Cinema

“Le Prénom”, um jantar de amigos hilariante (crítica)

Depois do sucesso que foi a peça de teatro, “Le Prénom” ou “O Nome da Discórdia” em português, chega agora às salas de cinema.

Um grupo de amigos encontra-se para um jantar que acaba por se transformar num desastre. O motivo? Imagine-se…um nome!!!

Mathieu Delaporte e Alexandre de la Patelliere, autores e realizadores da fita, são os responsáveis por esta comédia francófona.

O elenco original (da peça de teatro) manteve-se praticamente intacto. Charles Berling (Pierre), um professor de Literatura da Sorbonne no filme, é o único elemento novo embora a cumplicidade com o restante grupo não o denuncie. Valerie Benguigui (Elizabeth) interpreta a sua mulher, que prepara com tanta ansiedade o banquete marroquino que acaba estragado, e Guillaume de Tonquedec é Claude, um amigo de infância.

Mas é Patrick Bruel (Vincent) a peça principal deste “puzzle” que deu origem a uma obra brilhante. O agente imobiliário chega a casa da sua irmã Elizabeth e traz uma notícia que promete deixar todos muito incomodados. Ele e a sua mulher Anna (Judith El Zein), que chega atrasada para jantar, decidiram que nome dar ao filho de que estão à espera. E esse inesperado não deixa ninguém indiferente. Mas “nem tudo o que parece é”…

Esta obra é uma mistura de sátira e ironia, que já muito foi aclamada pela crítica em França. É possível que o faça recordar-se de “Carnificina”, de Roman Polanski, mas aqui o sentimento não é de claustrofobia. Os diálogos, e a discussão, são um autêntico “ping-pong” verbal que nunca se torna cansativo e que não queremos que acabe.

Depois do sucesso que os filmes franceses têm tido no nosso país no último ano, esta fita hilariante com um ritmo louco e imparável vai definitivamente dar que falar.

Então de que está à espera para ir ver? O filme estreia hoje nas salas portuguesas.

[xrr rating=5/5]

Veja aqui o trailer.

                                       httpv://www.youtube.com/watch?v=DsET47haqs4

Categorias
CinemaDestaques

Jornalista Estagiária numa publicação mensal e amante de Cinema e da Cultura nacionais

Comentários