Resumos de Novelas

“Destinos Cruzados”: resumo de 6 a 11 de maio

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 83″]Jaime liga imediatamente ao inspetor Machado para que reúnam esforçam para descobrir quem roubou as joias. Jaime conta-lhe que estão lá as joias todas, exceto um colar.

Sílvia regressa a casa desalentada e Alzira fica preocupada com a patroa. Sílvia confessa-lhe que tinha ido à procura de uma pessoa, mas não conseguiu porque acredita que essa pessoa não queira ser encontrada. Sílvia vai para o quarto e relê a carta que recebeu. A carta é de Maria Helena e conta que a mendiga entregou as joias a Jaime de forma anónima.

Laura continua a olhar para o colar intrigada, quando é surpreendida por Humberto. Apressada guarda o colar no bolso, mas é tarde demais. Humberto pergunta o que é que ela estava a esconder e Laura não tem outra solução senão mostrar-lhe o colar e dizer que o encontrou. Humberto fica com o colar e diz que o vai vender. Laura exige metade do dinheiro, mas não confia que o marido lhe dará o dinheiro.

 

Raimundo convida Teté para almoçar de forma a compensar o desastre do jantar na noite anterior. No entanto, com muito trabalho e algumas complicações na padaria, Raimundo acaba por se esquecer do almoço e levar uma grande descompostura da mulher. Humberto ouve a discussão entre o padeiro e a mulher e propõe-lhe a compra do colar. Raimundo hesita, mas Humberto dá-lhe a volta, dizendo que é a melhor solução para evitar uma discussão com Teté. Raimundo acaba por ceder.

Emília vai a casa à procura do gravador, mas não o encontra em lado nenhum. Tentando ser discreta, pergunta a Moisés e a Érica se viram alguma coisa diferente na sala, mas eles não entendem do que é que Emília está a falar e ela fica sem resposta.

Foi Tobias quem encontrou o gravador e comenta com os colegas de trabalho que lhe perguntam se ele ouviu o que estava gravado. Tobias nega e diz que jamais faria isso a uma família que o ajudou tanto e afirma ainda que o melhor é colocar o gravador no sítio antes que arranje problemas.

Beatriz conversa com Sónia sobre o bebé e pergunta-lhe quando foi a última vez que ela comeu. Sónia mostra-se cansada daquela conversa e desvaloriza todos os cuidados que Beatriz tem em relação à gravidez. Eduardo entra no bar da Diamantes e fica nervoso ao ver a mulher conversar com Sónia.

Sílvia está em casa e Alzira alerta-a para a presença de jornalistas e fotógrafos à porta de casa. Sílvia lamenta-se, dizendo que não sabe se consegue aguentar aquela situação. Nesse momento, surge um fotógrafo dentro de casa que fotografa Sílvia sem parar. Alzira agarra num objeto pesado e manda-o embora. Sílvia fica muito nervosa com a situação e não sabe como reagir.

Jaime reúne-se com a equipa de designers e com Isadora para verem a nova coleção de lingerie. Jaime critica Isadora pela sua atitude autoritária com os subordinados e diz-lhe que precisam de uma equipa para gerir a apresentação de Érica como nova “joia rara”. A conversa entre os dois é interrompida por uma chama de Alzira. Jaime sai apressado da empresa e Isadora decide ir com ele para casa.

Fernanda vai à Diamantes para falar com Jaime, mas ele já tinha saído. Assim, a rapariga decide ir à mansão. Isadora recebe-a, feliz por o seu plano estar a dar certo e manda-a subir. Fernanda vai até à suite, onde encontra Sílvia e Jaime. Sílvia não consegue disfarçar a emoção e alegria ao ver Fernanda. No entanto, não consegue controlar as emoções quando Fernanda fala da mãe e Jaime decide dar-lhe um calmante. Fernanda diz que espera fora do quarto e Isadora prepara-se para colocar o seu plano em marcha, tirando do porta-joias um broche valioso.[/tab]

[tab title=”Ep. 84″]Humberto consegue vender o colar e dá uma parte do dinheiro a Laura. Laura fica satisfeita ao ver o dinheiro, embora ignore que Humberto ficou com uma parte maior do que a dela.

Fernanda conta a Jaime que foi roubada e não pode continuar a tratar dos carros dele. Jaime fica triste por Fernanda e tenta emprestar-lhe dinheiro, em vão. Fernanda não aceita e afirma que vai conseguir sair daquela situação. Lourenço comenta com Sílvia o que se passou na oficina de Fernanda e também ela quer ajudar. No entanto, Lourenço diz-lhe que Fernanda é demasiado orgulhosa para aceitar ajuda.

Raimundo tenta desculpar-se perante Teté e oferece-lhe o colar que comprou a Humberto. Mas, quando lhe vai dar o colar, percebe que se esqueceu dele na padaria e para piorar a situação, ligam-lhe de uma das padarias, dizendo que rebentaram uma caixa multibanco, que lhe partiu as montras. Ao ouvir isto, Ricardo fica nervoso e Teté ainda mais chateada por estar a ser novamente preterida em relação ao trabalho. Raimundo corre para resolver o problema, deixando para trás uma esposa amuada.

Isadora insinua que foi Sílvia quem lhe roubou o broche valioso que a irmã lhe tinha oferecido. Jaime rejeita essa acusação e a cunhada lembra-o das joias que desapareceram. Assim, o magnata conta à família que as joias lhe foram enviadas e que vão tentar descobrir junto da empresa quem as enviou. Sílvia fica nervosa, mas tenta disfarçar. Isadora afirma achar muito estranho que as joias tenham aparecido na véspera do julgamento de Sílvia, mas Jaime nega a ligação entre o roubo das joias e o julgamento, já que Sílvia será julgada por ter tentado matar Eduardo. Jaime diz à cunhada que não lhe admite qualquer acusação infundada sobre a esposa.

Eduardo liga a Laura a contar que a joias apareceram e ela diz-lhe que Sílvia deve saber de alguma coisa, visto que era Maria Helena quem as tinha. Laura está convencida de que toda aquela situação terminará com o julgamento.

Tobias repõe o gravador no sofá, sem que ninguém o veja. Moisés, dominado pela culpa, não consegue dormir e vai sentar-se no sofá a beber um copo de água. O talhante senta-se em cima do gravador e começa a ouvir a sua voz e de Guida a falarem do que se passou. Moisés fica muito nervoso e Guida surge do quarto atraída pelas vozes. A tensão entre os dois é palpável e ambos têm de fazer um esforço para não caírem nos braços um do outro. Guida descobre o gravador e os dois ficam confusos. Emília aparece e tira-lhes o gravador. No entanto, quando vai tentar ouvir a gravação, não se percebe nada e ela rasga a cassete com raiva.

Tanto Sílvia como Laura não conseguem pregar olho na véspera do julgamento. Sílvia pensa em todas as mentiras que Laura já lhe contou e toma uma decisão. De manhã, Sílvia arranja-se, ainda muito cedo e diz a Alzira que vai a uma igreja rezar, pois precisa da ajuda de Deus e pede-lhe para dizer a Jaime que se encontram no tribunal.

Quando Fernanda chega à oficina de manhã, depara-se com uma caixa com uma das peças que lhe faz falta. A mecânica assume que foi uma ¿esmola¿ e fica furiosa. Mas, na verdade, foi Bárbara quem mandou entregar a peça.

Emília está entusiasmada com o seu aniversário. De manhã, levanta-se e arranja-se de forma mais produzida, esperando uma grande receção. Mas, ao chegar à sala não vê ninguém e fica triste. Mal se senta à mesa do pequeno-almoço, surge a família com um bolo a cantar-lhe os parabéns. Emília fica emocionada com a surpresa.

Jaime, Beatriz e Isadora chegam ao tribunal e são imediatamente rodeados de jornalistas e fotógrafos que fazem insinuações quanto a Laura e Eduardo. Beatriz quase perde a cabeça, mas Jaime acalma-a e os três entram no tribunal sem dar grande conversa aos jornalistas. O advogado pergunta por Sílvia e Jaime responde que ela ficou de ir lá ter. No entanto, Isadora responde que acha que isso não vai acontecer, já que ela acredita que Sílvia fugiu.[/tab]

[tab title=”Ep. 85″]Lourenço também vai ao tribunal e é abordado pelos jornalistas. Não se conseguindo controlar perante as acusações e insinuações dos jornalistas, Lourenço acaba por empurrar um dos fotógrafos e dizer que não tem declarações a prestar.

Ao entrar na sala de audiências fica surpreendido por não ver Sílvia e percebe que todos estão nervosos com a sua ausência. Isadora refere ainda que Eduardo também não está presente, deixando Beatriz muito apreensiva. Beatriz tenta ligar a Eduardo que não atende. Nesse momento, o fotógrafo entra na biblioteca da mansão com Laura e prepara-se para abrir o cofre. Eduardo prepara tudo para abrir o cofre, quando nota que este já está aberto. Quando os dois olham para dentro do cofre, percebem que ele está vazio. Laura fica furiosa e pergunta como é que vai conseguir fugir do país se não tiver as joias. Eduardo explica-lhe que ela tem de mudar de estratégia. Tem de tentar provar a sua inocência e ele está disposto a ajuda-la com o seu depoimento. Laura começa a perceber as intenções de Eduardo, que lhe diz que Sílvia será sempre uma garantia, caso as coisas não corram bem.

O julgamento começa. Estão todos muito nervosos pelas ausências de Eduardo e Sílvia, exceto Isadora, que tenta esconder a satisfação em tudo o que se está a passar. O juiz declara que, visto que a arguida não se encontra presente, a sessão terá de ser adiada. Jaime não consegue disfarçar a sua desilusão. Eduardo envia uma mensagem a Beatriz a dizer que já vai a caminho e esta responde-lhe que não vale a pena, pois Sílvia faltou. Eduardo comenta com Laura que lhe sente o chão a fugir dos pés.

Mais tarde, Laura e Sílvia encontram-se. Laura pergunta a Sílvia se ela gosta de brincar com o fogo e Sílvia afirma que está na hora dela perceber que quem está a dominar o jogo é ela. Laura fica muito nervosa perante a determinação da sósia. Sílvia diz-lhe que não vai permitir que ela a continue a enganar e sabe que o julgamento foi adiado. Assim, Sílvia afirma que vai dar a Laura mais uma oportunidade de fazer as coisas que prometeu, caso contrário, no próximo julgamento, será ela que estará em frente ao juiz.

Fernanda vai à mansão para falar com Lourenço. Quando entra no quarto dele, Bárbara está a fazer-lhe uma festinha no cabelo e os dois parecem próximos. Fernanda dispara que não precisa das esmolas dele para nada e Lourenço fica atordoado com a situação. Não se querendo expor, Fernanda sai do quarto e ele segue-a. O rapaz pergunta-lhe do que é que ela está a falar e a mecânica explica. Lourenço nega ter sido ele a dar-lhe o motor do elevador, mas diz que gostava de ter sido. Fernanda vai embora e Bárbara impede que Lourenço a siga. Depois de Fernanda sair, Bárbara rouba um objeto da sala e vai embora sorridente.

Sílvia vai à Diamantes para se tentar justificar perante a família. Isadora não acredita em nada do que Sílvia diz, quando esta conta que ficou com medo de ser presa e ficar longe das pessoas que ama. Isadora destila veneno sem parar e afirma que Sílvia queria era fugir, mas alguma coisa terá corrido mal e ela voltou para trás com uma desculpa esfarrapada. Sílvia fica muito nervosa e começa a chorar, sendo apoiada por Jaime.

Érica recebe uma chamada de Beatriz para combinarem encontrar-se com outras modelos que podem ajudar a rapariga. Érica concorda mas, ao desligar a chamada, sente-se muito insegura e chora. Rufino, que ia a passar na rua, vê-a a chorar e vai animá-la elogiando-a de todas as formas. Quando os dois se estão quase a beijar, são interrompidos por Emília que os manda dispersar.

