Destaques

SoundCloud: Katy Perry é a mulher do ano? (podcast)

SoundCloud 12

Hey rubys!

A partir de agora o SoundCloud é emitido na Rádio Zero aos sábados às 18 horas. Para escutarem o programa em podcast é só clicar no “play” em baixo. Esta semana um dos destaques do programa foi Katy Perry, “a mulher do ano”.

[powerpress]

O título é-lhe atribuído pela Billboard, que todos os anos escolhe a mulher que mais se distinguiu na música. Mas será que Katy Perry foi mesmo a “mulher do ano”?

A distinção surge depois da cantora bater um recorde de Michael Jackson, ao deter cinco singles do mesmo álbum – “Teenage Dream” – na liderança das tabelas de música mais vendida dos Estados Unidos da América. Surge também depois do segundo disco de Perry passar mais de 100 semanas na tabela de discos mais vendidos (um total de 2,5 milhões de exemplares comprados!).

O prémio é também consequência da digressão mundial que esgotou 124 salas, e fez estremecer outras tantas, entre elas o Campo Pequeno, em Lisboa.

A estes feitos acresce o filme 3D que relata a vida profissional e pessoal da cantora, que obteve boas críticas por parte dos cinéfilos.

Mas a verdade é que tudo isto não passa de números, de discos vendidos, de primeiros lugares, de recordes, de prémios e dólares acumulados.

Será mesmo Katy Perry a “mulher do ano”? Nos últimos anos Beyoncé e Taylor Swift foram as homenageadas da Billboard. A comparação com Katy Perry é inevitável, e a cantora fica claramente a perder se pensarmos na qualidade musical de cada uma. Mas importará assim tanto a qualidade?

Recordo-me que quando Katy Perry conseguiu colocar 5 singles do mesmo disco como líderes do top dos mais vendidos, muitos músicos, produtores e críticos acusaram a cantora e a sua equipa de produzirem apenas música para alcançar grandes números, sem conteúdo. Não estou totalmente de acordo com esta visão. “Firework” ou “Part Of Me” são músicas com mensagens positivas muito fortes (e para o positivismo, Katy Perry é a personagem perfeita). E mesmo que se produza apenas pelos números, há que admitir: é  legítimo. Afinal a música é um negócio e ganha quem vende mais.

Se falamos de qualidade, Katy Perry não deveria ser eleita como a “mulher do ano”. Rihanna seria uma hipótese (se não mesmo a única, pois 2012 foi um ano muito pobre musicalmente). Se falamos de números, como a Billboard o faz por natureza, então Katy merece este prémio e mais alguns.

Este foi um dos muitos temas que fizeram parte do SoundCloud desta semana na Rádio Zero. O sucesso viral de PSY, as novas músicas de Rihanna, One Direction, Ke$ha e David Fonseca foram outros assuntos do programa onde dedicámos alguns minutos à celebração do amor próprio com a ajuda de Lady Gaga.

Todos os sábados às 18h, salto do Propagandista Social para a rádio, para provar que tudo o que acontece no mundo tem uma explicação musical. Vai uma aposta? É só ouvir!

Acompanhe as últimas novidades do programa em facebook.com/soundcloudnazero. No Twitter pode usar a hastag #SoundZero para partilhar o que lhe apetecer comigo, @ruben_carvalho.

Categorias
DestaquesMúsicaRubricasSoundCloud

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários