Cinema

E a Palma de Ouro de Cannes foi para… “La Vie d’Adèle”

O filme do cineasta franco-tunisino Abdellatif Kechiche, que conta a história de amor entre duas jovens mulheres, venceu o principal prémio do festival de cinema francês.

Entre os restantes vencedores, destacaram-se os irmãos Joel e Ethan Coen, com o Grande Prémio para “Inside Llewyn Davis”; o japonês Hirokazu Koreeda com o Prémio do Jurí; o mexicano Amat Escalante com o prémio de Melhor Realização pelo filme “Heli”; e o chinês Jia Zhangke com a distinção para o Melhor Argumento, por “A Thouch of Sin”.

Já na esfera da interpretação, os distinguidos foram o norte-americano Bruce Dern pelo papel em “Nebraska”, de Alexander Payne e a franco-argentina Bérénice Bejo em “Le Passe”, de Asghar Farhadi.

Nesta 66ª edição do festival, que terminou no domingo passado, foram também distinguidos dois realizadores nacionais, João Nicolau com o prémio de Melhor Curta-Metragem da Quinzena dos Realizadores para “Gambozinos” e André Gil Mata, com o prémio DocAlliance, por “Cativeiro”.

Categorias
CinemaDestaques

Estudante na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em vertentes de Artes, Comunicação e Cultura.

Comentários