Resumos de Novelas

“Mundo ao Contrário”: resumos de 6 a 10 de maio

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 15″]Maneca liga a César, que estava envolvido com Mena, dizendo que Chiquinho não ligou nada às fotografias. Maneca receia que Gilberto se recuse a pagar o trabalho. César combina encontrar-se com Maneca e tenta despachar Mena. No entanto, quando se estão a vestir, Cila toca à campainha e chama pelo namorado. Cila entra em casa ainda a tempo de ouvir o riso de Mena que foge para o interior da casa e pergunta a César quem é que está lá em casa.

Lara faz uma birra perante o almoço. Marisa tenta fazê-la comer frango com arroz, visto que tem lá frango para dar e vender. Lara recusa-se a comer, dizendo que só quer Micael de volta e pede à empregada que não conte nada ao pai. Nesse momento, são surpreendidas por uma visita de Saul. Saul mostra todo o seu apoio, dizendo a Lara que Micael não a merece e que ela devia tentar ser feliz. Lara pede-lhe que vigie o irmão de forma a tentar descobrir quem é a outra rapariga com quem ele anda envolvido.

Para desviar a atenção de Cila, César leva-a para o café onde combinou encontrar-se com Maneca. Nando faz um comentário acerca de Maneca que César não gosta e os ânimos exaltam-se. Enquanto isso, Mena está presa em casa de César e a pensar em maneiras de sair. Maneca encontra-se com César no café e pensam em maneiras alternativas de pressionar Chiquinho.

Assim que Constança chega a casa, Catarina e João propõem-lhe arranjarem um advogado para se tentarem defender de tudo o que Pedro lhes fez. João sente que Maria foi preterida relativamente aos primos e que Pedro devia apodrecer na cadeia. Constança concorda com os irmãos e combinam contactar um advogado amigo da família.

César vai ao Don Pellegrino falar com Gilberto. Ao vê-lo, Paula vai falar com ele e diz que não tem nenhuma mesa disponível, mas a postura agressiva de César intimida-a e ela vê-se obrigada a acomoda-lo no restaurante enquanto vai chamar Gilberto. Gilberto aproxima-se de César, muito nervoso e pede-lhe que vá embora. Discretamente, César revela a arma que traz consigo e domina o gerente. César diz-lhe que não tem culpa que Chiquinho não se sinta intimidado com as fotografias e que Gilberto não se pode descartar da situação.

Graciete apanha Mena trancada em casa e percebe o que se passou. Sob uma aparente tranquilidade, Graciete oferece chá à rapariga e pede-lhe que se mantenha afastada de César. Mena fica nervosa, mas Graciete explica-lhe que César tem namorada e se Cila descobre, pode arranjar problemas para o lado dele. Mena acaba por concordar.

Valentino pergunta a Paula como é que Constança se está a safar no restaurante e Paula dá-lhe más notícias. Paula conta ao patrão que Constança tem sido incompetente nas marcações e que, por não conhecer alguns dos clientes, mete os pés pelas mãos. Valentino fica preocupado.

Lara percebe que Micael a apagou do facebook e fica em pânico. Marisa tenta, pacientemente, acalma-la, mas sem sucesso.

Cila pede a César que vá ter à sua rua depois de fechar o café. Quando o rapaz lá chega, ela abre-lhe a janela do quarto para ele entrar. Os dois envolvem-se. No dia seguinte de manhã, Cila e César dormem profundamente quando são interrompidos por Clara que bate à porta. Cila acorda César, que pega nas suas roupas a correr e sai pela janela, esquecendo-se de uma meia em cima da cama dela. Mas Cila é rápida o suficiente e senta-se em cima da meia, assim que Clara entra no quarto.

Maria e Rodrigo aproveitam a manhã se domingo para darem uma corrida. Ao encontrarem Sarita e os amigos a jogarem à bola, Maria pede para se juntar a eles. Num passe mal calculado, um dos miúdos acerta com a bola em César e cabe a Maria ir recupera-la. César provoca a rapariga que não se deixa ficar. César fica agradado com a atitude dela.[/tab]

[tab title=”Ep. 16″]Salomé está em pânico, pois acha que Catarina viu alguma coisa. No entanto, Catarina pergunta-lhe se ela tem mais algum sermão para lhe dar sobre Micael. Aliviada, Salomé diz que tem de lhe pedir desculpa, pois não se devia ter metido na vida dela. Catarina fica admirada com a mudança de atitude de Salomé e nota-a muito nervosa e a falar muito rápido.

Vítor surpreende Ivone com uma máquina de café, alegando que assim ela já não tem de ir ao café de Graciete. Mas o efeito que isso tem em Ivone, não é o desejado. A cabeleireira fica penalizada, pois o marido gastou uma fortuna na máquina de café só para ela não conviver com César. Vítor defende-se dizendo que, depois do tiroteio, a situação ficou muito insegura e ele tem medo por ela. Mas Ivone não fica convencida.

Micael e Saul vão ao palacete. Micael sob o pretexto de devolver as roupas a Rodrigo e Saul dizendo que tem algo para entregar a Maria. É Salomé quem abre a porta e fica desconfiada quando Micael lhe pede para chamar Rodrigo. Saul apercebe-se. Rodrigo chega e Micael devolve-lhe a t-shirt, enquanto Saul se dirige para o interior da casa à procura de Maria. Micael pergunta-lhe se Rodrigo teve mais algum problema com Toni e o rapaz nega, dizendo que nunca mais foi ao café. Micael alerta-o para os mafiosos do bairro e avisa-o que eles não estão só no café.

 

Saul percorre a casa à procura do quarto de Maria e acaba por bater à porta de Catarina que o manda entrar. Insinuante, Saul diz-lhe que Micael está na sala e a rapariga tenta manter a calma. Assim que Saul vai embora, Catarina coloca-se em frente ao espelho a arranjar-se, mas acaba por desistir, trancando a porta do quarto e deixando-se cair na cama.

Saul entrega um CD a uma Maria muito pouco interessada. O rapaz convida-a para ir ao cinema com ele e Lara mas Maria percebe o interesse dele na prima. Maria mostra-se reticente quanto ao convite. Lara liga a Maria a perguntar se ela quer ir às compras com ela. A prima fica surpreendida com o convite, mas aceita. Saul, que ouviu tudo, tenta incluir-se no programa, mas Maria corta a conversa. Saul sorri, achando que Maria está com ciúmes.

Micael confessa a Rodrigo que está apaixonado por Catarina. Rodrigo fica impressionado e prevê grandes dificuldades naquela relação, mas Micael conta-lhe que não há relação nenhuma, pois Catarina não quer assumir nada. Rodrigo mostra-se compreensivo, mas tenta ser imparcial.

Constança tem de estar no seu melhor essa noite. Um jantar de grande prestígio terá lugar no Don Pellegrino, com várias figuras públicas. No entanto, Constança não se consegue desviar dos olhares invejosos de Paula. Paula prepara-se para, mais uma vez, tramar Constança ao trocar um número de telefone importante.

Micael não tem nada para fazer e vai desfrutar da sua folga a trabalhar.

Maria e Lara vão às compras. Lara parece estar mais animada e Maria retrai-se por não poder comprar nada, mas Lara diz-lhe que Pedro a deixou à vontade para comprar o que ela quisesse para a prima. Maria fica surpreendida com a atitude do tio, mas acaba por aceitar. Maria fica mais aliviada quando Lara lhe diz que já aceitou o fim do namoro com Micael, mas fica novamente preocupada quando a prima lhe diz que agora só falta ele aceitar que tem de voltar para ela.

Pedro pede para falar com Maria que se mostra muito reticente. Pedro explica-lhe que tudo o que se passou foi para evitar que a geração do pai dela destruísse tudo o que Aníbal tinha construído, mas que ele não pretende falhar com o que Maria deve receber por direito. Assim, oferece-se para lhe pagar a mensalidade do colégio e dar-lhe uma mesada até ela acabar o curso superior. Maria diz que não quer nada do tio, exceto que ele devolva o protótipo da mota ao pai, mas Pedro diz que isso está fora de questão.[/tab]

[tab title=”Ep. 17″]Maria conta aos pais e a Catarina a proposta que Pedro lhe fez. Como seria de esperar, João fica furioso com a proposta, enquanto Salomé crê que é perfeitamente justo. Maria confessa que não aceitou, deixando o pai orgulhoso e a mãe desiludida.

A mulher de Chiquinho abre o envelope e vê fotografias do marido com Tatiana. A mulher fica muito nervosa e liga ao marido. Mais tarde, Maneca conta a César que a mulher do jogador de futebol foi a chorar até casa. Os dois ficam confiantes que é desta que Chiquinho vai pedir ajuda a Gilberto.

Beto e Cristiano juntam todas as moedas que têm para que Cristiano possa comprar o bilhete para ir ao estádio inscrever-se no treino de captação. No entanto, o dinheiro dos dois juntos não chega. Beto vai à loja de frangos e pede três euros emprestados a Ondina, que recusa. Micael ouve o fim da conversa e vai atrás de Beto. Cristiano já se foi pôr à beira da estrada a pedir boleia e é abordado por um homem duvidoso. Felizmente, Micael chega a tempo e afasta o homem, oferecendo-se depois para dar boleia ao rapaz.

Catarina acalma Maria e diz-lhe que talvez não tivesse sido má ideia aceitar a proposta de Pedro, mas a sobrinha responde-lhe que, se o fizesse, parecia que ficava a dever alguma coisa ao tio. Catarina compreende e diz-lhe que ela já recusou, paciência, não se pode martirizar por causa disso.

Catarina encontra Micael que se mostra frio com ela. A rapariga diz que não entende, mas Micael está sentido por ela não o ter ido ver quando ele foi ao palacete. Catarina tenta defender-se dizendo que ainda se importa com o estado de Lara. Micael diz rapidamente que entende que a família esteja primeiro e vai embora sem olhar para trás, deixando Catarina perturbada com a conversa.

Constança apercebe-se que o cartão com o número de telefone de convidado VIP desapareceu e fica em pânico. Clara ajuda-a a procurar, certa de que terá caído. Ao longe, Paula observa tudo, satisfeita. Gilberto aproxima-se e Constança conta-lhe o que aconteceu. O gerente repreende-a pelo sucedido e Paula aproveita para tomar as rédeas da situação. Continuam todos à procura do cartão, até que Paula sugere que procurem no caixote do lixo, onde, de fato, o encontram. Paula sai vitoriosa. Clara lembra-se de ver Paula junto ao balcão e olha para ela desconfiada. No fim, acaba por correr tudo bem, mas Gilberto confessa a Valentino que podia ter corrido muito mal e por culpa de Constança.

Uma limusine estaciona em frente ao Don Pellegrino. Paula está à porta e observa o príncipe dentro do carro. Desce as escadas e caminha para a limusine para abrir-lhe a porta. Paula acompanha o príncipe.

Depois de o restaurante fechar, Chiquinho entra com dois amigos. Gilberto fica animado a pensar que Chiquinho lhe vai pedir ajuda, mas está redondamente enganado. Assim que Gilberto cumprimenta Chiquinho, este atira-lhe as fotografias para cima e diz já ter percebido tudo o que se passa ali. Gilberto mente e diz que não sabe do que ele está a falar, mas o jogador de futebol não se deixa ficar. Chiquinho diz a Gilberto para se manter afastado dele e da família dele e ameaça-o.

Simão comenta com Amélia que Micael não deve voltar para Lara, pois está interessado noutra mulher. Amélia assume que é uma mulher casada e arma um escândalo, fazendo com que Micael passe a noite na loja de frangos para não a ouvir. Simão apanha-o no dia seguinte e diz-lhe que, se ele quiser ocultar a verdade da mãe, então terá de ter muita paciência com ela.

