Destaques

Whitney Houston morre aos 48 anos

Whitney Houston faleceu na tarde de sábado (12), aos 48 anos. A notícia é dada pelo TMZ que cita a Associated Press. Uma represente da cantora, Kristen Foste, terá passado a informação à agencia noticiosa. Até ao momento não é a conhecida a causa de morte de Whitney.

Leia a reacção dos artistas à morte de Whitney no Twitter

A carreira de Houston ficou marcada por inúmeros sucessos. Ao longo de mais de 30 anos de carreira, a cantora venceu dois prémios Emmy, seis Grammy, 30 galardões Billboard e 22 Américan Music Awards. A cantora deixou muitas marcas na história da música. Exemplo disso é o facto de “Whiyney”, o seu álbum de estreia, ter sifo o primeiro trabalho de uma artista feminina a estrear na liderança da tabela de discos mais vendidos nos Estados Unidos da América.

O sucesso do Whitney eram origem na brilhante voz associada à imagem de beleza de uma diva do R&B, que mantinha o equilíbrio entre o sex appeal e o estilo clássico. Esta receita de sucesso viria a servir de inspiração para outroas artistas musicais como Mariah Carey, Christina Aguilera e Lady Gaga.

Apesar de todo o sucesso, a vida pessoal da cantora acabou por obrigar a uma pausa na música. No auge da sua carreira profissional, Whtiney alterou o seu comportamento e protagonizou muitos episódios de comportamentos agressivos em público, que contrariavam com a delicadeza da música a que era associada. Mais tarde, a cantora viria a confessar publicamente consumir drogas (cocaína). Perante estas declarações, a reacção do público não tardou: as vendas dos álbuns de Whitney desceram de forma repentina, e a sua música deixou de passar nas rádios em todo o mundo. As consequências viriam a ser negativas também para a cantora que viu a sua voz tornar-se mais rouca e áspera, diminuindo a sua capacidade vocal, que tanto a distinguia das outras artistas.

A cantora esteve em reabilitação por duas vezes até, em 2010, afirmar numa entrevista a Oprah Winfrey que estava livre de drogas.

Já em 2009 a cantora havia tentado um regresso ao mundo da música.  Nesse ano lançou o álbum “I Look To You”, que estreou nos lugares cimeiros das tabelas de vendas. Ainda assim o sucesso foi fugaz. A cantora arriscou lançar-se numa digressão mundial mas os espetáculos ao vivo apenas confirmaram que o dom de Whitney não era mais o mesmo. O cancelamento de concertos e a pouca capacidade vocal da cantora voltam a levantar os rumores em torno do consumo de drogas.

Whtiney Houston será homenageada na cerimónia de entrega dos prémios Grammy, esta noite em Los Angeles. Jennifer Hudson será a voz do tributo. Saiba mais sobre os Grammy em http://www.propagandistasocial.com/grammy/

Oiça “I Will Always Love you”, um dos maiores êxitos de Whitney Houston:

Categorias
DestaquesMúsica

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários