Cinema

Oscars 2013 – Previsões dão vitória a “Lincoln”

É já este domingo que o Dolby Theatre recebe as maiores estrelas de Hollywood numa noite inteiramente dedicada ao Cinema. A cerimónia de entrega dos Óscares é a mais importante da 7ª arte e, num ano recheado de grandes filmes, estreias e recordes, esperam-se muitas surpresas.

“Lincoln” lidera a corrida com 12 nomeações, incluindo as de Melhor Filme, Melhor Realizador (Steven Spielberg) e Melhor Actor (Daniel Day-Lewis). Segue-se “Life of Pi” com 11 nomeações, sobretudo em categorias técnicas como a de Melhor Fotografia.

“Silver Linings Playbook” e “Les Misérables” contam com 8 nomeações cada. Seguem-se, dos nomeados para Melhor Filme, “Argo” (7 nomeações), “Zero Dark Thirty” (5 nomeações), “Django Unchained” (5 nomeações), “Amour” (5 nomeações) e “Beasts of the Southern Wild” (4 nomeações).

O filme austríaco “Amour” de Haneke está nomeado para Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Filme Estrangeiro e são conhecidos pelo menos dois recordes dos Óscares, na categoria de Melhor Atriz, Emmanuelle Riva é a actriz mais velha (85 anos) e Quvenzhané Wallis é a mais nova (9 anos) na corrida à estatueta dourada.

Melhor Filme

Quem deveria ganhar: “Zero Dark Thirty”

Quem irá vencer: “Argo”

Ben Affleck pertence agora ao grupo dos “atores-realizadores” e que fantástica maneira de se estrear. Este dá-nos um filme recheado de ironia, suspense e um pouco de humor. O argumento é muito bom e “Argo” é, portanto, o filme mais falado para vencer esta categoria. “Zero Dark Thirty” pela controvérsia e pela abordagem ao tema, limitando-se a narrar a história como esta se passou, sem tomar posições a favor ou contra alguma coisa, é, também, um forte concorrente, senão mesmo o merecedor deste Óscar.

 

Melhor Realizador

Quem deveria ganhar: Ang Lee (“Life of Pi”)

Quem irá vencer: Steven Spielberg  (“Lincoln”)

Steven Spielberg ultrapassou com sucesso o desafio de remontar ao século XIX, representando fielmente os costumes americanos da época e acompanhando de forma realista os cenários de guerra e, por isto, o seu nome é o favorito na categoria de melhor realizador. Outro nome que se destaca é Ang Lee pois “Life of Pi” está sublime a nível de realização transpondo-nos para lugares fantásticos e com uma história e mensagem sensacionais. Um ambicioso projeto conseguido na perfeição.

 

Melhor Ator Principal

Quem deveria ganhar: Daniel Day-Lewis (“Lincoln”)

Quem irá vencer: Daniel Day-Lewis (“Lincoln”)

A prestação de Daniel Day-Lewis neste filme é de se ressalvar, não pelo protagonismo que lhe foi atribuído, mas sim pela sua excelente interpretação. A naturalidade de Daniel neste papel faz com que “Lincoln” seja transposto como uma segunda personalidade do actor e não apenas mais uma personagem. Day-Lewis foi galardoado com o globo de ouro de melhor actor por este papel, e é o grande favorito e merecedor do Óscar nesta mesma categoria.

Melhor Atriz Principal

Quem deveria ganhar: Jessica Chastain (“Zero Dark Thirty”)

Quem irá vencer: Jennifer Lawrence (“Silver Linings Playbook”)

A destacar a pertença a alguém, esse alguém é indubitavelmente Jennifer Lawrence é,de facto, um novo fenómeno no cinema mundial. Lawrence tem vindo a provar ser uma excelente actriz e rouba as atenções em toda e qualquer cena que protagoniza. A forma como representou neste filme coloca-a na linha da frente nesta categoria. A sua maior competição é Jessica Chastain, por muitos considerada a merecedora deste Óscar por representar na perfeição uma personagem que será marcante no mundo cinematográfico.

 

Melhor Ator Secundário

Quem deveria ganhar: Christoph Waltz (“Django Unchained”) ou Tommy Lee Jones (“Lincoln”)

Quem irá vencer: Christoph Waltz (“Django Unchained”) ou Tommy Lee Jones (“Lincoln”)

Tommy Lee Jones ressalta nesta categoria com uma notável e brilhante prestação no papel do republicano “Thaddeus Stevens”. Jones, atacando a hipocrisia,  brinda-nos com toda a sua ironia, acabando por conferir algumas cenas cómicas ao filme. Christoph Waltz é o actor mais apontado para vencer esta categoria pela sua gloriosa prestação em “Django Unchained”. Esteve brilhante ao ponto de roubar o protagonismo de Jamie Foxx. Será, portanto, uma competição muito renhida entre os dois actores, sendo ambos os favoritos e merecedores deste Óscar.

Melhor Atriz Secundária

Quem deveria ganhar: Anne Hathaway (“Les Misérables”)

Quem irá vencer: Anne Hathaway (“Les Misérables”)

Anne Hathaway é o nome que se fala para esta categoria. A sua curta e excelente performance em “Les Misérables” colocam-na à frente na corrida ao Óscar de Melhor Actriz Secundária. Hathaway demonstrou, mais uma vez, não ser apenas uma “cara bonita” do cinema, emocionando quem quer que assista à sua cena. Ela confere a força e, ao mesmo tempo, a vulnerabilidade exigida à personagem e liga estes dois estados de forma muito fluída e natural, fazendo-nos crer mais na dor e mágoa de Fantine.

Categorias
CinemaDestaques

Licenciada em Ciências da Comunicação e uma amante das artes! Sou actriz, adoro Reality Shows e não vivo sem um bom filme ou uma boa série. Preciso de um dia com 42 horas!

Comentários