Lara vê a mala de Constança à porta e a mãe diz-lhe que, visto que ela já está melhor, está na hora de regressar ao palacete. Lara pede, por favor, à mãe para ela não se ir embora, mas Constança não se demove. Lara pede ao pai que faça a mãe ficar, mas Pedro está confiante de que quando for a altura certa, Constança vai voltar.[/tab]

[tab title=”Ep. 18″]Gilberto e Valentino conversam sobre o que aconteceu na noite anterior. Gilberto conta ao pai que foi quase por milagre que as coisas acabaram bem, mas, por culpa de Constança, o nome do restaurante podia ter ficado muito mal visto. Valentino recusa-se a despedir Constança como o filho lhe pede, mas chega à conclusão de que é muito arriscado mantê-la como RP.

Assim, Constança pede a Valentino que não a demita e ele acaba por lhe propor um lugar na cozinha, sentindo-se triste por ter de fazer aquilo a uma amiga. Constança revela que não está em posição de recusar um trabalho e aceita. Embora Gilberto tente convencer o pai de que ele fez a coisa certa, Valentino sente que, de certa forma, humilhou Constança.

Catarina consegue resolver o problema de Ivone, ao perceber que a contagem do contador dela foi trocada com a da vizinha de baixo. Piranha aconselha Catarina a ter cuidado com aqueles ataques informáticos, mas a jovem está segura de que está a fazer tudo pelo bem das pessoas. Catarina comunica a Ivone que o seu problema com o contador da luz está resolvido. Ivone agradece e Patrícia oferece-se para fazer um corte de cabelo a Catarina pela ajuda dispensada a Ivone.

João questiona Sérgio sobre o facto de César ir fechar a oficina a meio do dia, mas o rapaz diz-lhe que ele deve esclarecer essas dúvidas com o patrão. No entanto, aconselha-o a fazer o seu trabalho e a esquecer o resto. João fica intrigado. Quando vão pagar os cafés, João apercebe-se que se esqueceu da carteira na oficina e dirige-se para lá para a ir buscar. Maneca, que já a tinha visto, sai da oficina e entrega-lha. Sérgio tinha ido a correr atrás de João para o impedir de entrar. João pergunta-lhe se ele sabe o que eles fazem lá dentro e Sérgio limita-se a baixar a cabeça e a pedir que ele não o entale com César, pois quando João sair do bairro, ele vai continuar lá.

Nando dá a Tatiana a pulseira com que Salomé comprou a droga. João está no café e vê Tatiana a gabar-se da pulseira a Mena e pergunta-lhe onde é que ela a arranjou. Tatiana diz que foi o namorado quem lhe deu a pulseira e Mena aconselha João a perguntar à mulher se ela tem a dela, antes de estar a fazer insinuações. Por seu lado, Salomé está novamente a tentar comprar droga em troca de objetos, um anel valioso, mas Nando não aceita. Catarina observa a cena ao longe e aproxima-se. Salomé mente dizendo que só estava a perguntar as horas e as duas vão juntas para o palacete. Assim que as duas chegam a casa, João pergunta pela pulseira que tinha oferecido a Salomé. A mulher entra em pânico e seduz o marido para o distrair.

Cila vai ao escritório onde Pedro está e aproveita para o seduzir. Pedro já não disfarça a atração que tem pela rapariga, mas o jogo de sedução é interrompido por Marisa que não gosta do que vê. Marisa manda Cila arrumar o quarto de Lara e envolve-se com o patrão no escritório. Cila apanha-os e fica chocada com o que vê.

Rodrigo passa por Sheila na rua, que lhe sorri, dengosa. Toni observa tudo e começa a seguir Rodrigo. Assim que o apanha, Toni agride-o dizendo-lhe que já lhe tinha dito para ele se afastar de Sheila. Micael chega nesse momento e pede a Toni para largar Rodrigo, ameaçando-o com o capacete da mota. No entanto, Toni aponta-lhe uma arma. Micael não se afasta, corajoso. Mas é Sheila quem tira a arma da mão de Toni e o leva embora para o café. Calma, Graciete oferece aguardente a Toni e diz-lhe que têm de esperar que César chegue para ficar a par do que aconteceu.

