Televisão

2012: A Televisão em Revista – «Dancin’ Days» e «Gabriela» na liderança (setembro)

LOgo parceria 5 propagandista

O mês de setembro é por norma pautado por grandes apostas dos canais generalistas e este ano não foi exceção. Ainda assim, nada de novo chegou ao panorama televisivo nacional. Enquanto que a RTP continuava a apostar no falhado Top Chef, a SIC foi buscar um formato que misturava dois sucessos num só, lançando assim Toca a Mexer, um programa que visa a perda de peso através da dança. Sem se deixar ficar para trás da TVI volta a apostar fortemente nos reality shows e surge assim a terceira edição de Casa dos Segredos.

[divide style=”2″]

Toca a mexer

Sem dúvida que a estreia do formato da TVI foi o grande acontecimento do mês, no entanto, a meio das estreias destes programas, o destaque vai para apostas da SIC na ficção brasileira: Avenida Brasil e Gabriela. Estas conquistaram os telespetadores de imediato. Assim, setembro foi o mês em que a liderança em horário nobre da TVI foi ameaçada pela primeira vez em muito tempo no seu todo. Durante os últimos meses a SIC tem lutado taco a taco com o quarto canal pela liderança, embora tenha perdido o fôlego atualmente e muito por culpa de Casa dos Segredos, que se aproxima agora do fim.

Com três novelas de sucesso em horário nobre e com Fina Estampa a liderar o final de tarde, a SIC conseguiu valores que há muito não fazia e ameaçou a hegemonia da TVI, que teve de mexer na sua grelha de programação. Para além de terminar Morangos com Açúcar e apostar num Diário da Tarde do seu reality show, a estação viu-se obrigada a lançar para o ar uma nova novela, Doida por Ti, no horário das 19h.

Tendo em conta os dados apresentados, o nono mês do ano de 2012 ficou conhecido como um dos piores de sempre para a ficção com assinatura da estação de Queluz de Baixo.

Mesmo assim os destaques não se centraram somente nas privadas. Na estação pública o espaço Grande Entrevista, que durante anos foi comandado por Judite de Sousa, foi substituído por outro semelhante intitulado De Caras. A aposta neste formato surgiu também numa altura em que a RTP decidiu apostar na informação e produzir novos programas para exibir após o Telejornal. Alguns já estreados, outros sucessivamente adiados e ainda sem estreia definida.

TVI Ficção

No que toca ao cabo a TVI viu aprovados os seus dois canais temáticos. Depois de apostar na informação com o TVI 24, a estação de Queluz viu os projetos do TVI Ficção e do +TVI terem luz verde para avançar. Com um canal dedicado exclusivamente à ficção produzida pelo canal e outro ao entretenimento, fechou a parceria com as duas principais operadoras de televisão por cabo para a exclusividade dos seus canais, tendo o primeiro ficado a cargo da Meo e o segundo da ZON.

Por fim e com uma equipa cada vez maior e composta por rostos conhecidos dos portugueses, a Correio da Manhã TV recruta para os seus quadros a até então jornalista da SIC, Andreia Vale. Com nomes como Francisco Penim, Tiago Brochado, Pedro Mourato, Carlos Rodrigues e José Carlos Castro, a estação acabou de anunciar a contratação do apresentador Nuno Graciano, um dos rostos mais emblemáticos da SIC.

Tempos que se mostraram assim decisivos para o futuro das audiências em Portugal. Irão os dados prevalecer em 2013? A luta promete continuar e o mercado, bem como os portugueses, mantém-se atentos às evoluções.

Categorias
Televisão

Comentários