Música

Mumford & Sons e Fun. vencem, Frank Ocean perde na noite dos Grammys

Mumford & Sons, Black Keys, Fun. e Gotye foram os principais vencedores da noite dos Grammys. Frank Ocean, um dos grandes favoritos, acabou por sair derrotado da cerimónia. Num momento raro em que as expectativas do público coincidiram com a opinião do júri, Justin Timberlake regressou aos palcos para delícia dos amantes da Pop Culture.

Grammy 2013: o melhor e o pior da Red Carpet

Na noite de domingo (10) os Black Keys arrecadaram três galardões: melhor performance rock, melhor música rock (por “Lonely Boy”) e melhor álbum rock. Já o músico da banda Dan Auerbach, foi eleito o produtor do ano (música não clássica).

Os prémios vencidos ao longo da noite davam a entender que os Black Keys eram os favoritos ao grande título, mas a Academia trocou-nos as voltas. Os Mumford & Sons foram os vencedores do prémio de melhor álbum do ano, pelo aclamado “Babel”.

“Somebody That I Used To Know” valeu a Gotye o Grammy para melhor gravação do ano. O músico venceu também a estatueta destinada ao melhor álbum alternativo, por “Making Mirrors”.

Os Fun. abrilhantaram a cerimónia com a apresentação ao vivo de “Carry On”, o mais recente single do grupo. Favoritos à vitória, deixaram escapar os galardões de melhor disco do ano, mas terminaram a noite com o título de artista revelação. Os Fun. e Janelle Monae conquistaram ainda o prémio de melhor música do ano, pelo hino “We Are Young”.

Frank Ocean foi um dos fenómenos de sucesso do ano, mas foi um fracasso nos Grammys. O cantor perdeu o prémio para o melhor novo artista e ganhou apenas nas categorias temáticas: melhor álbum urbano contemporâneo, melhor música Rap (com Jay-Z e The Dream em “No Chrurch In The Wild”).

Na onda Pop, Kelly Clarkson venceu, para surpresa de muitos, o Grammy para melhor disco do ano, por “Stronger”. Adele, Usher, Rihanna e Beyoncé também saíram vitoriosos da gala de domingo.

A 55ª edição dos Grammys, apresentada por LL Cool J, contou com as atuações de Kelly Clarkson, Taylor Swift, Rihanna, Miguel, Mumford & Sons e Fun., entre outros.

Justin Timberlake teve um dos momentos altos da noite, quando subiu a palco para a primeira atuação ao vivo em televisão depois do anúncio do seu regresso à música. Com a colaboração de Jay-Z, o cantor interpretou “Suit & Tie”, o novo single.

Os duetos improváveis são uma tradição nos Grammys, e este ano não foi exceção. Alicia Keys e os Maroon 5 encontraram-se em palco tal como Ed Sheeran e Elton John. Bob Marley foi homenageado por Rihanna, Sting, Bruno Mars e Damian Marley.

Categorias
Música

Media student, workaholic, tv-radio-web addicted, fashion victim, music lover. A life enjoyer.

Comentários