Televisão

RTP1 faz balanço de um ano de troika com emissão especial quarta-feira

IMG_0505

Como está o país um ano depois da entrada da troika em Portugal?” Para procurar respostas a esta pergunta, a RTP1 vai apresentar quarta-feira, dia 11, uma emissão de 11h30m em direto.

Há um ano atrás José Sócrates anunciou o pedido de resgate à república portuguesa e a troika não tardou em chegar a Lisboa. Desde então a austeridade aumenta e a economia diminui. Perante este cenário a direção de informação da RTP1 leva a cabo uma emissão especial que vai fazer o balanço do último ano e lançar questões sobre um futuro incerto. Valerá a pena ou não tanta austeridade? é a pergunta lançada por Cristina Esteves, uma das jornalistas que conduzirá a emissão.

IMG_0568

Cristina Esteves considera que este será um bom momento para refletir sobre a utilidade das medidas de austeridade aplicadas a Portugal.

Entre diretos e reportagens, uma equipa composta por cerca de 180 profissionais vai mostrar a realidade portuguesa. De manhã, as viagens de transportes públicos, o trânsito, o início das aulas, os corredores dos hospitais, o começo de um dia de trabalho. À tarde, os almoços nos restaurantes ou o retornar à velha marmita. Ao fim do dia, as mudanças de turnos no emprego, o regresso a casa. Entre as muitas histórias que serão apresentadas, prepare-se para acompanhar uma viagem de taxi em direto, o serviço de uma ambulância do INEM ou uma intervenção cirúrgica para o transplante de córnea.

O objetivo principal da emissão é mostrar a vida atual dos portugueses em Portugal, mas também no estrangeiro. A RTP mobilizou todas as delegações espalhadas pelo território continental e nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Os correspondentes internacionais da RTP estarão também presentes na emissão com histórias protagonizadas por portugueses que mudaram a sua vida, em tempos de crise.

O dia-a-dia dos cidadãos será acompanhado por um conjunto de seis pivots. Entre as 10h e as 13h, Cristina Esteves e João Tomé de Carvalho conduzem a emissão. Das 14h às 17h, Estela Machado e António Esteves moderam “Portugal Hoje”. Das 17h até ao início do “Telejornal”, é a vez de Sandra Felgueiras e João Adelino Faria guiarem os espetadores numa viagem pelos caminhos de Portugal, mas não só.

IMG_0530

A apresentadora do "Prós e Contras", Fátima Campos Ferreira, apresentará uma emissão perante um auditório de 400 pessoas.

Entre as 21h e as 22h30, Fátima Campos Ferreira irá conduzir um debate em direto de Bragança, “a cidade mais difícil de aceder”. A desertificação do interior do país dá o mote para a discussão em torno da “identidade nacional (…) do ser português”, como explica a jornalista que apresenta semanalmente “Prós e Contras”. O painel da discussão que acontece no auditório de Castelo Branco será composto pelos professores Adriano Moreira e Vera Cruz, o presidente da câmara municipal de Bragança, António Jorge Nunes, e D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda, e um representante do núcleo empresarial da região de Bragança.

Nuno Santos, o diretor de informação da RTP, revelou que esta será a primeira de três emissões que a estação pública irá apresentar. As restantes acontecem em maio e em junho. A última deverá acontecer próxima das comemorações do dia de Portugal. Esta não é a primeira vez que a RTP recorre a este formato. No dia após as últimas eleições legislativas, a estação pública apresentou uma programação semelhante.

Categorias
Televisão

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários