Resumos de Novelas

“Mundo ao Contrário”: resumo de 30 de Setembro a 5 de Outubro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 104″]

Maximiliano olha preocupado para Valentino, que está pensativo. Maxi explica que encontrou provas do esquema e Valentino fica revoltado, afirmando que vai recuperar o que é seu. Gilberto interrompe a conversa e Valentino confronta-o com a sua traição.

João entra em casa enquanto Catarina conversa com a tia Estefânia, que lhe diz que vai abandonar o palacete em breve. Catarina segue atrás do irmão e pergunta-lhe se ele foi ver Constança. Rodrigo ouve e mete-se na conversa, pedindo para não pensarem mal da mãe dele e que lhe custa muito que a família esteja separada. Catarina e João trocam um olhar cúmplice, mas mantêm-se firmes.

Valentino confessa ao filho que Maximiliano lhe contou e o chef conta que viu as fotografias. Fingindo não ter nada a temer, Gilberto dá a chave da gaveta ao pai e diz-lhe para ver se encontra alguma coisa. Contudo, as fotografias desapareceram e Gilberto sente-se vitorioso, dizendo que Maximiliano está despedido. O pai não reage da maneira esperada e despede o próprio filho, dizendo que confia em Maximiliano. Gilberto vai embora, ameaçando que a verdade pode trazer consequências trágicas. De seguida, Valentino vai à cozinha contar que regressou à gerência do restaurante. Paula fica muito nervosa e Valentino garante-lhe que vai descobrir qual é o seu envolvimento naqueles esquemas.

Ivone e Vítor tomam o pequeno-almoço e o polícia percebe que a mulher está em baixo. Ivone acaba por confessar que se sente triste porque Sheila, que não queria um bebé, engravidou e ela que quer, não tem. Vítor argumenta que é difícil ter um bebé em tempos de crise, mas Ivone responde que há sempre motivos para não ter quando não se quer.

Pedro chama Cila para que ela ponha mais um lugar à mesa no pequeno-almoço. Cila insinua-se e Pedro rejeita-a, dizendo que agora é impossível estarem juntos. Cila não se apercebe da chegada de Constança que fica admirada por vê-la ali. Constança pede para falar com ela e dirige-se ao escritório. Discretamente, Pedro pede à empregada que não conte nada. Cila conta a verdade a Constança, que a mãe não sabe que ela está ali e a amiga de Clara diz que ela tem de contar à mãe, senão ela própria conta. Pedro entra no escritório e Constança sai para atender uma chamada. Cila ameaça Pedro, dizendo que se ele deixar a mulher contar a Clara que ela trabalha ali, ela diz que se envolveu com ele.

Catarina chega à loja de frangos e encontra Simão, que lhe pergunta se Constança voltou mesmo para Pedro. Catarina confirma e Simão confessa que passou ali a noite, mostrando-se abatido. Catarina pede-lhe para se ausentar por algumas horas durante a manhã e tenta acalma-lo, dizendo que siga o seu coração.

Paula encontra-se com Gilberto e está visivelmente inquieta com os últimos acontecimentos. Gilberto conta-lhe o que se passou e Paula pergunta-lhe o que pretende fazer. O ex-gerente do restaurante conta que o primeiro passo é mostrar a Maxi que se meteu com a pessoa errada. Mostrando um lado maldoso que Paula desconhecia, Gilberto pede-lhe para chamar Maneca.

Pedro é chamado para uma reunião de urgência e quando chega é surpreendido por Catarina e João. Catarina diz que o único ponto da reunião é a apresentação da nova sócia da empresa, ela. Catarina explica o que se passou, mostrando os documentos e apresenta João como seu assessor. Pedro fica furioso.

Constança vai à galitos tentar justificar-se perante Simão, mas ele recusa-se a ouvir seja o que for, mostrando-se muito desiludido. Constança percebe que não vale a pena falar com ele e sai, cruzando-se com Amélia que a ataca imediatamente. Constança tenta evitar o confronto e Simão conta que Constança voltou para casa, deixando Amélia em choque. Recomposta do choque, Amélia avisa Simão que quer a loja da Pedra, pois sabe que isso o afeta.

