Cinema

Hobbit: a primeira parte do ansiado regresso à Terra Média

the hobbit

O mundo fantástico de Tolkien volta a ter uma adaptação de Peter Jackson ao cinema e é com “Hobbit: Uma Viagem Inesperada” que se inicia a aventura que nos reporta a acontecimentos decorridos antes da premiada trilogia “Senhor dos Anéis”.

Peter jackson optou por inovar nesta que é a primeira parte da história. O Hobbit Bilbo Bargins é convidado a embarcar na aventura em que is anões, sob as orientações de Gandalf, o cinzento, vão tentar reconquistar o seu tesouro outrora tomado pelo temível Dragão Smaug. A desconfiança de todos perante a escolha de um Hobbit para acompanhar a investida de 13 anões dá lugar à admiração pela astúcia e inteligência de Bilbo a livrar os colegas de aventura de situações de grande perigo. mundo fantástico de Tolkien volta a ter uma adaptação de Peter Jackson ao cinema e é com “Hobbit: Uma Viagem Inesperada” que se inicia a aventura que nos reporta a acontecimentos decorridos antes da premiada trilogia “Senhor dos Anéis”.

O que de melhor se encontra em Hobbit é o espetáculo visual que um 3D de grande qualidade nos proporciona. Peter Jackson decidiu ir ainda mais longe e em algumas salas de cinema está a ser exibida uma versão a 48 frames por segundo. Os planos são astuciosos e as câmaras movimentam-se em hegemonia com a complexidade dos locais da Terra Média. Mais uma vez uma excelente nota para a cenografia brilhante que se assiste numa trilogia de Jackson.

Se visualmente Hobbit torna-se numa experiência incrível as suas grandes falhas levam-nos à história e à sua organização. “Uma Viagem Inesperada” deixa-nos a sensação de ficar aquém das expectativas e não conseguir agarrar-nos do primeiro ao último segundo. O início demasiado lento onde, de forma introdutória, os anões são apresentados a Bilbo, torna-se demasiado repetitivo e o desenrolar da trama deixa-nos a sensação de que três filmes poderão ser demasiado para contar toda a história de Hobbit.

Relativamente às performances interpretativas, de destacar a ótima escolha de Martin Freeman para interpretar o papel de Bilbo, e que surge no ecrã como o entusiasta e corajoso Hobbit. De destacar ainda o regresso de algumas personagens da também trilogia “Senhor dos Anéis” como é o caso de Frodo (Elijah Wood) ainda que por breves segundos, o já referenciado Gandalf (Ian McKellen), Galadriel (Cate Blanchett) e Sauroman, o Branco (Christopher Lee).

As melhores cenas que podemos ver nesta primeira parte da trilogia são aquelas que nos remontam a “Senhor dos Anéis”. Rever Galadriel Sauroman e Gandalf reunidos de novo no grande ecrã relembra-nos todos os grandes momentos que já nos proporcionaram. A cena em que o célebre Gollum reaparece é também um bom momento de cinema e uma lufada de ar fresco nesta “Viagem Inesperada”.

Trailer:

httpv://www.youtube.com/watch?v=wGEePJPJMVI

Classificação: [xrr rating=4/5]

Categorias
Cinema

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários