Cinema

Argo foi o grande vencedor dos BAFTA

Melhor filme e melhor realização foram as categorias em que Argo, de Ben Affleck, se sagrou vencedor. A distinção aconteceu na Royal Opera House, em Londres, durante os BAFTA.

Depois de ter conquistado também estas distinções o mês passado, nos Globos de Ouro, o realizador e ator disse que “Isto é um segundo acto. E vocês deram-me isso, esta indústria deu-me isso. Portanto, gostaria de dedicar este prémio a todos os que estejam à procura do seu segundo acto.”

Os prémios da Academia Britânica de Artes Televisivas e Cinematográficas são uma das mais relevantes cerimónias que antecedem às estatuetas douradas de Hollywood, os mais apetecidos prémios do cinema – que este ano serão entregues a 24 de Fevereiro. E Argo, que também ganhou o BAFTA para melhor montagem, está bem posicionado na corrida para os Óscares.

Daniel Day-Lewis conseguiu arrecadar um prémio para Lincoln, o de melhor actor pelo seu desempenho como 16.º Presidente norte-americano, na fase final da guerra civil dos EUA e na luta pela abolição da escravatura naquele país.

Emmanuelle Riva, que com a sua personagem em Amour contou uma história de amor e sofrimento, ganhou o prémio para melhor actriz. Nos BAFTA, o filme de Michael Haneke venceu ainda a categoria de melhor filme em língua não inglesa.

Hathaway também repetiu a vitória dos Globos de Ouro, tal como Christoph Waltz, distinguido em Londres como melhor actor secundário pelo seu caçador de prémios na América esclavagista de Django Unchained. O polémico filme de Quentin Tarantino, que venceu ainda o BAFTA para melhor argumento original, somou dois prémios. Os mesmos que A Vida de Pi (fotografia e efeitos visuais) e 007 – Skyfall (melhor filme britânico e melhor banda sonora original).

Veja aqui a lista completa de vencedores

Melhor filme: Argo

Melhor realizador: Ben Affleck (Argo)

Melhor actor: Daniel Day-Lewis (Lincoln)

Melhor actriz: Emmanuelle Riva (Amour)

Melhor actor secundário: Christoph Waltz (DjangoUnchained)

Melhor actriz secundária: Anne Hathaway (Les Misérables)

Melhor filme britânico: 007 – Skyfall

Melhor estreia de um escritor, realizador ou produtor britânico: The Imposter

Melhor argumento original: Django Unchained

Melhor argumento adaptado: Silver Linings Playbook

Melhor filme em língua não-inglesa: Amour

Melhor documentário: Searching For Sugar Man

Melhor banda sonora original: 007 – Skyfall

Melhor fotografia: Life of Pi

Melhor montagem: Argo

Melhor som: Les Misérables

Melhor filme de animação: Brave

Melhores efeitos visuais: Life of Pi

Melhor maquilhagem e cabelo: Les Misérables

Melhor desenho de produção: Les Misérables

Melhor guarda-roupa: Anna Karenina

Melhor curta-metragem: Swimmer

Melhor curta-metragem de animação: The Making of Longbird

Categorias
CinemaDestaques

Jornalista Estagiária numa publicação mensal e amante de Cinema e da Cultura nacionais

Comentários