Social

As cidades de cortar a respiração… literalmente!

Se os roteiros de viagem estão sempre recheados de destinos paradisíacos, há cidades que nunca estão, ou não deveriam estar, nos planos de ninguém. O Propagandista Social apresenta-lhe as cidades mais perigosas para se visitar, em todo o mundo.

O Conselho de Cidadãos para a Segurança Pública e a Justiça Criminal do México elaborou  o ranking das 50 cidades mais perigosas no mundo. Da tabela, 40 locais são do continente americano.

Todos estes destinos (pouco) paradisíacos têm cem comum uma mistura explosiva para a saúde: crime organizado, governos pouco ou nada preparados para lutar contra a violência, pobreza, desigualdades, corrupção e principalmente droga.

Conheça as cidades mais perigosas do mundo, ou se preferir, os locais que NÃO deve visitar.

1. San Pedro Sula, Honduras

Tornou-se o local de passagem obrigatório de 80% da cocaína que vem da América do Sul, com destino à América do Norte, trazendo com ela uma forte violência. San Pedro Sula é a cidade do mundo com a taxa de homicídios mais eleva, com 159 assassinatos em cada 100 mil habitantes, em 2011.

2. Ciudad Juárez, México

Sendo uma cidade que faz fronteira com os Estados Unidos da América tornou-se mal afamada desde a guerra gerada entre os cartéis de droga de Juárez e Sinaloa, matando seis mil pessoas, entre 2008 e 2010. A cidade é também marcado pela forte corrupção por parte da polícia e do governo local.

3. Maceió, Brasil

Uma cidade que se quer abrir ao turismo mas que tem a tarefa dificultada pela elavada taxa de homicídios. O crack e a cocaína são a causa deste número. Retrato da realidade ou tentativa de deitar areia para os olhos, as autoridades de Maceió afirmam que este massacre é feito a toxicodependentes que não pagam as suas dívidas.

4. Acapulco, México

Considerada a segunda cidade mais violenta do México, Acapulco já foi um destino de luxo e de diversão.  Como não podia deixar de ser, a droga é de novo a causa, com 128 assassinatos em cada 100 mil habitantes. O turismo proveniente do Canadá e dos EUA decaiu entre 40 e 50%, em Novembro de 2010.

5. Distrito Central, Honduras

Esta zona é caracterizada por três palavras: droga, gangs e desigualdade. Com 100 mortos por assassínio em cada 100 mil habitantes, o presidente da câmara começou a pagar funerais a quem não tinha possibilidade de os pagar. O golpe de Estado de 2009 só trouxe mais força aos traficantes.

Categorias
Social

Comentários