Graciete oferece a Toni um copo de aguardente e informa-o que está metido num grande sarilho por causa daquilo que fez a Rodrigo e a Micael.[/tab]

[tab title=”Ep. 19″]Nando pergunta a Graciete onde está Toni e César. Friamente, Graciete diz-lhe que não tem nada a ver com isso e que César apenas está a dar-lhe um correctivo. Tatiana aparece furiosa dizendo a Nando que João a questionou sobre a pulseira que ele lhe dera, garantindo que a mulher tinha uma igual.

Depois de dar uma lição valente a Nando, César vai à loja de frangos pedir desculpas a Simão e Micael. César garante-lhes que nunca mais ninguém se vai meter com a família do palacete e pede-lhes que não envolvam a polícia naquele caso. Simão e Micael acedem e ficam aliviados por tudo ter acabado em bem.

João pressiona Salomé para lhe dizer o que acontece com a pulseira que ele lhe tinha dado. Seguindo as palavras do marido, Salomé acaba por dizer que Nando lhe roubou a pulseira. João fica fora de si e vai pedir contas ao traficante que já tinha sido pressionado por Tatiana. Quando João e Nando se preparam para resolver a situação a mal, Salomé interfere e Nando pede-lhe que conte ao marido por que é que ele tem a pulseira dela. Salomé confessa que lhe vendeu a pulseira, perante o olhar chocado de João. César observa tudo à distância e assim que João e Salomé se afastam, diz a Nando que Salomé vai deixar de ser sua cliente.

Constança, Catarina e João reúnem-se com o advogado para tentarem perceber que hipóteses têm contra Pedro. O advogado diz-lhes que, com Aníbal morto, será difícil provar um crime pela parte de Pedro, no entanto, irá procurar qualquer falha da parte dele que os leve a recuperar o seu património.

Salomé mente, dizendo que vendeu a pulseira para poder comprar o que lhe apetecesse sem ter de pedir contas e afirma não conseguir continuar a viver assim. João tenta ser compreensivo e dizer que têm de se habituar a viver com menos e a seguir com a vida deles. Salomé não aceita a situação em que estão a viver.

Patrícia fica nervosa ao ver que, como trabalho de casa, Sarita tem de fazer uma árvore genealógica. Adelaide diz-lhe que apesar Marco estar preso, continua a ser pai da menina, mas Patrícia está mais preocupada com o que Sarita vai escrever no espaço do avô. Patrícia diz que Sarita deveria escrever a verdade, mas Adelaide nega, dizendo que o nome do pai de Patrícia é demasiado conhecido. Nervosa, Adelaide rasga o trabalho de casa, deixando Patrícia perplexa.

Salomé vai falar com Pedro para lhe pedir o dinheiro que ele queria dar a Maria. No entanto, Pedro recusa, dizendo que esse dinheiro pertence apenas à sobrinha e é apenas ela quem o vai receber. Pedro relembra a Salomé que eles são uma família e que ela pode regressar àquela casa quando quiser. Salomé não estava preparada para aquela proposta que o cunhado lhe faz, mas este incentiva-o a fazer uma mudança positiva na sua vida e a ser um exemplo para a restante família.

Graciete convida Mena para jantar e César não gosta da ideia. Embora Sheila e Graciete estejam completamente à vontade, César e Mena revelam algum desconforto. Graciete exalta as qualidades de Mena e Sheila afirma, a rir, que Graciete a quer acasalar com César. Assim que Mena sai, César fala com a tia e pede-lhe que não repita graça e não volte a convidar Mena para jantar. Graciete mostra-se preocupada com o namoro dele com Cila, mas César desvaloriza. Sheila conta que Vítor ofereceu uma máquina de café a Ivone para que ela não fosse ao café de Graciete e César sai de casa, nervoso. César vai a casa da irmã e quem lhe abre a porta é Vítor. Nervoso, César dá-lhe dinheiro para pagarem a renda, de forma a compensar o gasto que Vítor teve com a máquina de café. Vítor sente-se ofendido com a oferta e devolve o dinheiro a César. Quando os dois estão num impasse, prontos para se agredirem, Ivone interrompe-os. Ivone consegue terminar a discussão entre os dois.[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de NovelasTelevisão

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.

Comentários