Raimundo dá um presente de aniversário a Emília, embrulhado da mesma forma que o presente para Teté. Preocupada em separar Rufino e Érica, Emília nem o abre.[/tab]

[tab title=”Ep. 86″]Laura vê na televisão as notícias sobre o julgamento e fica muito nervosa. Inácio chega a casa com claros sinais de não estar a ver bem e pergunta o que se passa. Laura diz-lhe que tem de arranjar uma maneira de ele ser operado, pois já não aguenta aquela situação. Inácio não percebe o duplo alcance das palavras da suposta filha e fica emocionado com a determinação dela.

Raimundo dá o presente a Teté, confiante de que ela vai adorar. Quando a mulher abre o embrulho fica chocada com o que vê e perde a cabeça com o marido. Assim, Raimundo percebe que trocou os embrulhos e deu à esposa uma medalha que diz “rainha da Piedade”. Enquanto Teté descarrega a sua fúria no padeiro, Emília está absolutamente deslumbrada com o colar que Raimundo lhe deu por engano.

Eduardo testa Beatriz para avaliar se pode ou não colocar o seu plano em prática. O fotógrafo diz à esposa que está bastante confuso e não sabe se foi, de facto, Laura quem o mandou matar. Beatriz assume que as dúvidas do marido são falsas e que ele só está a dizer aquilo para que ela se sinta melhor, pois tem vindo a aproximar-se da mãe. Embora Beatriz se revele agradecida com a atitude do marido, afirma que apenas pretende saber a verdade, ainda que esta a magoe. Eduardo não esperava esta reação da mulher e fica pensativo.

Emília preparou uma grande festa em sua casa para comemorar o seu aniversário e todos estão presentes. Moisés e Guida mal conseguem disfarçar a atrapalhação que sentem sempre que se olham e afastam-se imediatamente. Já Rufino não consegue tirar os olhos de Érica, que também o olha envergonhada e apaixonada, para logo desviar o olhar. Tobias oferece ajuda a Rufino, mas este sente que a oferta do rapaz traz segundas intenções e recusa a ajuda. Luana diz a Tobias que ele já não consegue disfarçar o que sente por Rufino. Emília chega à festa deslumbrando todos com a sua elegância e com o seu colar valioso.

Raimundo refugia-se na padaria para ter alguma paz e Noémia vai lá perguntar-lhe se está tudo bem, atraída pela luz. Raimundo conta-lhe o que se passou e Noémia sente-se culpada. Assim, a empregada convida-o para ir a casa de Emília para não estar ali sozinho. Sem muitas soluções, Raimundo aceita. Emília fica deslumbrada quando o vê. Os dois conversam e Emília agradece-lhe o presente, afirmando que é um presente com muito amor. O padeiro tenta desvalorizar a questão, mas Emília tenta beija-lo descaradamente. Raimundo rejeita-a, deixando-a confusa. Emília afasta-se para ir buscar o bolo e Rufino e Érica aproveitam a oportunidade para ir ao quarto buscar a prenda para Emília.

Depois do jantar, Isadora simula dar por falta da estatueta, propositadamente. Todos acham estranho faltar uma peça que estava à vista de toda a gente e a designer pergunta dissimuladamente a Alzira que esteve alguém lá em casa que não fosse da família. Alzira aponta Bárbara, que é imediatamente excluída por ser rica e depois refere Fernanda. Isadora insinua que Fernanda está a precisar de dinheiro urgentemente, deixando Sílvia e Lourenço revoltados. Sílvia defende a filha com unhas de dentes e é apoiada por Jaime e Lourenço que acreditam no caráter da mecânica.

Sem conseguirem resistir mais, Rufino e Érica beijam-se apaixonadamente e são apanhados por Emília que deixa escapar que eles são primos. Perante o choque geral, Emília é obrigada a admitir que é mãe de Érica. A rapariga sente-se enganada e revoltada com o que descobriu e Guida é a única que apoia Emília, que se tenta justificar. Érica sai de casa pedindo que não a sigam e Guida fica a reconfortar uma chorosa Emília, abandonada por todos.

O inspetor Machado vai à mansão e afirma não ter descoberto nada de relevante sobre quem enviou as joias, senão que foi uma mulher. Jaime fica pensativo e pede ao inspetor que investigue a história ao máximo.[/tab]

[tab title=”Ep. 87″]Lourenço e Jaime continuam a conversar sobre Fernanda e ambos concordam que ela jamais escolheria um caminho fácil como roubar para resolver um problema. Jaime diz ao filho que gostava que ele se voltasse a entender com a mecânica, pois ela é uma pessoa muito íntegra. Lourenço fica triste e afirma que está difícil resolver os problemas dele e Fernanda. No entanto, Jaime diz-lhe que não é impossível e diz-lhe para irem juntos à oficina falar com ela sobre o arranjo da frota dos carros da Diamantes. Lourenço fica tocado com a preocupação do pai.

Laura liga a Sílvia dizendo-lhe que está a tratar da operação de Inácio enquanto vasculha a secretária do oftalmologista. Nesse momento, é interrompida por Raquel, a secretária do médico, que lhe pergunta o que é que ela está a fazer. Atrapalhada, Laura acaba por desligar a chamada. Aproveitando o momento, Laura revela a Raquel que sabe do envolvimento dela com o médico e faz chantagem com ela. Raquel promete marcar uma consulta a Laura e não contar a ninguém que a viu ali.

Entretanto, Sílvia fica baralhada com o final abrupto da chamada e começa a mexer no telemóvel. Sem querer, mexe numa das gravações do telemóvel em que ouve uma conversa de Laura com Eduardo que prova que Laura não tentou matar o cunhado e foi tudo um acidente. Eduardo pergunta a Sílvia onde estão as joias que Maria Helena devolveu e ela afirma não saber. O fotógrafo diz-lhe que talvez fosse boa ideia descobrir, mas ela recusa-se, afirmando que não faria isso a Jaime e avisando-o de que tem provas de que ele a tentou matar.

Teté mantém o amuo e Raimundo inventa uma desculpa para lhe ter dado aquela medalha, mas a mulher não cede. Vavá avisa a patroa para ter cuidado, pois se afasta muito Raimundo, ele ainda pode ir parar aos braços de Emília.

Beatriz tem tentado dar sinais da gravidez, mas não consegue contar que supostamente está grávida, pois sente-se muito culpada com a mentira. No entanto, Sónia aconselha-a a deixar-se de culpas e a contar a toda a gente antes que seja tarde demais.

Quando Jaime e Lourenço chegam à oficina, deparam-se com um surpreendido Rufino que olha para uma máquina de diagnósticos que acredita que Fernanda tenha recuperado. Lourenço pergunta com que dinheiro é que pagaram aquilo e Rufino diz que não sabe. Jaime e Lourenço ficam incomodados com a situação.

Emília e Luciano estão preocupados por não saberem de Érica. O jardineiro pergunta-lhe por que é que ela decidiu contar tudo agora e Emília explica a relação de Érica com Rufino. Luciano acusa-a de ser egoísta e de não ter pensado na felicidade da filha. Emília não resiste e chora, abatida. Luciano demonstra-lhe apoio.

Rufino conta a Fernanda sobre a máquina de diagnósticos e ela nega tê-la recuperado. Assim, vai para a oficina e desmonta tudo, confiante de que foi Lourenço ou Jaime quem lha enviou e promete dar-lhes o recado de que não precisa de esmolas. A mecânica vai falar com Jaime, mas percebe que ele também não sabia nada, assumindo assim, que foi Lourenço. Jaime sorri perante a determinação dela. Fernanda tem o mesmo discurso com Lourenço que lhe diz o mesmo que pai, não sabe de nada. Lourenço tenta falar com Fernanda e aproxima-se dela. A mecânica deixa que a saudade fale mais alto e os dois vão para o quarto dele fazer amor. Fernanda deixa o seu casaco no chão do corredor e Isadora chama Bárbara para a ajudar a plantar provas de que foi a mecânica que andou a roubar.

Érica decide ir falar com os pais e pede-lhes que contem toda a verdade. Emília conta por que é que a abandonou e pede desculpa. A rapariga afirma que eles foram as melhores pessoas na vida dela e também a maior desilusão. Emília não consegue controlar as lágrimas quando Érica diz que vai sair de casa.[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de NovelasTelevisão

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários