Cinema

Óscares 2012: Melhor Ator Secundário

O Óscar de Melhor Ator Secundário pretende premiar um ator pela sua excelente atuação num papel secundário no cinema. Embora os indicados sejam escolhidos por atores e atrizes, os vencedores são votados por toda a Academia. Um dos Óscares mais apetecidos, é uma honra para um ator receber este prémio, podendo impulsionar a sua carreira ainda prematura, ou, pelo contrário, contribuir para estabilizar a sua posição na indústria.

Conheça os nomeados deste ano:

httpv://www.youtube.com/watch?v=BQlkjegWjgY

Kenneth Branagh

(“A Minha Semana com Marilyn”)

Kenneth Branagh é um ator, realizador e argumentista britânico. O cineasta é conhecido por realizar e atuar em várias adaptações cinematográficas das peças de William Shakespeare, embora a sua filmografia incluía outros trabalhos no cinema e televisão. Em 1989, a adaptação de “Henrique V” valeu-se duas nomeações pela Academia, nomeadamente na categoria de Melhor Ator e Melhor RealizadorKenneth Branagh participou também na saga Harry Potter, nomeadamente no segundo filme, onde interpretou o cobarde professor Gilderoy Lockhart. No filme “A Minha Semana com Marilyn”, o ator desempenha o papel de Sir Laurence Olivier, que protagonizou juntamente com a eterna sedutora Marilyn Monroe o filme “O Príncipe e a Corista” (1957). O filme gira em torno de uma semana de gravações até hoje nunca revelada por Colin Clark.

Jonah Hill

(“Moneyball”)

Jonah Hill é um ator, realizador, argumentista e comediante americano. O ator começou a escrever e a atuar em peças na universidade em Nova Iorque, tendo conseguido apresentar-se a Dustin Hoffman, que lhe deu o seu primeiro papel no cinema com o filme “Os Psico-Detetives” (2004). Hoje com 28 anos, é reconhecido pelo seu trabalho em “Super Baldas” (2007), “Um Azar do Caraças” (2007), “Gente Gira” (2009) e “É Muito Rock, Meu!” (2010). Agora, com a sua primeira prestação num papel dramático, Jonah Hill estreia-se nas nomeações aos Óscares. Depois de tanto tempo na comédia, o sucesso nesta passagem surpreendeu até o próprio ator, que considera este um sinal evidente de que deve apostar em histórias mais dramáticas. Uma boa escolha para a carreira do jovem, uma vez que a qualidade da sua prestação em “Moneyball” já lhe valeu tantos elogios por entre os entendidos da indústria cinematográfica.

Nick Nolte

(“Warrior – Combate entre Irmãos”)

Nick Nolte é um ator norte-americano, que iniciou a sua carreira no teatro, em Pasadena, tendo participado em inúmeras peças. A sua ascensão ao sucesso aconteceu em 1976, quando participou na série televisiva “Rich Man, Poor Man“. Curiosamente, ao longo da sua carreira o ator recusou vários papéis que acabaram por se transformar num enorme sucesso das bilheteiras. Entre as suas famosas recusas encontram-se “Guerra das Estrelas”, “Indiana Jones” e “Super-Homem”. As personagens instáveis e voláteis, com uma certa dose de loucura até, são frequentes na sua filmografia. Mais uma vez o passado repete-se, e no filme “Warrior – Combate entre Irmãos”, Nick Nolte desempenha o papel do pai alcoólico dos dois irmãos, que irão lutar entre si na competição de MMA (Mixed Martial Arts).

Christopher Plummer

(“Assim é o Amor”)

Christopher Plummer é um dos mais famosos atores canadienses, com prestações na televisão, cinema e teatro. Com 82 anos de idade, este ator conta com um reportório impressionante: foi ele quem desempenhou o papel do capitão viúvo Georg Ludwig von Trapp, no sucesso musical “Música no Coração” (1965), ao lado de Julie Andrews. Na sua filmografia mais recente, podemos recordar “A Última Estação”, ou até “O Imaginário do Doutor Parnassus”, ambos de 2009. Plummer já venceu variados prémios pelo seu trabalho, incluindo dois Emmys, dois Tonys, um Globo de Ouro e o BAFTA. No filme “Assim é o Amor”, Christopher Plummer desempenha o papel de Hal, uma personagem que aos 75 anos resolve sair do armário. O impacto desta sua nova onda de honestidade, ora engraçada ora comovente, acaba por unir pai e filho, mais do que alguma vez anteriormente tinham conseguido.

Max von Sydow

(“Extremamente Alto, Incrivelmente Perto”)

Max von Sydow é um ator nascido na Suérica e com nacionalidade francesa desde 2002. Ele protagonizou vários filmes, e foi ator secundário em dezenas de outros. Um ator sem barreiras geográficas, von Sydow participou em filmes noruegueses, suecos, ingleses, italianos, alemães, franceses e até espanhóis. Foi ele o padre Merrin em “O Exorcista” (1973), o assassino em “Os Três Dias do Condor” (1975), o vilão em “Nunca Mais Digas Nunca” (1983). Pelo seu papel em “Pelle, o Conquistador” (1987), Max von Sydow recebeu a sua primeira nomeação aos Óscares. Em “Extremamente Alto, Incrivelmente Perto”, o ator desempenha o papel de um homem que não fala devido ao seu trauma de infância de ter assistido a um bombardeamento na Segunda Guerra Mundial. Ele torna-se amigo de Oskar, a personagem principal do filme, uma criança que perdeu o pai nos atentados de 11 de setembro de 2011.

Categorias
Cinema

Comentários