanato, de onde fugiu pró sofrer de maus tratos. Proveniente de uma família destruída, cedo aprendeu a viver nas ruas, tendo dedicado toda a sua vida à delinquência.

Família Vieira da Silva

Antónia (Maria João Luís) é a mãe de Francisca e madrasta de Miguel, irmã de Augusta e comadre de Ricardo. Fria, calculista e muito ambiciosa, nunca se resignou com a família modesta onde nasceu, aproveitando-se do fato de ser amiga e confidente de muita gente de Ribeira das Flores para se apoderar dos seus segredos e chantageá-los a seu belo prazer. Após enviuvar pela segunda vez, Antónia torna-se íntima de Ricardo (Marco Delgado), que a ajuda com os seus planos maquiavélicos. Ricardo é padrinho de Francisco, e é ele que administra os bens da família. O seu desejo é casar com Augusta (Paula Neves) e assim obter a maioria dos bens dos Vieira da Silva. A contrariar esta família de maquiavélicos está Augusta, uma mulher de bom coração, muito reservada e tímida, que esconde a sua beleza por baixo de óculos de massa e de golas abotoadas. Anda sempre com a Bíblia Sagrada debaixo do braço, mas os textos que estão dentro daquelas capas são tudo menos sagrados.

Mercearia “Sempre Nobre”

Evaristo (João Didelet) é pai de Filipa (Lia Carvalho), marido de Dora (São José Correia) e dono da Mercearia Sempre NobreHomem trabalhador e honesto, criou a filha desde bebé, altura em que foi abandonado pela mulher. Dora é mãe de Filipa e mulher de Evaristo. É uma mulher muito bonita, de espírito aventureiro e ambicioso. Não tem mau carácter, mas é egoísta, pondo-se a si própria sempre em primeiro lugar. Abandonou o seu lar, tendo corrido o mundo, mas os remorsos levaram-na a regressar. Não faz ideia da farsa que Evaristo inventou para a proteger, mas assim que toma conhecimento, aproveita-se para obrigar o marido a aceitá-la de volta, usando como argumento o bem da filha. Filipa é uma rapariga confiante, muito trabalhadora, esforçada e certa do que quer na vida. Estuda no primeiro ano de Comunicação Social e fundou “O Clarim” nas traseiras da mercearia da família.

Mansão da Família Britto

Manuela (Carla Andrino) é mãe de Diana (Jessica Athaide) e Ana Luísa (Laura Galvão), mas tem uma preferência clara pela primeira, por ser mais parecida consigo. É uma mulher bonita, fútil e interesseira, que encontra-se na falência. Recentemente, encontrou o esquema perfeito para sobreviver:  alberga em sua casa três órfãos e recebe os respetivos cheques da Segurança Social por cada um deles. Diana (Jessica Athaide) é igual à mãe, apesar de não ser má rapariga, apenas mal orientada. A mãe decidiu que ela haveria de casar-se com Miguel Vieira da Silva para poderem ficar com a sua fortuna. Ana Luísa (Laura Galvão) é a filha mais nova de Manuela, completamente diferente da mãe e da irmã. Rapariga prática, pro-ativa e algo irrequieta, não sonha com o que não pode ter e quer algo mais da sua vida além de futilidades e aparências. Por fim, São é empregada e cozinheira na casa da família Britto. É uma mullher simples e despachada, franca, que diz o que quer sem pensar nas consequências.

Outros Personagens

Ribeira das Flores acolhe ainda muitas outras histórias: desde o bêbado que é procurado pelo filho, e que afinal não é quem se pensa; do padre que esteve para casar e que vive às turras com ex-noiva; da solteirona pudica que se vê disputada por dois homens; do rapaz simples e humilde que é rejeitado pelo pai e alvo fácil de gozo; até ao jovem ativo e desportista que descobre que tem uma doença e terá de aprender a lidar com ela.

“Doce Tentação” é uma novela da Casa da Criação, da autoria de Sandra Santos e elaborada por Lígia Dias e Marta Coelho. Para já estão agendados 160 episódios, que prometem muitas aventuras, humor, ódios e, claro, muito romance à mistura. A não perder!

Categorias
Televisão

Comentários