Maneca encontra-se com Paula e Gilberto, que lhe entrega um envelope com muito dinheiro e uma fotografia de Maximiliano. Gilberto pede a Maneca que o chef desapareça.

[/tab]

[tab title=”Ep. 105″]

Paula está entre Gilberto e Maneca, muito nervosa. Gilberto observa o traficante e pergunta-lhe se ele quer mais dinheiro. Contudo, Maneca responde que não é nenhum assassino e que Gilberto foi bater à porta errada. Paula fica mais aliviada, mas o patrão fica furioso, mandando bocas a Maneca, que o ameaça.

João e Catarina chegam animados a casa e uma ansiosa Maria pergunta-lhes como correu. Os irmãos contam como Pedro não estava a contar com o golpe e como ficou desarmado. João afirma que estão a assistir ao início do fim de Pedro Carvalho.

Valentino reúne a equipa do restaurante para explicar como é que o restaurante vai funcionar daí em diante. Paula olha para Maximiliano muito tensa e Constança aparece já no fim, sendo criticada pelo chef. Contudo, Constança explica que não foi para trabalhar e conta a Valentino, no privado, que voltou para casa. O dono do restaurante não consegue esconder a sua desilusão e ela diz-lhe que tem os seus motivos. Na cozinha, Paula finge repreender Maxi e aproxima-se dele, deixando-lhe um bilhete no bolso.

Pedro manda chamar Salomé e pergunta-lhe o que se passou entre os irmãos. Salomé conta a discussão que ouviu e pergunta-lhe se ele não acha estranho Constança ter voltado para casa naquele momento. Pedro conta-lhe que foi ele que pediu, mas Salomé alerta-o para o facto de Constança saber que só pode fazer frente a Catarina se estiver aliada a ele.

Constança despede-se dos colegas no restaurante e, antes de sair, conta a Clara que Cila está a trabalhar para Pedro. Clara fica muito preocupada.

Saul mete-se com Cila, perguntando-lhe por que é que ela está ali a trabalhar. Cila responde naturalmente que estava a precisar do dinheiro, mas o rapaz diz-lhe que ela é uma rapariga esperta e que lhe parece que ela está a esconder alguma coisa. Cila desvia o assunto, tensa. Mais tarde, Cila leva um café a Pedro e insinua-se. Contudo, Pedro ouve a voz de Constança e sai do escritório. Cila tenta ser discreta ao sair, mas Saul vê-a, ficando atento.

Sheila desabafa com Graciete e Ivone, queixando-se dos sintomas da gravidez. Ivone e Graciete tentam acalmá-la, mas Sheila está inconsolável, explicando que enjoou de sexo.

Pedro confronta Constança, perguntando-lhe se ela sabia que Catarina detinha quarenta e cinco porcento do Grupo Malta. Constança explica que foi por isso que se chateou com os irmãos e Pedro diz-lhe que ela só voltou para ele para enfrentar os irmãos. Mas Constança responde que foi ele que fez a proposta e não ela. Pedro fica satisfeito com a resposta e diz estar preparado para a reconciliação.

Amélia está na loja de frangos a chatear toda a gente e Micael vai pedir ao pai que pare com aquele disparate e recupere a sua loja. Quando o pai lhe responde que há coisas mais importantes que aquela loja, Micael relembra-o de que há pessoas naquele bairro que precisam dele. Simão finalmente reage e enfrenta a mulher.

Maximiliano descobre o bilhete que Paula lhe deixou no bolso e fica muito preocupado. No bilhete avisam-no de que alguém o quer matar, deixando-o muito perturbado. Assim, o chef vai falar com Valentino e diz-lhe que Gilberto é o único que o quer ver morto. Maxi regressa à cozinha e informa Clara e Marisa que terá de regressar a Itália durante uns tempos. Marisa fala com o chef e ele pede-lhe para ela ir com ele para Génova.

Rodrigo vai a casa dos pais e conta-lhes que Sheila está grávida. Todos assumem que Sheila lhe deu o golpe da barriga, mas Rodrigo mantém-se firme, dizendo que eles já decidiram e vão ter o bebé, embora família lhe surgira que Sheila aborte. Cila chega a casa e Clara confronta-a com o facto de a rapariga estar a trabalhar para Pedro há meses. Sérgio fica chocado com a novidade e percebe que era com Pedro que a irmã estava envolvida. Cila sente-se acossada com o confronto.

