Cinema

Amour é filme do ano para críticos ingleses

Amour_031

Amour de Michael Haneke foi considerado filme do ano pela Associação de Críticos de Londres na cerimónia que se realizou este fim de semana em Londres.

O filme ganhou ainda o prémio de melhor argumento. Os críticos britânicos distinguiram também as interpretações de Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman em “The Master”, de Paul Thomas Anderson, respectivamente como melhor actor e melhor actor secundário. O prémio de melhor actriz secundária foi para Anne Hathaway, na comédia musical Os Miseráveis, de Tom Hooper.

O prémio de melhor realizador foi para Ang Lee, com A Vida de Pi e a produção britânica do ano foi Berberian Sound Studio, de Peter Strickland, história do um engenheiro de som de filmes de terror interpretado por Toby Jones, cujo trabalho mereceu o prémio de melhor actor britânico. O prémio de melhor actriz nesta categoria foi para Andrea Riseborough, que contracena com Clive Owen em Shadow Dancer, realizado por James Marsh.

Categorias
CinemaDestaques

Jornalista Estagiária numa publicação mensal e amante de Cinema e da Cultura nacionais

Comentários