Destaques

Um fim de semana de estreias

image

Ano novo, reformulações no Estado da TV. A partir desta semana a rubrica do Propagandista Social sobre televisão é agora realizada por Vítor Carvalho, um dos mais recentes membros da equipa.

E para começar o relançamento do Estado da TV não poderia haver mais razões para comentar, discutir e analisar. Um fim de semana cheio de estreias e novos formatos.

image

Depois da Vida com Iva Domingues (4,5%Rat. / 33,9%Shr)

Estrou na passada sexta-feira uma nova edição do programa que começou na TVI ainda sob a alçada de Júlia Pinheiro e que  pretende por em contato alguns convidados com o “mundo dos espíritos”.

Com a ajuda de Janete Parker e Sue Wood, Iva Domingues levará mais uma série deste programa que tem agora nova concorrência: Até à Verdade, apresentado por Rita Ferro Rodrigues, na SIC.

Esta série de Depois da Vida terá seis emissões, onde se partilhará muita emoção, lágrimas e também muito alívio para aqueles que aceitaram participar. Ficando no final um bem-estar profundo com a certeza de que a mensagem foi enviada e recebida.

image

Até à Verdade com Rita Ferro Rodrigues (6,4%Rat / 23,5%Shr)

Depois de algum tempo fora dos ecrãs, Rita Ferro Rodrigues regressa à antena da SIC com Até à Verdade. A apresentadora de Vizinho, Mudei a Loja estreou o novo formato da SIC no passado sábado, cerca das 23h.

O programa tem como mote principal os crimes e este novo formato apresenta reportagens com Brian Robertson e Simon James, os media, nos locais suspeitos onde ocorreram os crimes, onde podem ter sido vistos nos últimos momentos de vida, ou onde habitavam as vítimas. Nesta mesma peça há um enquadramento jornalístico que refere a versão das autoridades/media. Fazem-se reconstituições dos crimes, de forma ficcionada.

Um formato inovador que traz para a televisão portuguesa uma outra vertente do comentário sobre o crime.

imageDr. White com Miguel Stanley (7,4%Rat / 21,4%Shr)

Este é a nova aposta da SIC para os serões de sábado. Um programa original português da autoria de Miguel Stanley, médico dentista. Podemos chamar a Dr. White – O Caminho para a Felicidade o formato português para Extreme Makeover.

No passado sábado, a equipa White mudou a vida de Ana Maria e Nelson dando-lhes uma nova imagem que se adeque à sua mentalidade. Para além de uma correção estética a partir da cirurgia plástica, os candidatos são sujeitos a toda uma renovação de conhecimentos sobre um estilo de vida saudável.

imageGanha num Minuto com Marco Horácio (12,3%Rat. / 32,7%Shr)

Um divertido concurso recheado de jogos e muitas brincadeiras, com a condução do sempre enérgico Marco Horácio que agora se vê sem a companhia de Diana Chaves. Esta é nova aposta da SIC para as noites de domingo.

Um risco, diria, dado que, infelizmente, a audiência portuguesa é cruel e infeliz para este tipo de programas. Ainda assim, há que lembrar o sucesso que foi Salve-se Quem Puder, também conduzido por Marco Horácio e em cujo programa este é inspirado. O resultado de estreia deixa-nos antever um grande sucesso, mas com audiências não há previsões possíveis…

Sendo uma aposta ganha ou vencida, a verdade é que o novo programa traz para os serões de domingo um formato inovador, dissemelhante dos habituais reality e talent shows.

imageDoce Tentação da TVI (15,5%Rat. / 35,8%Shr)

Esta é a nova telenovela da TVI que vem preencher o horário de prime time deixado pelos diários de Secret Story 2 – Casa dos Segredos. Doce Tentação foi o nome escolhido para uma das produções mais promovidas de sempre, desde que me lembro.

Por todo o lado se falou de Doce Tentação: redes sociais, talk-shows, publicidade, site oficial. Uma mega promoção que foi feita à história de Sandra Santos, com um elenco de luxo, que promete deixar muita gente colada ao ecrã.

Chegou um novo ano e com ele grandes reformulações na programação da televisão portuguesa. É certo de que nos estamos a dirigir somente às estações privadas mas é também certo de que diversidade é já habitual na RTP.

Mas significa diversidade mais qualidade? O meu julgamento é muito incisivo: Depois da Vida e Até à Verdade são programas interessantes e com uma grande qualidade, o facto de serem inovadores e diferentes daquilo que se tem feito até aqui. Dr. White – O Caminho para a Verdade é igualmente um programa muito interessante mas que deixa muito a desejar quanto à sua apresentação. Acho sinceramente que Miguel Stanley não é a escolha mais adequada para um formato do género e acredito que com uma apresentação experiente e uma nova dinâmica o programa conseguiria excelentes resultados mesmo nas noites de domingo.

Ganha Num Minuto é um concurso muitíssimo divertido e que tem muito potencial para vencer. Não consigo perceber porque razão o concurso é aposta para um domingo à noite e tenho pena de ver Marco Horácio sozinho na apresentação. Ainda assim acho que será uma aposta ganha. Doce Tentação estreou-se a um domingo e deixa antever muito sucesso. Em que é diferente? Absolutamente nada. Um elenco bom, como de costume. Uma história interessante, como é habitual. Mas, há uma diferença… A promoção! Doce Tentação foi lançada como um mega projeto que captou, mesmo antes de ter estreado, a atenção de muitas pessoas.

 

Mais uma vez, esta foi uma semana de estreias e o destaque vai, claro, para os seus resultados.

Os resultados mais surpreendentes vão para as estreias de domingo que alcançaram elevados números de audiência. Doce Tentação conseguiu mais de 1 milhão e 400 mil espetadores (15,5% rat.) alcançando um share de 35,8%. Um resultado que faz juz a toda a promoção que foi feita ao novo produto de ficção da TVI.

Mas nem só por Queluz de Baixo os resultados surpreenderam. Ganha Num Minuto conseguiu uma audiência média de 12,3% o que corresponde a cerca de 1 milhão e 700 mil espetadores e um share de 32,7%. Foi, sem dúvida, a surpresa da semana. Marco Horácio estreia assim um formato vencedor, numa complicada noite de concorrência.

No que a resultados da primeira semana de janeiro diz respeito, é a TVI quem leva a melhor com uma média semanal de 27,9%. Seguem-se os canais por cabo com uma média de 25,2%. A SIC surge em terceiro lugar com 23% da quota média de audiência. A RTP1 desce aos 19,7% e a RTP2 não vai além dos 4,2%.

E porque de futebol se faz a televisão portuguesa, o programa mais visto da semana é o jogo da primeira liga entre o Benfica e o União de Leiria que obteve um estrondoso resultado de 18,8% de audiência média (cerca de 1 milhão e 780 mil espetadores) e um share de 47,6%. O jogo foi transmitido pela TVI que neste domingo venceu com uma quota média de audiência de 33,2%.

Eu volto para a semana com mais uma edição desta rubrica para a análise e comentário do Estado da TV.

Categorias
DestaquesEstado da TVRubricas

Se o Jornalismo não se pode considerar uma ciência temos certamente de olhá-lo como uma arte. A arte de saber contar estórias e marcar a história. Estudante de Jornalismo (ESCS-IPL)

Comentários