[/tab]

[tab title=”Ep. 106″]

Pedro diz a Constança que sendo que Catarina tem 45 porcento do Grupo Malta, ele não vai poder cumprir a promessa de lhe dar as ações. A mulher pergunta-lhe se ele está com medo de Catarina, mas Pedro responde que ele tem de ter a certeza de que Constança está do seu lado e não se passa para o lado dos irmãos. Constança diz que essa hipótese não existe, mas o marido não está totalmente convencido. Constança percebe que terá de arriscar mais.

Sérgio e Clara continuam a confrontar Cila, que diz que precisavam do dinheiro. Sérgio percebe finalmente que o homem com quem a irmã andava metida era Pedro e fica furioso, sem revelar nada à mãe. Clara diz-lhe que ela nunca mais vai trabalhar naquela casa e Cila fica contrariada, tentando convencer a mãe de que ela pode ajudar Constança estando lá em casa. Clara fica de pensar no assunto.

Estefânia comenta com Catarina que Pedro não se vai deixar ficar e Salomé reforça essa ideia, dizendo que ele deve estar a tentar comprar a parte dos sócios minoritários. Catarina fica apreensiva. De facto, é isso mesmo que Pedro tenta, ao conversar com o advogado.

Sérgio confronta a irmã que não confirma o seu envolvimento com Pedro, mas também não nega. Sérgio diz-lhe para ela se afastar de Pedro, mas a irmã responde-lhe que ele não tem nada a ver com a vida dela e que se ele decidir abrir a boca, ela também tem coisas a contar sobre ele. Sérgio sente-se acossado, mas a raiva que sente por Pedro o ter enganado é maior e sai disparado de casa.

Valentino chama Gilberto ao restaurante e pergunta-lhe se ele quer matar Maximiliano. Gilberto desvaloriza, dizendo que são delírios de um velho e de um cozinheiro, mas o pai avisa-o de que se ele não deixar Maxi em paz, ele terá de o entregar à polícia. Gilberto sai do privado furioso, dizendo que o pai está acabado. Gilberto vai falar com Paula e, embora ela diga que não contou nada a Maximiliano, ele responde que ela vai pagar pela falta de lealdade. André vê Gilberto e conta ao chef que ele está no restaurante. Maxi mostra-lhe o bilhete que recebeu e conta que está a pensar ir para Itália. André fica abalado. Maxi vai ter com Valentino, que lhe pergunta se ele quer ir à polícia. Porém, o chef vê-se obrigado a concordar com Gilberto, quando este diz que não há provas nenhumas que o incriminem. Os dois ficam desanimados e concluem que têm um traidor no restaurante, que lhes entregou o bilhete.

Muito alterado, Sérgio vai ao café falar com Maneca e pedir-lhe ajuda para dar uma lição a Pedro. Maneca fica surpreso e Sérgio conta-lhe como Pedro despediu a mãe e depois contratou Cila para se enrolar com ela. Maneca confirma que já sabia disso, mas que ele não se devia meter naquele assunto, pois Cila tem tudo controlado. Sérgio fica furioso e diz que se Maneca não o ajuda, ele vai sozinho. Assim, o traficante acaba por dizer que o ajuda, mas fazem as coisas à maneira dele.

Paula encontra-se com Gilberto e tenta provar-lhe a sua lealdade. Gilberto diz-lhe que precisa de ajuda para um último golpe que lhe permita reformar-se. Paula mostra-se disponível para o ajudar.

Ao tomar o pequeno-almoço, Constança depara-se com uma notícia no jornal sobre as lojas de frango Galitos, que diz que foram encontrados dejetos animais no molho. Amélia, Saul e Micael também veem o jornal, ficando chocados com a mentira e Micael leva o jornal à loja para mostrar ao pai, que fica de rastos. Amélia liga imediatamente aos advogados para que estes comecem a tratar do assunto, mas as lojas já estão invadidas por agentes da ASAE. Saul vai para casa de Pedro trabalhar e denota no tom de voz do patrão uma certa ironia e regozijo em relação ao que se está a passar. Mal Pedro sai do escritório, Saul acede ao seu telefone e percebe que a última chamada foi feita para a redação do jornal que publicou a notícia que pode destruir o negócio de Simão.

