Televisão

2012: A Televisão em Revista – O poder de Luciana Abreu(julho)

LOgo parceria 5 propagandista

O mês de julho foi tranquilo no que diz respeito ao panorama televisivo. As apostas de verão estavam já alinhavadas e restava agora ver terminados os programas em que as estações tinham apostado. Enquanto que a TVI continuava inabalável com o sucesso de A Tua Cara Não Me É Estranha, a SIC desesperava por se ver livre da quinta edição de Ídolos, que se revelou um tremendo fracasso e um peso na grelha de programação do canal.

Fora da caixinha mágica o mês foi protagonizado pelo ator Hugo Sequeira, que se atirou propositadamente do segundo andar onde morava. No entanto, foi o sucesso e a polémica de Luciana Abreu que marcaram o sétimo mês do ano. Os detalhes da controversa separação e o reconhecimento do público quanto à sua participação no reality-show da TVI fizeram as delícias dos leitores das mais diversas revistas cor-de-rosa.

[divide style=”2″]

Ora como é de televisão que falamos, o protagonista do mês não podia ser outro se não o programa da TVI, A Tua Cara Não Me É Estranha. Comandado por Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira desde o início de janeiro, o formato estava na sua segunda temporada e a caminhar para o grande final. Com dois concorrentes de peso que se sobrepuseram a todo o restante elenco, foi criou um duelo ficcionado entre Luciana Abreu e FF, que veio depois a passar para fora do ecrã e foi alimentado inúmeras vezes pelas revistas. Apesar de ambos negarem qualquer rivalidade, era visível que nenhum dos dois queria perder e isso passava claramente para o telespectador. Com a chegada da final, o público esteve dividido entre os grandes protagonistas da temporada, mas a vitória acabou por estar do lado de Luciana Abreu. Deixando os fãs de FF completamente devastados e incrédulos com os resultados apurados, a TVI, também em busca de audiência garantida, decidiu avançar ainda com mais uma gala, que intitulou de Grande Final e que serviu para acabar com as dúvidas no que às votações dizia respeito. Assim, na segunda final do programa, FF acabou por se sagrar vencedor, ficando de igual para igual com Luciana Abreu.

Luciana e FF

Ainda sob o calor da segunda temporada do programa, Luciana Abreu começou a alimentar notícias sobre um novo trabalho discográfico com cunho de Luís Jardim, mas tal não se confirmou até hoje. Foi ainda em julho e por causa da participação da atriz e cantora no formato da TVI que o seu casamento começou a entrar em ruína, levando posteriormente à separação. Este acabou por ser um dos assuntos mais falados do mês e tudo começou com a ausência constante do seu marido nas galas de domingo à noite. Toda esta perseguição mediática deu-se por ter sido, em tempos, uma das figuras mais conceituadas da SIC pelo sucesso alcançado em Floribella. O seu poder de venda e de curiosidade do público desperta um vigoroso interesse por parte dos media.

Mas o mês não terminou com a grande final de A Tua Cara Não Me É Estranha. Lançada no sucesso, a TVI decidiu voltar a apostar numa nova edição e desta vez, para que não levasse ao cansaço do formato, lançou-o em duplas. Protagonizadas por alguns ex-participantes e novos rostos, o edição em dupla não decepcionou e fez novamente alimentar a polémica entre FF e Luciana Abreu, que participavam agora ao lado de Vanessa Silva e Ricardo Soler, respectivamente.

De forma a fazerem justiça e para não alimentarem mais confusões, os fãs de FF votaram massivamente e deram a pontuação máxima à sua dupla, acabando assim por ser esta a vencedora.

[divide style=”2″]

Desta forma, e tendo em conta os factos descritos Luciana Abreu foi a imagem de destaque do mês em análise. Falou-se muito relativamente ao mau ambiente nas gravações de Louco Amor, novela da TVI que viria a integrar mais tarde, e ainda a sua rivalidade para com os colegas do formato das noites da estação de Queluz de Baixo. Apesar disso, a atriz e cantora mostrou-se firme em consolidar a sua carreira com mais sucessos e projetos bem-sucedidos. Considerado uma das apostas mais bem-sucedidas do ano, o formato de imitações, que relançou a ex-mulher de Djaló para as luzes da ribalta, está de regresso em janeiro. Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira continuarão à frente do programa.

Anselmo Oliveira

Categorias
Televisão

Comentários