Televisão

«A Gaiola Dourada»: uma famíla portuguesa com certeza

«A Gaiola Dourada» estreia hoje nas salas de cinema portuguesas depois de ter ultrapassado a marca de 1 milhão de espetadores em França e ter conquistado críticos e público.

O trailer anuncia um sonoro e bem português nome: «Pedro Henriiiiiiiques», pela voz de Rita Blanco. Esta é uma família bem portuguesa, com certeza. O estereótipo existe, ninguém o pode negar, a mãe desta família de emigrantes a viver em Paris é porteira, o pai trabalha na construção civil e os filhos balançam entre as humildes origens e a exuberante cultura francesa. Mas a chave desta comédia está exatamente no uso inteligente do estereótipo com o objetivo de proporcionar bons momentos de riso com a sensatez e a sensibilidade do estreante realizador Rúben Alves.

gaiola dourada

Esta família, que se encontra integrada na comunidade de uma maneira muito particular, proporciona o conforto e bem-estar a todos os que os rodeiam. Os snobs franceses já não passam sem o trabalho dos preciosos empregados portuguesas, dir-se-ia até que são indispensáveis. De um dia para o outro esta família descobre que o irmão desavido do patriarca falece e lhes deixa toda a fortuna com a condição indispensável do seu regresso ao país de origem. É neste momento que os patrões passam a reconhecer todo o trabalho da humilde família portuguesa e impedir o seu regresso a casa com as mais diversas artimanhas.

O elenco não poderia ser melhor. Joaquim de Almeida e Rita Blanco mostram-se no ecrã com o verdadeiro espírito português, a saudade no olhar e a naturalidade e expressividade que tem feito as suas carreiras notáveis.  Maria Vieira é como afirma o realizador “a cereja no topo do bolo” e ninguém fica indiferente à sua personagem.

Não sou um entusiasta de comédias, devo admiti-lo, mas «A Gaiola Dourada» fez-me ultrapassar o preconceito, o filme recomenda-se e garante-lhe umas boas gargalhadas.

Categorias
Televisão

Estudante de Farmácia, amante das ciências e das artes. Gosto particular por entretenimento em diversas áreas: televisão, cinema, teatro, música.