[/tab]

[tab title=”Ep. 107″]

Simão anda aflito à volta do inspetor da ASAE e Micael também se mostra incomodado. Catarina puxa-o para o escritório para fazerem um comunicado à imprensa e o rapaz confessa-lhe as suas preocupações, sentindo que está tudo a ruir à sua volta. Catarina aproxima-se, demonstrando que está ao lado dele e os dois beijam-se. Catarina e Micael fazem as pazes e ela começa a explicar-lhe por que é que vai sair da Galitos quando Simão entra no escritório. Simão fica feliz por perceber que eles fizeram as pazes e tenta deixá-los a sós, mas Catarina diz que também tem de lhe explicar o motivo que a leva a deixar a loja. Micael e Simão ficam surpreendidos, mas apoiam Catarina. Simão fica desanimado quando o inspetor da ASAE fecha a loja até ao final da investigação.

Pedro está a sair do carro, quando é abordado por Maneca e Sérgio que lhe apontam uma arma e o mandam entrar na viatura. Pedro obedece sem ver quem é. Os três param num beco e Maneca e Sérgio tiram-no do carro. Pedro reconhece Sérgio e este começa a bater-lhe, dizendo que ele nunca devia ter-se metido com Cila. Pedro diz-lhe que podem chegar a acordo, mas Sérgio não quer saber, tirando a arma do cinto e dizendo que ele não vai sair dali vivo.

Saul critica Lara por ter sido mal-educada com Cila e esta responde que ela e Cila são muito diferentes e que ela não deve nada à criada. Constança ouve a discussão entre os dois e fica triste com a posição da filha, percebendo a educação que lhe deu.

Pedro regressa a casa, muito mal e pede ajuda a Lara e Constança para o levarem para o quarto. Pedro não tira os olhos de Cila, que fica comprometida. Já no quarto, Pedro e Constança conversam sobre o sucedido e Cila entra para avisar da chegada do médico. Constança vai recebê-lo e Pedro acusa Cila, culpando-a.

Paula vai ao bairro da Pedra para falar com Maneca. A cúmplice de Gilberto conta a Maneca que ele a ameaçou e porquê e pede-lhe ajuda. Os dois pensam em maneiras de se livrarem dele sem serem comprometidos. Paula está muito assustada e fala a Maneca do último esquema que Gilberto quer fazer.

No bairro, todos se reúnem para receber Nucha que finalmente teve alta do hospital. Beto emociona-se quando vê a mãe e os dois abraçam-se com força. Simão conta-lhe como toda a gente se uniu para a ajudar e Nucha fica muito agradecida e emocionada.

Depois de Amélia ter feito um escândalo por Micael voltar para casa de Catarina, Saul conta-lhe que é Pedro quem está por detrás da falsa denúncia da Galitos. Amélia fica furiosa e prepara-se para ir a casa do amante pedir justificações. Contudo, Saul diz-lhe que têm de pensar antes de agir.

Cila chega a casa e conta a Clara que Pedro foi atacado e faz sinal ao irmão para ir com ela até ao quarto. Cila pergunta-lhe qual foi a ideia dele e diz-lhe que Pedro se vai vingar. Sérgio responde que ela tem de sair daquela casa e afastar-se de Pedro, senão ele conta tudo à mãe. Cila fica apreensiva.

Constança vai à loja de frangos saber como está Simão, mas ele é frio com ela, dizendo-lhe que achava que ela ia esperar por ele. Constança está à beira das lágrimas e diz que um dia ele vai compreender. Quando Constança volta para casa, Pedro está à sua espera e pergunta-lhe onde é que ela foi. Constança é obrigada a mentir.

Maneca chama Marta ao café e diz-lhe que tem informações que a vão pôr novamente nas boas graças dos chefes. Assim, o traficante conta-lhe do esquema de extorsão do Don Pellegrino e diz-lhe que Paula está disposta a testemunhar, desde que tenha imunidade. A ideia é Marta ser contratada por Gilberto para o último esquema. Marta fica pensativa.

Maximiliano prepara-se para sair do restaurante quando ouve um barulho vindo da sala e vai ver o que se passa. O chef é atacado por um homem com uma faca da cozinha, mas consegue libertar-se dele. Marisa surge e surpreende-os. O atacante tenta fugir, empurrando Marisa que cai e fica inconsciente. Maxi corre para ela, muito preocupado.

[/tab]

[tab title=”Ep. 108″]

Maximiliano continua abraçado a Marisa, tentando fazê-la acordar. Finalmente Marisa desperta a o namorado conta-lhe que o estão a tentar matar e que ela agora também está envolvida. Maxi mostra-se muito assustado e Marisa diz que se ele quiser ir até ao fim do mundo, ela vai com ele. No dia seguinte, o chef conta a Valentino o que aconteceu e partilha com ele a sua vontade de voltar para Itália e levar Marisa para que ambos estejam em segurança. Valentino aconselha-o a ir à polícia, mas Maximiliano recusa, afirmando que a polícia não o pode ajudar. Os dois amigos abraçam-se, emocionados.

Pedro chama Cila para falarem e pergunta-lhe o que é que faz com ela. Cila finge não perceber, mas Pedro diz-lhe que Sérgio foi muito claro e lhe disse para ele se afastar da rapariga. Cila responde que o irmão era incapaz de matar, mas Pedro diz que não gosta de ser ameaçado e que a vai despedir. Cila ameaça-o, dizendo que se ele a despedir ela conta a Constança que ele a violou. Contudo, Pedro não se deixa intimidar.

Maxi e Marisa anunciam que se vão embora por tempo indeterminado e despedem-se de toda a gente no restaurante. Todos ficam emocionados, principalmente André e Paula, que se sente culpada.

Clara vai a casa de Constança falar com ela e a amiga pede-lhe que minta e, se alguém perguntar, que diga que ela esteve com ela. Clara pergunta-lhe o que é que a levou a sair de casa, mas Constança recusa-se a envolve-la naquela história. As duas descem para beber um café e Clara vê Cila, que seguira Pedro desde o escritório. Cila agarra Pedro e beija-o à força. No entanto, quando Clara, chocada, os confronta, Cila diz que foi ele quem a tentou violar. Pedro contrapõe a história da rapariga perante Clara, Constança e Lara. Clara fica desfeita com a situação e Cila jura vingança. Já fora da casa, Clara pergunta a Cila o que realmente se passou e a filha confessa que se apaixonou e foi para a cama com Pedro. Clara mostra-se muito desgostosa. Ao ver Cila a chorar, Saul oferece-se para lhe dar boleia até casa. Antes de a rapariga sair, Saul beija-a num ímpeto, deixando-a surpreendida. Pedro reúne-se com Catarina e João para lhes dizer que comprou as ações de todos os sócios minoritários, detendo assim cinquenta e cinco porcento das ações da empresa. Os irmãos não se deixam abalar pela revelação e dizem que já pediram um gabinete para estarem mais presentes no grupo. Pedro apercebe-se da união entre os irmãos e fica irritado.

Saul vai à loja de frangos e mostra-se preocupado com a situação em que o pai está. Saul acaba por contar ao pai que é Pedro que está por detrás da denúncia anónima e Simão perde a cabeça, dizendo que vai a casa bater-lhe. Mas o filho chama-o à razão.

Pedro chama Sheila ao seu escritório e oferece-lhe dinheiro para ela fazer um aborto. Sheila leva o cheque consigo, mas responde que não vai fazer aborto nenhum e que aquele dinheiro são trocos, pois César fazia o dobro a vender droga. Pedro fica furioso coma lição de moral que Sheila lhe dá.

Cila apanha Sérgio a preparar-se para cheirar cocaína e pergunta-lhe desde quando é que ele anda metido naquilo. Sérgio conta-lhe a verdade e Cila desaba num pranto, dizendo que ele não pode dar aquele desgosto a Clara. Sérgio também chora, comprometido.

Simão liga a Constança e os dois combinam encontrar-se. Simão conta-lhe que Pedro sabe o que se passou entre eles e Constança não quer acreditar. Mas Simão vê-se obrigado a dizer-lhe que foi ele quem lançou o boato sobre o seu molho, deixando-a em choque.

Maneca observa à distância enquanto Marta e Paula conversam com Gilberto e eles lhes dá indicações sobre o que fazer. Paula está muito nervosa e quando Gilberto se afasta, ela pergunta a Marta se conseguiram gravar a conversa toda. Marta confirma.

[/tab]

[tab title=”Ep. 109″]

Constança está abalada com o que Simão lhe está a contar sobre Pedro, embora acredite que ele seja capaz de ter feito a denúncia. Simão diz a Constança que não sabe por que é que ela voltou para o marido e Constança confessa que foi por motivos mais fortes. Contudo, Simão diz-lhe não saber conviver com a mentira e vai embora, deixando Constança de rastos.

Nucha vai falar com Graciete e diz-lhe que está na hora do bairro retribuir a Simão tudo o que ele sempre fez. Assim, a população do bairro junta-se na loja de frangos e faz fila para comprar. Quando Simão chega, fica surpreendido ao ver tanta gente e Micael diz-lhe que teve de abrir as portas, antes que a população deitasse a loja abaixo. Simão fica muito emocionado com a atitude das pessoas e liga a contar a Amélia.

Salomé vê João e Patrícia a beijarem-se, carinhosos e fica muito abalada. Não resiste e, ao ver um traficante, decide comprar-lhe cocaína. Salomé consome a droga na casa de banho do palacete e cruza-se com Maria, que estranha o comportamento agitado da mãe. O traficante conta a Maneca que vendeu droga a Salomé e este diz a Sérgio, que se sente triste pela namorada. Sérgio pede a Maneca que os homens não lhe vendam mais nada, mas chefe avisa-o de que isso não vai servir de nada se ela quiser mesmo consumir. Sérgio não quer saber e mostra-se muito tenso. Maneca percebe que ele continua a consumir e alerta-o para ter cuidado

Salomé vai ao salão e diz a Patrícia para se afastar de João. Patrícia diz-lhe que nem vai ter aquela conversa com ela, mas Salomé diz-lhe que João a ama e vai amar sempre. A cabeleireira acaba por expulsá-la, muito transtornada.

Amélia vai à loja de frangos e fica muito satisfeita por ver que tem imensos clientes. Assim, a mulher de Simão prontifica-se a pôr ordem na loja e atender o máximo de clientes. Simão e Amélia conversam no escritório e ela diz-lhe que quer a loja da Pedra. Simão responde que ela só está a fazer aquilo para o magoar e Amélia defende-se com a traição.

Clara chega a casa, na esperança de encontrar Cila e vai ao quarto ver se as roupas da filha ainda lá estão. Cila surge e pede desculpas à mãe pelo disparate que fez. Clara pergunta-lhe por que é que ela foi trabalhar para casa de Pedro e Cila conta a verdade, fazendo com que a mãe se emocione. As duas fazem as pazes.

João vai buscar Patrícia para jantar e ela mostra-se fria com ele. Quando o namorado lhe pergunta o que se passa, a cabeleireira conta-lhe que Salomé fez um escândalo e a chamou de amante do marido. João fica chocado e Patrícia diz-lhe que ele tem de se definir e decidir se se separa de Salomé ou não. Até lá não vale a pena falarem.

Clara toma as rédeas da cozinha, enquanto Valentino lhe dá força. O dono do restaurante acaba por dizer que gostava de fazer parte da vida de Clara e ela fica atrapalhada e contente ao mesmo tempo.

Paula dá início ao seu plano e recebe Marta no restaurante, que está deslumbrante. Paula está visivelmente nervosa, enquanto vê um inspetor a oferecer uma garrafa de vinho a Marta. A noite corre como planeada e Marta e o inspetor saem do restaurante juntos. Paula liga a Gilberto a avisa-lo e este encontra-se dentro do carro a fotografar o suposto casal que sai do restaurante muito animado.

Pedro anuncia a Constança que agora está disposto a dar-lhe uma parte das ações. Contudo, Constança fica desiludida quando este lhe conta que será apenas quatro porcento, para que ele não perca a maioria das ações.

João chega a casa furioso e tem uma conversa séria com Salomé. A mulher diz-lhe que apenas estava a lutar pelo casamento deles, mas ele responde que é uma batalha perdida e que quer o divórcio. Salomé fica de rastos e João sai para ir ter com Patrícia.

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários