Televisão

RTP deteta erros na medição de audiências da GFK

image

A RTP encontrou erros graves na medição de audiências televisivas da GFK. Num estudo independente para analisar os testes da empresa, a estação pública detetou que existiram períodos temporais em que foram medidos zero espectadores.

De acordo com uma fonte oficial da RTP,o episódio mais gritante terá ocorrido durante o jogo de futebol entre o Guimarães e o Benfica, no dia 20 de fevereiro. Segundo a fonte, durante 20 minutos não foram medidos quaisquer espetadores. A gravidade do erro é maior se pensarmos que os jogos do Benfica lideram regularmente o top de audiências.

A RTP considera que o método de medição de audiências adotado pela GFK apresenta «problemas nas regras de validação», «problemas na representatividade da amostra» e «ocorrências anómalas no registo de audiências».

Outro dos erros, exemplifica fonte da RTP, relaciona-se com a incongruências na amostra de lares para a medição de audiências. O estudo detetou que existem habitações com audímetros que estão registados com televisões sem emissão por cabo mas que, segundo os resultados da GFK, assistiram a canais pagos. Sobre a escolha do painel de espetadores, a RTP acusa ainda a GFK de não acolher os indivíduos de faixas etárias mais velhas – os maiores consumidores de televisão e, principalmente, da emissão da RTP1.

O estudo independente feito para a RTP analisou os 15 dias de testes da GFK. Depois de analisar os resultados, a estação pública considera que não existem condições para a GFK medir audiências em Portugal. Procurando uma explicação para os erros, a RTP interpelou os responsáveis pela medição de audiências mas ainda não obteve resposta.

Recorde-se que a GFK mede a partir de hoje (1) de forma oficial as audiências em Portugal. O início de atividade foi adiado por duas vezes. A GFK deveria começar a medir audiências a partir de 1 de janeiro mas o processo foi adiado para dia 15 de fevereiro. Posteriormente, a medição de audiências da GFK foi adiada para dia 1 de março por não estarem reunidas as condições necessárias.

O próximo passo é a retificação o contrato com a Marktest que, até hoje, media as audiências em Portugal, de forma oficial. Ainda assim, a empresa diz que irá continuar a medir a visualização de televisão.

Categorias
Televisão

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários