Cinema

Óscares 2012: Curta-metragem (live action)

O prémio de Melhor Curta-Metragem em Live Action passou a ser concedido na trigésima cerimónia (1957). A expressão Live Action designa a curta-metragem (de ficção ou documentário) que utiliza seres vivos e/ou inanimados.

Pentecost

(Peter McDonald e Eimear O’Kane)

O filme conta-nos a história de um menino de 11 anos que é chamado à última da hora para servir como acólito num importante evento da sua paróquia local. Ele enfrenta uma escolha: ou se conforma com a situação ou rebela-se contra a sua família e comunidade para seguir a sua verdadeira paixão, o futebol.

Raju

(Max Zähle e Stefan Gieren)

Dirigido por Max Zahle, o filme segue a história de um casal alemão cujas crianças, que adotaram num orfanato em Calcutá (Índia), desaparecem subitamente.

The Shore

(Terry George e Oorlagh George)

Um filme de ação irlandês de Terry George, “The Shore” segue dois amigos de infância que se voltam a reunir 25 depois de um mal-entendido que os separou.

Time Freak

(Andrew Bowler e Gigi Causey)

Um neurótico inventor cria uma máquina do tempo, mas perde-se durante a viagem.

Tuba Atlantic

(Hallvar Witzø)

Oskar tem apenas seis dias de vida, e está agora pronto para perdoar o irmão por um desentendimento que tiveram há alguns anos atrás. Contudo, a única coisa que o homem de 70 anos sabe é que o irmão mora do outro lado do oceano atlântico, e teme não conseguir chegar a tempo para satisfazer o seu desejo.

Categorias
Cinema

Comentários