Resumos de Novelas

“Belmonte”: resumo de 30 de Setembro a 5 de Outubro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 6″]

João corre atrás de Paula, que quer ir embora, por não se sentir parte da família. João pede-lhe para reconsiderar. João agarra-lhe o braço com ternura e fala com Paula, dando-lhe apoio. Julieta observa-os furiosa e fica magoada com a atitude de João. Quando João retorna ao quarto, percebe que Julieta já não se encontra no seu interior e pela janela, vê Julieta em fuga, num cavalo. Pedro e Paula também assistem a tudo.

Na manhã seguinte, Julieta é acordada por Fernando, junto às margens de um lago. Julieta abalada e envergonha, desculpabiliza-se para com o caseiro, por ter levado o cavalo.

Mais tarde, ainda na estalagem, Gustavo apresenta Sofia a Alistair e tomam café, juntos. Sofia mostra interesse em fazer negócio com Alistair, caso faça uma boa proposta.

João procura Julieta em sua casa, mas Anabela que o encontra à porta de casa, pede-lhe para que a deixa sossegada.

No moinho, Leonor ao constatar a inércia dos pais e do casal hippie, propõem sugestões para que procurarem trabalho ou pensem num projeto para que possam obter sustento. Depois de algumas ideias, Rafael lembra-se de que sabe o ofício de chocalheiro e Íris vê uma possibilidade de negócio nessa habilidade. Todos ficam entusiasmados.

Entretanto, no restaurante vegetariano, Marta e Carol, têm a ideia de arranjar um vinho da região para apoiar o restaurante. Pensam nos vinhos Belmonte. Ficam animadas com a ideia e procuram João na Adega.

Depois da conserva com Alistair, Sofia pressiona Gustavo a fazer a convocatória para assembleia-geral no Grupo Belmonte, antes que José chegue do Brasil.

Enquanto João se ocupa em convidar Paula para ir ter com ele à adega, Joana recebe Marta e Carol, que querem ser recebidos pelo responsável. As sócias e amigas explicam a razão para a visita, mas Joana não se mostra disponível e chega a ser rude. Marta fica exaltada com a postura de Joana.

Na saída da adega, Marta e Carol dão de caras com o Padre Artur e encetam conversa. Joana aproxima-se do Padre Artur iniciando uma cena de ciúmes que é testemunhada por João. Padre Artur, percebendo o motivo e o equívoco de Joana tenta acalmá-la, mas acima de tudo, expressa-lhe, que sendo padre, Joana não pode sentir ciúmes nem amor romântico para com ele. Padre Artur consegue ser discreto, a ponto de Joana não perceber que ele já reparou nos sentimentos que nutre por si. Envergonhada, Joana desculpabiliza-se com o Padre Artur e com João.

Na estalagem, Susana pede para investigar o quarto de Laura. Acompanhada por Henrique, procura pistas que a levem à causa da morte da ativista.

Entretanto, na adega, João pretende desabafar com o amigo, quando Paula chega e os interrompe. Padre Artur consegue perceber pela forma como João olha para Paula, que existe uma grande empatia e tensão entre ambos. O padre retira-se. João pede para Paula lhe ajudar a selecionar os vinhos para a feira que se aproxima. Animados com a sinergia criada, combinam ir até Lisboa juntos. Paula fica em êxtase.

Em casa, Lucas descarrega algumas fotos de Luísa para o computador. Escolhe as mais bonitas e começa a preencher um formulário online para o concurso numa agência de modelos. Lucas submete a inscrição de Luísa, sem o seu conhecimento.

No interior do quarto de Laura, Susana com umas luvas vasculha os bens pessoais da vítima. Henrique corre para o seu computador na receção e espia Susana através da câmara escondida atrás do espelho. Susana descobre um papel com o nome «Belmonte», no interior de um bolso de umas calças de ganga. Susana fotografa o papel.

Em Lisboa, José voltou de viagem e encontra-se no escritório do irmão Carlos. José afirma que suspeita que o pai tenha sido assassinado e conta todos os pormenores a Carlos. José diz que desconfia que tenha sido Sofia e o seu advogado, Gustavo, os autores ou os mandantes do crime. No entanto, não conseguiu obter provas. José pretende confrontar Sofia, mas Carlos não considera um bom plano. Carlos conta ainda o sucedido no Parque Cinegético. Os dois irmãos são surpreendidos por Mário, que anuncia que Sofia convocou uma assembleia-geral.

João procura Julieta em casa dos Milheiro para resolverem os problemas em torno de Paula. Julieta mostra-se magoada e inflexível. João comenta que apenas nutre um afeto e carinho por Paula, mas num sentido fraterno. Julieta continua irredutível na sua postura. A conversa acaba sem uma solução e Julieta fica em lágrimas na sala, sob o olhar de Anabela e Miguel.

Nessa tarde, Susana procura Hugo, no Café Figueira, para lhe informar das novas pistas que encontrou após a visita ao quarto onde Laura esteve hospedada. Hugo lembra-se da presença de Marta e Carol na manifestação e Susana decide interrogá-las.

No restaurante vegetariano, Marta e Carol ainda a ultimar os preparativos para a inauguração, recebem a visita de Susana. Esta fica a saber que elas não conheciam bem Laura e que apenas tinham contacto pelo Facebook. Tinham em comum uma organização de defesa dos animais.

Em casa, no quarto, Sofia revela a Paula o seu interesse em vender o património Belmonte assim que entrar para a administração. Mas Paula não concorda com a ideia, deixando Sofia surpresa. Ao sair do quarto, Sofia depara-se com a chegada de José. Sofia e José trocam algumas palavras cínicas e José assume ter estado no Brasil. José, que pretende testar Sofia, afirma saber que a morte do pai não foi um acidente, foi sim um assassinato. Sofia olha José em choque, assim como Pedro, João e Lucas.

[/tab]

[tab title=”Ep. 7″]

Após a revelação de José, todos ficam atónitos, inclusive Sofia. José acusa Sofia de estar envolvida na morte do pai, assim como Gustavo, deixando Sofia revoltada. Sofia nega qualquer culpa e afirma investigar a causa da morte de Emílio. José, apesar de não ter provas, não tem qualquer dúvida de que Sofia é a culpada da morte de Emílio. João ainda lhe tenta chamar à razão, mas a conversa entre os irmãos é interrompida por D. Maria.

Na sala, Paula, ainda chocada com as afirmações de José, questiona a mãe sobre a possibilidade de Emílio ter sido assassinado. Sofia garante à filha que irá investigar a situação.

Em casa dos Milheiro, Anabela tenta apaziguar Julieta, que ainda está inconsolável no quarto, a chorar. Anabela consegue mesmo inspirar a enteada, que depois de reconfortada, fica mais animada e clara em relação à atitude a tomar com João.

Entretanto, Miguel procura as raízes de Sofia, em Évora. Depois de investigar em todas a escolas, percebe que esta nunca foi professora primária. Depois de passar em frente de um bar de stripp, lembra-se de onde conhece Sofia.

Sofia procura Gustavo no bar da estalagem. Sofia relata as acusações de José. Explica que José obteve o testemunho de uma polícia, que relatou não haver marcas do capotamento do carro de Emílio. Gustavo mostra-se igualmente surpreso, quer pelas descobertas de José no Brasil, quer pelas acusações de homicídio feitas a ele e Sofia.

Mais tarde, nesse dia, em casa dos Belmonte, os cinco filhos adotivos de Emílio, estão reunidos com Mário. José insiste na teoria de Sofia é a culpada da morte do pai, enquanto João mostra-se relutante e cauteloso, por não haver provas consistentes acerca da teoria de José. A conversa entre os irmãos é novamente interrompida, desta vez com a visita de Julieta.

João e Julieta conversam. Julieta desculpabiliza-se com João pela forma intempestiva como saiu de casa dele. Confessa os ciúmes que sente de Paula. João reafirma o amor que sente por Julieta. O casal faz as pazes, revelado por um beijo e João acaba por convidar Julieta a jantar em sua casa.

Na estalagem, os inspetores da judiciária fazem uma peritagem forense ao quarto onde Laura esteve instalada, sob os olhares atentos de Hugo e Susana. Entretanto, Hugo cada vez mais intrigado, decide juntamente com Susana, que deve ir a Lisboa falar com alguém da ONG a que Laura pertencia. Susana pede para que este seja discreto. Enquanto, ambos conversam no parque de estacionamento da estalagem, Henrique está na receção a ver a imagem da câmara de vigilância do estacionamento.

Nessa noite, os Belmonte jantam todos juntos, à exceção de José, que decide jantar fora. Na sala, Sofia mostra-se ainda incomodada pelas acusações de José. Julieta, tenta fazer um esforço, seguindo o conselho de Anabela, mostrando-se simpática com Paula, que se mostra reticente, mas não nega o diálogo. João ao constatar o esforço de Julieta, fica satisfeito e feliz por ver Julieta e Paula a conversarem.

José decide jantar no Café Figueira. Beatriz troca olhares sedutores com José, mas tenta ser discreta, pois a empregada Nucha, ainda se encontra a trabalhar. Frustrada com a barreira que Nucha lhe impõe, manda-a para casa mais cedo, para ficar com José a sós.

Na estalagem, Gustavo fala com a funcionária do registo civil no Brasil, a quem pediu para investigar a polícia que deu as informações a José. A funcionária subornada por Gustavo conta que a polícia teria sido despedida por ser ninfomaníaca. Gustavo fica radiante com as notícias.

Beatriz chega a casa depois de ter estado com José. Entre em casa com um sorriso, quando percebe que se esqueceu do marido e do filho. Joaquim mostra-se irritado com o desprezo dado pela mulher, principal ao filho de ambos.

Nessa madrugada, Flip e Rafael decidem plantar nos terrenos do parque cinegético dos Belmonte. Rafael apesar de não saber o que está a plantar, Flip garante-lhe que vai plantar apenas ervas medicinais e batatas.

No quarto, Inês desabafa com Carlos, mostrando-se carente e só. Pressiona o marido para passar mais tempo com ela e Carlos anui ao pedido e, inclusive expressa a vontade de ter um filho, deixando Inês surpresa e imensamente feliz. Pós essa revelação de Carlos, os dois envolvem-se num beijo crescentemente apaixonante.

Na manhã seguinte, enquanto Carol e Marta preparam tudo para a inauguração do restaurante, em casa dos Belmonte, Julieta ouve às escondidas uma conversa de João ao telefone, combinando um encontro para essa tarde. Ali perto, na herdade, Paula convida Luísa para um passeio a cavalo. Durante o passeio, Luísa desabafa com Paula, sobre o excessivo controlo do pai e Paula decide que irá conversar com o Fernando, deixando Luísa radiante. As duas começam a criar um laço. Enquanto Paula conta a sua experiência a viver no Pantanal, revê na sua mente uma memória antiga, em que o pai lhe conta como conheceu Sofia num baile de Verão, em Évora.

Simultaneamente, na sala dos Belmonte, Sofia, João, José e Carlos ouvem o que Gustavo tem a dizer. Gustavo descredibiliza as afirmações de José, mostrando alguns recortes de jornais brasileiros que confirmam que a mulher polícia fora expulsa das forças de segurança por ser considerada ninfomaníaca. José fica furioso e ofende Gustavo e Sofia, mas João tenta defende-los e Carlos tenta acalma-lo. João farto da discussão, abandona a discussão, saindo de casa com Julieta. Gustavo e Sofia, também, cansados do comportamento errático de José, saem de casa, rumo à estalagem. Carlos tenta apaziguar José, dizendo-lhe que irá tomar conta da situação relacionada com Sofia e Gustavo.

Nos estábulos, Lucas fotografa Luísa a chegar a cavalo com Paula. Luísa pede para Lucas não a fotografe e mostra-se distante. Lucas fica chateado e acaba por responder mal a Paula, que testemunha a situação entre Lucas e Luísa.

No restaurante vegetariano, Marta e Carol, sem clientes, começam a desanimar e por em causa a viabilidade do projeto.

Ao mesmo tempo, na estalagem, Gustavo e Sofia ainda a recuperar da discussão com José, conversam sobre o facto de Sofia não vender a sua parte do património Belmonte. Gustavo não compreende e tenta demovê-la dessa ideia. Durante a conversa, Gustavo revela a sua vulnerabilidade e fragilidade para com Sofia, que apesar de desinteressada, parece aproveitar-se desses sentimentos. Quando Sofia abandona a estalagem, Miguel aborda-a, dizendo que se lembrou, de quando e onde a conheceu. Sofia fica apreensiva, mas dá-lhe a palavra. Miguel afirma que esta nunca foi professora primária em Évora e que se lembra de Sofia trabalhar num bar de alterne que Emílio frequentava. Perante o sarcasmo de Miguel, Sofia fita-o gélida.

[/tab]

[tab title=”Ep. 8″]

Sofia revela-se temerosa e atónita com a recordação de Miguel. Sofia tenta esquivar-se, alegando que Miguel está a confundi-la. Mas Miguel com toda a certeza aproveita para chantageá-la e obter uma parte no grupo Belmonte. Pretende, que Sofia após assumir a administração o nomeie para entrar no grupo, em troca ele mantém o segredo. Sofia fica possessa com Miguel.

Depois da noite apaixonante, Carlos e Inês, passam algum tempo juntos na piscina da herdade. Inês mostra-se radiante com a sugestão lançada por Carlos no dia anterior. Há muito que Inês queria ter filhos e passar algum tempo com o marido. No interior da casa, Paula estuda os catálogos dos vinhos Belmonte, para se preparar para a feira, mas surge-lha a ideia de visitar a campa do pai e procura Sofia para convida-la. No quarto de Emílio, cansada e deitada na cama, Sofia recusa o convite de Paula, dizendo que está com uma forte enxaqueca por culpa de José, mas na verdade, não é apenas os problemas com José que lhe absorvem o pensamento, é também a recente chantagem de Miguel.

Entretanto, João leva Julieta num passeio, cujo destino é surpresa. Julieta mostra-se curiosa, mas João não cede ao constante questionamento, durante a viagem de carro. Quando chegam, Julieta, radiante, percebe que João preparou uma viagem num balão de ar quente. Julieta e João partilham a vista, deslumbrados, quando João aproveita a oportunidade para dar o anel de noivado a Julieta, algo que nunca acontecera, por conta da interrupção da festa de noivado devido à morte de Emílio. Julieta perante o gesto emociona-se e partilham um momento de cumplicidade e emoção.

Em casa da família de Julieta, Miguel chega a casa radiante, beijando Anabela de fogosamente. Esta questiona sobre o bom humor, mas Miguel disfarça, não revelando a origem da felicidade, fruto da chantagem a Sofia.

No restaurante vegetariano, Carol e Marta preparam-se para servir o jantar, mas ainda se encontram frustradas por não terem tido clientes no almoço de inauguração. Continuam ainda esperançosas que o Padre Artur apareça, pois este tinha prometido comparecer. Durante os preparativos, o telefone Carol toca. Reticente e com algum medo, Carol atende o telefone ao filho. Poucos minutos depois, Marta vê Carol desligar e procura saber o sucedido, mas Carol opta por não falar nada com amiga, dizendo-lhe, que não se sente preparada para desabafar sobre um assunto complicado. Marta aceita, respeitando a posição da amiga.

Após a viagem de balão, João tem a ideia de visitar a campa do pai e convida Julieta para o acompanhar. Julieta compreensiva e amistosa com o noivo, aceita acompanhá-lo. O casal dirige-se para o cemitério. Subitamente, à chegada do jazigo Belmonte, deparam-se com a presença de Paula. Julieta tenta reprimir os ciúmes que sente ao perceber a cumplicidade entre João e Paula. Após o silêncio de homenagem ao pai, João convida Paula a conhecer a pedreira da família, juntamente com Julieta. Paula aceita, ainda que contrariada pela presença de Julieta. Durante a visita à pedreira, Paula repara no anel de Julieta, que propositadamente o ostenta. Paula incomodada abandona a visita à pedreira com a desculpa de ir cuidar da mãe que se encontra em casa com uma enxaqueca. João e Julieta percebem o estranho comportamento de Paula. João fica discretamente preocupado com Paula.

No quarto, com a mãe, Paula expressa ter vontade de vender a sua parte do grupo Belmonte, ainda transtornada com o episódio do noivado de João e Julieta. Sofia é surpreendida pela vontade da filha, que pouco tempo antes, tinha-se mostrado completamente contra a venda do grupo Belmonte. Sofia impaciente confronta a filha para saber o que quer verdadeiramente, mas Paula mostra-se confusa e sai do quarto, deixando Sofia perplexa.

No dia seguinte, na estalagem, Sofia invade o quarto de Gustavo. Sofia avança sedutoramente sobre Gustavo, beija-o e despe-o. Gustavo, ainda que surpreso e sem perceber a razão do comportamento de Sofia, deixa-se levar e rende-se ao momento, apaixonado por Sofia.

Na cozinha Belmonte, Paula e José tem finalmente um encontro inusitado durante o pequeno-almoço. José tenta confrontar Paula, que não vacila com medo. José questiona, novamente, sobre a veracidade do casamento de Emílio e Sofia, bem como sobre a dificuldade de aceitá-las em sua casa. Paula mostra-se à altura do confronto e explica-lhe que para ela também foi surpreendente e difícil aceitar a existência de uma outra família. José reconhece Paula como uma adversária à altura.

Na receção, Henrique espia os hóspedes através das diversas câmaras espalhadas pelos quartos, quando subitamente se depara com a imagem de Sofia, em frente ao espelho a vestir-se e Gustavo em tronco nu em cima da cama. Após o momento apaixonante entre ambos, Gustavo tenta abraçar Sofia, enquanto esta se arranja em frente ao espelho, mas esta repele o abraço. Em seguida, Sofia pede a Gustavo que investigue Miguel Milheiro. Gustavo tenta perceber a razão da investigação, mas Sofia não adianta pormenores, apenas que quer alguma informação que o faça parar de a intimidar. Gustavo anui, ainda envolvido pelo calor do momento vivido com Sofia.

Durante a missa de sétimo dia, o Padre Artur discursa sobre a vida de Emílio. Paula emocionada relembra-se dos momentos vividos com pai no Pantanal, enquanto, João, também ele consumido pela emoção, relembra alguns momentos vividos com o pai, no Alentejo. João e Paula trocam olhares empáticos durante a cerimónia. Por outro lado, Miguel troca alguns olhares intimidantes com Sofia.

Depois da cerimónia e após insistência de Rosário, Lucas mostra-lhe as fotos que tirou no castelo. Enquanto, Lucas está distraído e Rosário visiona, narcisista, amente as suas fotos, repara que Lucas recebe um email sobre um concurso de modelos, aviando que Luísa Ferreira ficou apurada como finalista. Rosário ao constatar a notificação do concurso fica furiosa. Irritada, Rosário aborda Luísa, começando num ataque verbal ao qual Luísa não responde, de tão surpresa que está. D. Maria percebendo o confronto, puxa Luísa para a cozinha e tenta reconfortá-la. Paula também procura apaziguar Luísa, que entretanto é invadida por um choro impulsivo. Luísa desesperada, volta a reafirmar a vontade de sair dali para ir estudar. Entretanto, Lucas também, tenta confortá-la e com esse intuito dá-lhe a surpreendente notícia, de que é finalista num concurso de modelos. Luísa fica furiosa por este ter feito tudo à sua revelia, zangada vira-lhe as costas. A atitude de Luísa deixa Lucas devastado.

Fernando, ao ver a filha sair de rompante de casa, pretende ir atrás dela, mas Paula e João tentam intervir e chamá-lo à razão para a necessidade de Luísa sair do Alentejo para estudar, mas Fernando não percebendo fica enraivecido com a intromissão dos patrões.

Durante a ausência de João, Pedro aproveita para envenenar Julieta. Aguçando o ciúme desta por Paula, mas Julieta resiste perante Pedro, percebendo as suas intenções.

Nessa noite, levado pela tristeza que Luísa lhe causou ao recusar a sua ajuda, com a candidatura surpresa para o concurso de modelos, Lucas sai à noite e afoga as mágoas no álcool. Lucas cria uma situação escandalosa, chamando desesperadamente por Luísa. Fernando decide afastar Lucas apontando-lhe uma caçadeira, enquanto Luísa assiste a tudo lavada em lágrimas. Entretanto, João acorre e consegue acalmar a situação levando o irmão para casa são e salvo. Quando chega à cozinha, Lucas adormece com a cabeça em cima da mesa da cozinha. D. Maria que também foi acordada pelos gritos de Lucas tenta ajudar João com o irmão, mas acaba por mostrar a sua preocupação pelo possível envolvimento entre Lucas e Luísa. João, ao perceber que D. Maria está a esconder algo, pressiona-a a falar, quando, para espanto de João, D. Maria admite finalmente, temer que Lucas seja irmão de Luísa. João fica incrédulo com a revelação da empregada.

[/tab]

[tab title=”Ep. 9″]

João está chocado com o que acabou de ouvir da empregada. D. Maria não tem provas, mas conta a João, que Lucas foi adotado durante um determinado período em que Fernando e a sua mulher estiveram separados. João considera suspeito, mas sem provas mantém-se imparcial.

De manhã, João fala com Fernando, que aceita mandar a filha para Lisboa, para estudar, mas apenas com a promessa de que João não deixará Lucas chegar perto de Luísa. João e D. Maria ficam perplexos com o pedido de Fernando.

Na adega, João oferece o gabinete de Emílio para Paula se instalar temporariamente. Mais tarde, João recebe a visita de um inspetor da PJ, para investigar a morte de Laura. João é surpreendido pela revelação do inspetor, dizendo que Laura estava a tentar desmascarar uma rede de tráfico de mulheres para prostituição, fazendo se passar por defensora dos animais.

Nessa manhã, José encontra-se sorrateiramente com Beatriz, em sua casa. Depois de se envolverem, José mostra-se cruelmente distante, deixando Beatriz magoada. José afasta-a depois de perceber que Beatriz espera mais do que sexo da parte dele.

Ainda reunido com o inspetor da PJ, João reage mal às questões e insinuações, que dão a entender que alguém dos Belmonte é o culpado da morte de Laura. Por fim o agente remata, perguntando a João onde esteve na noite em que soube da morte de Emílio. João fica incrédulo com a questão.

Numa esplanada, Hugo encontra-se com uma colega da ONG, para quem Laura trabalhava. Durante a conversa a rapariga não lhe dá muitas informações mas fica impressionada com a perspicácia de Hugo.

Na cozinha, Sofia tenta saber através de D. Maria, em que ano Lucas foi adotado, mas a empregada fica na defensiva dizendo que não se lembra. Sofia fica frustrada com a atitude esquiva de D. Maria.

No moinho, Íris, Flip, Rafael e Filomena contam o dinheiro que conquistaram na feira. Ficam agradados. Flip, fica surpreso, quando Íris admite, que quando viviam na cidade eram sustentados pelos pais dela. Flip fica atónito com a revelação.

No restaurante vegetariano, Marta e Carol, recebem finalmente a visita do Padre Artur e ficam radiantes. Padre Artur é o primeiro cliente após a inauguração. Também recebem a visita de Íris para almoçar. João, Joana e Paula decidem também almoçar no restaurante de Carol. As duas amigas ficam animadas com a súbita clientela. Para não ficar sozinha, juntam Íris ao almoço de grupo.

No estábulos, Lucas que esperava encontrar Luísa, depara-se com Fernando. Lucas aproveita para lhe pedir desculpas pelo escândalo da noite anterior, mas Fernando mostra-se rude e exige que Lucas se afaste de Luísa. Lucas fica irritado. Fernando vira-lhe as costas quebrando mais diálogo.

No bar da estalagem, Sofia encontra Gustavo. Gustavo conta o que descobriu sobre Miguel Milheiro. Não existe nada que comprometa Miguel. Sofia e Gustavo tentam conspirar uma outra forma de intimidar Miguel. Ao longe Henrique observa Sofia e Gustavo a conversarem.

Depois do almoço com o grupo no restaurante vegetariano, João decide visitar o Orfanato onde a mãe foi voluntária. Nessa tarde, João conta as suas descobertas a D. Maria. João fica a saber que Lucas nunca esteve no orfanato e, que Emílio fez a adoção diretamente. D. Maria conta que a mãe de Luísa morreu quando Lucas tinha cerca de um ano e meio. João só tem duas soluções para descobrir a verdade, ou Fernando conta o que sabe, ou Luísa e Lucas fazem um teste de ADN. D. Maria fica apreensiva com as duas hipóteses.

Em Lisboa, Hugo continua reunido com a rapariga da ONG, que decide levá-lo a alguns bares de strip mostrando-lhe o ambiente onde se encontram as vítimas que tentam resgatar. Hugo distrai-se a fotografar, quando se depara com Carlos na sua objetiva, acompanhado com outro homem, Francisco Fernandes. Hugo tira-lhe fotos, suspeitando que possa ser Carlos, quem esteja envolvido na morte de Laura.

[/tab]

[tab title=”Ep. 10″]

Hugo revê as fotografias que tirou de Carlos e começa a elaborar uma nova teoria. Hugo desconfia que alguém possa ter morto Laura para incriminar ou chantagear Carlos.

No restaurante vegetariano, João e Julieta jantam juntos. Durante o jantar João diz-lhe que já não faz sentido adiarem o casamento. Julieta fica inicialmente em pânico, com o facto de faltarem apenas 15 dias para a data estipulada e não ter sequer vestido mas depois fica radiante, repleta de felicidade.

Quando regressa de Lisboa, Hugo encontra-se com Susana para lhe contar as suas descobertas. Hugo mostra Carlos Belmonte na companhia do dono de um clube de strip que está envolvido numa rede de tráfico de mulheres.

Paula tem um pesadelo com Emílio. Paula sonha com a explosão do carro do pai, na estrada do Pantanal.

Fernando conta a João que Lucas é filho legítimo de Emílio com uma estrangeira. Quando João conta a D. Maria, Sofia que está escondia, ouve a conversa. Sofia interrompe a conversa, deixando João incomodado. Sofia está furiosa com o que acabou de descobrir sobre Emílio.

João revela a Sofia, que de todos os filhos adotivos, apenas José quis saber quem eram os seus pais biológicos. Quando Sofia tenta saber sobre este assunto, João não conta mais nada. Sofia fica curiosa. João conta ainda que a mãe de Lucas poderá ter sido uma comissária de bordo brasileira.

Miguel vai a casa dos Belmonte, ameaçar Sofia mais uma vez, colocando-lhe a mão no pescoço e apertando-o. Sofia fica sem ar e cheia de ódio.

Gustavo encontra-se com um individuo sinistro, a quem Sofia passa uma mensagem. Gustavo, a pedido de Sofia contrata os seus serviços.

João aconselha Lucas a afasta-se de Luísa, para não irritar Fernando, mas Lucas recebe mal o conselho e vira as constas a João.

O Padre Artur mostra a João como consegue descontrair quando está tenso. João fica surpreso, por descobrir que o seu amigo Padre pinta nas horas vagas.

João, Paula e Joana vão a Lisboa para participarem na feira de vinhos. Paula fica deslumbrada com a cidade de Lisboa.

Pedro atrai Julieta aos estábulos dos Belmonte, sob o falso pretexto de um dos animais estar doente. Pedro aproveita a presença de Julieta, para envenená-la em relação a João. Pedro quer apostar que se João se envolver com Paula em Lisboa, Julieta se irá vingar dele mais tarde. Julieta fica chocada com o pedido de Pedro. Julieta não cede às provocações de Pedro e disfarça o ciúme que sente Paula com João.

Rosário envia algumas fotos de biquíni para um concurso de modelos. Rosário quer competir e obter melhores resultados que Luísa.

Luísa encontra Lucas, sem que ninguém saiba. Luísa conta-lhe que talvez vá para Lisboa estudar, mas que se isso acontecer, nunca mais verá Lucas. Lucas fica atónito com essa possibilidade. Em seguida, Luísa fica interessada em saber se ganhará algum dinheiro com o concurso de modelos, de forma a poder se sustentar em Lisboa. A conversa entre os dois, deixa Lucas sem palavras, mas também louco de desejo.

Depois da feira de vinhos, João leva Paula a conhecer Lisboa, seguindo um roteiro de Fernando Pessoa.

No parque cinegético, Miguel leva um tiro do indivíduo sinistro que falou anteriormente com Gustavo. Depois de lhe dar um tiro, o indivíduo transmite-lhe o recado de Sofia, dizendo para a deixar em paz ou alguém sofrerá as consequências.

No final da visita por Lisboa, João surpreende Paula levando-a ao teatro, para ver a peça de teatro. Paula fica em êxtase e abraça João. João também a abraça. Os dois, não resistem e beijam-se.

[/tab]

[tab title=”Ep. 11″]

Depois de se beijarem, João afasta-se de Paula. João diz que não pode negar o que sente por Julieta e Paula mostra compreensão. João explica a Paula, que desde que soube que há fortes possibilidades de Lucas ser filho biológico de Emílio, tem pensado, se também ele ou outro dos irmãos possa ser. Paula fica petrificada com a hipótese lançada por João.

Miguel está no hospital depois de ter sido atingido pelo individuo a mando de Sofia. Miguel não conta nada à polícia.

Quando chegam ao hotel, Paula e João estão constrangidos. Sofia consegue sentir a tensão entre os dois. Paula tenta evitar João.

O Hugo vai até casa de Susana e encontra-a, bêbeda, deprimida, com um aspeto descuidado. Hugo fica chocado com o estado de Susana, mas tenta falar com ela. Susana desabafa com Hugo sobre as suas frustrações. Hugo tenta incentiva-la com a investigação da morte de Laura, mas Susana está mergulhada na tristeza e continua a beber.

Depois de ter sido rejeitada por José, Beatriz chega a casa chateada e descarrega em Joaquim. Depois de Joaquim adormecer o filho, tenta confrontar calmamente Beatriz sobre o seu mau-humor constante, mas Beatriz exalta-se e dá um estalo em Joaquim. Escondido e sem que os pais percebam, António assiste à discussão, com um ar infeliz e sentindo-se culpado. Joaquim fica imóvel, abalado pelo estalo. Nessa noite, Joaquim dorme no sofá e António junta-se a ele mais tarde.

Rafael comenta com Filomena, que acha que Flip plantou droga nos terrenos dos Belmonte, com o pretexto de que se trata de uma planta medicinal. Filomena e Rafael ficam preocupados.

Paula conta a Sofia que está apaixonada por João e que tema ser irmã de sangue de João. Sofia tenta acalmá-la, mas Paula só pensa em fazer um teste de ADN para tirar qualquer dúvida. Sofia fica séria e apreensiva perante a ideia do teste.

Na manhã seguinte, quando Beatriz chega ao café, vê José a conversar animado com a sua empregada, Nucha. Enciumada, Beatriz despede Nucha. Nucha fica paralisada com o súbito despedimento. Beatriz acusa falsamente Nucha de roubo. Padre Artur ainda tenta apelar, para que Beatriz tenha mais calma, mas Beatriz mantém o despedimento. Nucha vai embora.

Depois de Rafael recolher algumas folhas da planta de Flip, Filomena e Rafael fazem um chá para provar.

Sofia faz uma visita ao escritório de Carlos. Depois de não ter recebido todos os relatórios de contas pedidos, Sofia confronta Carlos. Este tenta se desculpar. Sofia, maldosa, começa a insinuar que um possível autor da morte de Emílio, só poderia ser alguém que tivesse algo a esconder. Sofia faz a relação da morte de Emílio com a falta dos relatórios de contas da empresa de Carlos. Carlos fica chocado e irritado com a insinuação de Sofia. O ambiente fica tenso. Sofia insinua que Carlos poderá ter morto Emílio.

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários