Cinema

«Keep the lights on»: retratos da perigosa relação de amor e droga

Realizador Ira Sachs

Ira Sachs: realizador de «Keep the Lights On»

Nova Iorque é o palco de mais uma história de amor e desilusão. Paul é um jovem advogado ainda não assumido e conhece Erik numa linha erótica. Depressa marcam um encontro e após uma noite que poderia ser igual a tantas outras surge uma relação de amizade e amor que dá o mote ao filme.

Paul encontra-se enredado nas teias de uma complexa relação com as drogas e essa dependência vem por à prova os sentimentos de Eric colocando em risco todos os planos de um futuro a dois. No entanto, a paixão de Erik é demasiado forte e a dependência das drogas de Paul não é superior à dependência de Erik pelo seu companheiro. Surge uma complexa problemática que leva a colocar em causa os próprios limites da dignidade.Keep the Lights On 3

O filme acompanha mais de uma década de vida a dois com muitos altos e baixos. A sua grande mais-valia encontra-se na forma crua e realista com que acompanha todas as cenas da vida do casal. A espiral degradante em que Paul submerge é focada de uma forma bastante tocante e o grande desempenho de Thure Lindhardt como Erik enriquece a película de todas as formas possíveis.

Na sua carreira internacional, «Keep the Lights On» já foi galardoado com um Teddy Award no Festival de Cinema de Berlim, facto curioso uma vez que na película Erik recebe o mesmo prémio como documentarista.Keep the Lights On 2

Acompanhe o Queer Lisboa e toda a sua programação através do seu site oficial em: www.queerlisboa.pt O Festival estará no Cinema São Jorge até ao próximo sábado.

Categorias
Cinema

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários