Cinema

Óscares 2012: Melhor Ator Principal

Óscar de Melhor Ator é um prémio oferecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas aqueles que são considerados os melhores atores da indústria cinematográfica desse ano. Uma das estatuetas douradas mais prestigiantes para um ator que protagonizou um filme, a nomeação por si só é suficiente para consolidar ou impulsionar a carreira de um ator.

Conheça os nomeados deste ano: 

httpv://www.youtube.com/watch?v=2U6R4sFzd9w

Demián Bichir

(“A Better Life”)

Demián Bichir é um ator mexicano, nomeado para o Óscar de melhor ator principal pelo papel de Carlos Galindo no filme “A Better Life”. Carlos Galindo é um mexicano ilegal que parte numa aventura com o seu filho em busca do seu carro roubado, ao mesmo tempo que tenta convencê-lo a não se tornar um delinquente. Bichir é um verdadeiro fenómeno no México. O ator e os seus irmãos participaram em tantos filmes no México que num ano, no MTV Movie Awards mexicano, foi criada uma categoria especial só para a família, denominada de “O Melhor Bichir num filme“. Ainda assim, apesar do seu sucesso em terras mexicanas, a sua nomeação para os Óscares apanhou de surpresa tanto americanos como mexicanos, pois Demián Bichir só tinha sido nomeado pela Screen Actors Guild.

George Clooney

(“Os Descendentes”)

Considerado um dos verdadeiros galãs de Hollywood, George Clooney conta com uma longa carreira no cinema e televisão. A primeira participação do ator aconteceu em 1978, na série televisiva “Centennial”. Desde então, Clooney parece ser perseguido por uma aura de estrela, que o torna um dos atores mais cobiçados de sempre. Entre os seus filmes mais conhecidos estão, por exemplo, “Batman & Robin(1997) e “Syriana (2005). Este último valeu-lhe o Globo de Ouro e o Óscar de melhor ator secundário. George Clooney também gosta de sair da frente das câmaras esporadicamente. No seu trabalho como realizador conta com filmes como “Confissões de uma Mente Perigosa” (2002) e, mais recentemente, os “Idos de Março” (2010). Em 2006, o filme “Boa noite, e Boa sorte” valeu-lhe a nomeação para o Óscar e Globo de Ouro de Melhor Realizador.

Jean Dujardin

(“O Artista”)

Jean Dujardin é um ator e comediante francês de 39 anos. Trabalhou lado a lado de Michel Hazanavicius, tendo sido a estrela de dois filmes do realizador: “Agente 117” (2006) e “OSS 117: Rio ne répond plus” (2009). Juntaram-se novamente em “O Artista”, e o papel de George Valentin tornou-o um sucesso em todo o mundo. A capacidade de Jean Dujardin em encarnar uma personagem que não fala em momento algum do filme foi extremamente elogiada.  É evidente o cuidado do ator francês em fazer uso de todas as partes do seu corpo para comunicar com o público em cada cena do filme. A interpretação valeu-lhe o prémio de melhor ator no Festival de Cannes e nos Globos de Ouro. Jean Dujardin é apontado como um dos possíveis vencedores a arrecadar o Óscar de Melhor Ator Principal.

Gary Oldman

(“A Toupeira”)

Gary Oldman é um ator, realizador e produtor britânico. Entre os seus filmes mais conhecidos está “Drácula de Bram Stoker” (1992) e “O Cavaleiro das Trevas” (2008). Oldman desempenhou também o papel de Sirius Black na saga Harry Potter. Esta é a primeira nomeação do ator para os Óscares, e advém do filme “A Toupeira”. O filme conta-nos a história de George Smiley, encarregado de descobrir quem é que dentro da divisão de elite dos Serviços Secretos ingleses trabalha como agente duplo para os soviéticos. Um ator extremamente versátil, que é conhecido pela sua capacidade de se modificar por completo de personagem para personagem. Um dos aspetos mais curiosos desta sua faceta camaleónica é o sotaque: Gary Oldman muda a sua forma de falar em quase todos os filmes em que entra.

Brad Pitt

(“Moneyball”)

Brad Pitt é um dos grandes pilares de Hollywood, e conta com uma extensa filmografia de sucesso. Do cinema à televisão, o homem de 48 anos faz as delícias do seu público, e da imprensa cor-de-rosa que não o deixa em paz. Alguns dos seus filmes mais conhecidos são “Mr. e Mrs. Smith” (2005), “Babel” (2006), “O Estranho Caso de Benjamin Button” (2008) e “Sacanas Sem Lei” (2009). Curiosamente, apesar de todo o sucesso que o envolve, Brad Pitt nunca ganhou um Óscar e arrecada agora a sua terceira nomeação. Este ano dois filmes do ator estão nomeados na categoria de Melhor Filme: “Moneyball” e “A Árvore da Vida”. A sua prestação como Billy Beane, o treinador de uma equipa de basebol que tenta sobreviver com os seus poucos recursos financeiros, foi extremamente elogiada, recebendo meritórios aplausos de cineastas, críticos e audiência.

Categorias
Cinema

Comentários