Destaques

SoundCloud: Taylor Swift, a boazinha que derrotou as bad girls (podcast)

soundcloud #7

Hey Rubys!

Taylor Swift está de volta e com um sucesso… ainda maior. 

A cantora fez história esta semana com o lançamento do novo single, “We Are Never Ever Getting Back Together”. Taylor tornou-se na artista feminina com a maior venda de música em tão pouco tempo. Numa semana, o single registou 623 000 downloads vendidos. A canção subiu imediatamente à liderança da tabela de músicas mais vendidas nos Estados Unidos da América, posição na qual nunca tinha estado.

O sucesso de “Getting Back Together” não é apenas comercial. A música que serve de avanço para o novo álbum de Taylor, “Red”, revolucionou o Youtube nos últimos dias. O vídeo com a letra da música já superou a barreira dos 9 milhões de visualizações. E este não é o vídeo oficial do single. Esse tem estreia agendada para a próxima quarta-feira na MTV, um dia antes da cantora apresentar a música ao vivo na cerimónia de entrega dos MTV Video Music Awards.

Nas redes sociais também se notou o efeito de “Getting Back Together”. No Facebook Taylor conseguiu mais 138 mil gostos, e no Twitter registou mais 254 mil seguidores. Por tudo isto, a cantora lidera atualmente a tabela de artistas mais populares da Billboard.

Todo este sucesso deve-se à música orelhuda, e também ao percurso consistente que Taylor tem vindo a construir ao longo dos últimos anos. Apesar de jovem, a cantora parece saber bem aquilo que quer, e se pensarmos como começou a sua carreira, percebemos que nada mudou.

Taylor continua a mesma menina bonita e bem comportada (a típica princesa dos filmes da Disney), ao contrário da “concorrência”. Se de um lado temos a rebeldia de Lady Gaga, Rihanna, Nicki Minaj, Rita Ora e Katy Perry, temos do outro lado a imaculada Taylor Swift. Mas não é uma imaculada sonsa.

Desde o início que Taylor mostrou que tem atitude, que sabe o que quer. E esse sentimento fortaleceu-se depois da famosa interrupção do seu discurso de agradecimento por parte de Kanye West nos prémios MTV em 2009. A cantora tornou-se numa voz ativa na defesa dos mais carenciados, em especial no debate de temas como o Bullying.

Por outro lado, há ainda que atender ao facto de Taylor Swift já não ser a adolescente que conhecemos outrora. Hoje é uma jovem adulta que, ao contrário de outras (desculpa Miley!), transitou de forma natural de uma fase para a outra, levando consigo os primeiros fãs, e conseguindo ainda captar a atenção de um público mais velho.

No que diz respeito à música propriamente dita, a cantora tem mantido o seu registo pop-country desde o início da sua carreira. A música resulta no álbum, na rádio e ao vivo. É o que se quer!

A música clean e inocente junta-se à personagem da menina rica, inteligente e bonita dos E.U.A.. Esta é uma fórmula de sucesso na qual não vale a pena mexer. No estilo cantado por Taylor é válida para longas décadas.

Para um futuro muito próximo, espero ouvir as novas músicas assinadas por Taylor. A mesma sonoridade cantada, composta e escrita por uma artista mais madura. Aguardamos pelos próximos capítulos.

Mais uma semana que passou, mais um programa na Rádio Zero. Podem escutar o programa na íntegra no player. One Direction, a relação de Madonna e Elton John, as semelhanças entre Nicki Minaj e Angela Merkel e o regresso dos Bush a Portugal foram alguns dos assuntos ouvidos (com música à mistura!).

[powerpress]

Todas as quartas-feiras às 19h salto do Propagandista Social para a rádio, para provar que tudo o que acontece no mundo tem uma explicação musical. Vai uma aposta? É só ouvir!

Acompanhe as últimas novidades do programa em facebook.com/soundcloudnazero. No Twitter pode usar a hastag #SoundZero para partilhar o que lhe apetecer comigo, @ruben_carvalho.

Oiça “We Are Never Ever Getting Back Together” de Taylor Swift:

Categorias
DestaquesMúsicaSoundCloud

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários