Televisão

2012: A Televisão em Revista – Demissão de Nuno Santos da RTP (novembro)

LOgo parceria 5 propagandista

Seja bem-vindo a mais um 2012: A Televisão em Revista que hoje destaque os principais assuntos que marcaram o mês de novembro. O jornalista português Henrique Cymerman foi condecorado pelo Rei de Espanha por forma a agradecer o desenrolar das boas relações entre Espanha e o Médio Oriente. Na edição de ontem destacámos o corte nos salários levado a cabo pela Plural, no entanto, no mês de novembro a TVI anunciou a não renovação de alguns contratos de exclusividade. Foi ainda neste período que a ficção nacional perdeu o Emmy Internacional para O Astro e ficou confirmado o regresso de A Tua Cara Não Me É Estranha. Apesar disso, o assunto central prende-se com a polémica demissão de Nuno Santos da RTP.

[divide style=”2″]

Nuno Santos

Foi no dia 21 de novembro anunciada a demissão de Nuno Santos, até aí diretor de informação da estação pública. Mas, afinal, o que originou esse acontecimento? As manifestações em frente à Assembleia da República protagonizadas por alguns membros de grupos organizados levaram a conflitos graves entre manifestantes e Polícias de Segurança Pública. Ao que tudo indica, este orgão de segurança teve acesso a imagens em bruto destes conflitos. Foi esta suposta disponibilização de imagens não editadas que foram recolhidas apenas para uso jornalístico, que levaram ao despedimento de Nuno Santos. Um processo que está a dar muito que falar junto da opinião pública.

Poucos dias depois de se ter demitido e de ter sido chamado à Assembleia da República, a RTP decidiu  apresentar um processo disciplinar para despedimento do profissional. Tudo isto acontece num momento de grande fragilidade para a estação pública tendo em conta os cortes que estão a ser levados a cabo e ainda o processo de privatização contestado por muitos. Nuno Santos, que está no meio da polémica, disse que este caso não é mais que «um capítulo da cortina de fumo que esconde as ramificações empresariais e políticas que se posicionam em campo numa fase em que se joga o futuro do Serviço Público de Rádio e Televisão».

[divide]

emmys

Depois de dois anos consecutivos a vencer o Emmy para melhor novela mundial, a ficção nacional levou uma pausa e deu a vitória para o Brasil com O Astro a arrecadar o galardão. Rosa Fogo, da SIC, e Remédio Santo, da TVI, foram a Nova Iorque tentar a sorte de alcançar a estatueta, mas a esperança foi por terra. Apesar disso, vale as nomeações que leva assim o nome das novelas portuguesas além fronteiras.

Recorde-se que em 2010 foi Meu Amor a primeira novela com assinatura portuguesa a vencer e, um ano mais tarde, era a vez de Laços de Sangue, da SIC, a vencer o prémio maior da ficção a nível mundial. Uma distinção que elevou o valor da ficção de Portugal e a auto-estima de todos os responsáveis.

Reveja o momento em que a novela da TVI venceu o prémio:

[divide]

A Tua Cara Não Me É Estranha

O regresso do formato que maior sucesso fez em 2012 foi oficializado também neste mês com Cristina Ferreira a dizer que era inevitável a reposição do programa na grelha da TVI. Com uma média de 50% de share a cada semana, as imitações dos diversos cantores nacionais e internacionais apaixonaram os portugueses numa altura de crise. Irá este sucesso fazer-se sentir também em 2013.

Ao que parece, estão a ser preparadas algumas alterações na mesa de jurados e no leque de concorrentes que está quase fechado. Assim, a primeira gala da nova edição será exibida dia 20 de janeiro.

Fique com alguns dos melhores momentos que marcaram as últimas edições:

[divide style=”2″]

Obrigado!

Categorias
Televisão

Comentários