Resumos de Novelas

“Belmonte”: resumo de 21 a 25 de Outubro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 22″]

Inês olha para o soutien e decide mentir, dizendo que o soutien é seu. Julieta pede desculpa a Inês por se ter intrometido no seu casamento. Inês fica constrangida mas tenta acalmar Julieta sobre o equívoco. Fica um silêncio constrangedor entre as duas.

Julieta visita João na adega e repara no seu lábio magoado. João mente e não lhe conta sobre a luta com Pedro. Julieta conta as novidades que aconteceram em Lisboa e mostra-se desconfiada de que Carlos tem uma amante. João fica surpreso mas aconselha Julieta a não se intrometer entre Carlos e Inês.

Depois de se envolverem, enquanto Raquel se veste, Carlos conta-lhe da existência de Paula e Sofia e de como teme que estas vendam o grupo Belmonte. Raquel ouve atentamente.

Em casa dos Milheiro, Pedro encontra-se com Rosário para lhe pedir que conte a Julieta sobre a discussão entre ele e João. Pedro pede ainda para Rosário dizer que o motivo é Paula. A jovem concorda em fazer o favor a Pedro.

No restaurante vegetariano, Carol, Marta, Flip e Íris preparam os cartazes para a manifestação contra as touradas, no dia da reabertura da nova praça de toiros. Hugo e Lucas já colocaram disponível no Aquém-Tejo a reportagem sobre a manifestação.

Na Adega, Sofia tenta influenciar novamente a filha para aceitar vender o parque cinegético. Paula diz estar relutante porque trata-se do legado do pai. Sofia aproveita para se vitimizar e diz que Paula está mais afastada dela. Sofia tenta fazer a cabeça de Paula dizendo que Emílio privilegiou mais os irmãos do que Paula. Paula não se deixa influenciar e pede para ver os relatórios de contas do parque, antes de tomar uma decisão. Paula e Gustavo aceitam conceder-lhe os dossiers.

Em casa dos Milheiro, Rosário provoca a conversa com subtileza contando a Julieta que teve conhecimento que João e Pedro andaram à pancada por causa de Paula. Julieta estranha a novidade mas lembra-se que João tinha o lábio ferido. Julieta tenta desvalorizar o assunto perante Rosário mas a irmã mais nova percebe que conseguiu destabilizar Julieta.

Em casa, João surpreende o irmão mais novo convidando-o para padrinho de casamento. Lucas estranha, não percebendo a razão de João já não querer que seja Pedro. Lucas aceita o convite mas primeiro tenta certificar-se de que João continua apaixonado por Julieta. João percebendo que se trata novamente, sobre o alegado interesse em Paula, reage de forma defensiva. Lucas tenta desanuviar o ambiente.

Padre Artur volta a procurar Beatriz no seu café para falar sobre António e como este está traumatizado. Beatriz recusa-se a falar com o Padre e mais uma vez bloqueia a intervenção de Artur. Este sai frustrado por não conseguir interceder por António.

Julieta confronta João por lhe ter mentido acerca do ferimento no lábio. João hesita mas acaba por contar que está farto dos insultos a Paula e que quis pôr um limite. Julieta ouve-o pouco comovida.

Na sacristia, Padre Artur recebe a inusitada visita de Beatriz. Beatriz confronta Padre Artur com o intuito de descobrir o que António viu. Inicialmente Padre Artur diz-lhe que há algumas coisas que as crianças não devem ver. Esta frase deixa Beatriz em pânico mas por fim Padre Artur diz que António viu Beatriz agredir Joaquim. Beatriz ao perceber que este é o único facto que António tem conhecimento fica mais aliviada e sai a rir da igreja, sem dar mais justificações. Padre Artur fica chocado com o comportamento de Beatriz.

Beatriz segue para casa raivosa, quando entra porta dentro depara-se com António e Joaquim. Irritada, Beatriz insurge-se contra o filho. Joaquim percebe que a mulher está irritada por António ter contado ao Padre que lhe bate. Beatriz chama o marido de parasita diante do filho. António ao ouvir outra discussão, sai de casa a correr e a chorar. Joaquim fica apreensivo e sai atrás dele. Joaquim consegue chegar perto do filho e impede-o de fugir para mais longe.

Em casa dos Belmonte, João reúne toda a família para anunciar que acha impraticável viverem todos debaixo do mesmo teto. João pretende ir viver com Julieta para outra casa assim que casarem mas apela a que todos encontrem alternativas pois não podem viver em conflito. Lucas, José e Pedro olham para João estupefactos. Sofia fica ansiosa.

[/tab]

[tab title=”Ep. 23″]

José não aceita sair de casa e expressa a sua intolerância pela presença de Sofia, dizendo que deveria ser ela a sair da casa dos Belmonte. José aceita Paula mas não Sofia. Sofia fica ofendida e diz que não irá sair da casa Belmonte. João fica ainda com mais certezas de que não pode permanecer numa casa onde há tantos conflitos e anuncia que até ao casamento ficará instalado na estalagem dos Craft. Paula fica triste com a notícia mas tenta controlar a sua reação. Por fim, antes de abandonar a sala, João anuncia que será Lucas o seu padrinho de casamento. Pedro fica chocado com o que ouve e fita Lucas.

No quarto, Paula está pensativa e cabisbaixa com saída de casa de João. Paula não percebe o seu afastamento. Sofia diz à filha que acha que João está a fugir dela porque se sente atraído e é a única forma de não trair Julieta. Paula fica ainda mais confusa com as palavras da mãe. Sofia aproveita para incentivar Paula a concordar com ela na venda do grupo Belmonte para poderem fugir de toda a instabilidade e confusão gerada pelos irmãos. Paula fica pensativa. Sofia fica confiante na sua artimanha.

Na estalagem, Ana é surpreendida pela entrada de João e prepara tudo para que João se instale num dos quartos. Hugo assiste desconfiado ao check-in.

Pedro ouve Inês a contar o entusiasmo de Julieta nos preparativos do casamento. Pedro confessa a Inês que acha que João não será um bom marido para Julieta. Inês fica perplexa com as palavras de Pedro.

Pela manhã, João confronta Gustavo perguntando porque está reunido com Alistair e com os relatórios de contas do parque cinegético abertos em cima da mesa. Gustavo responde que João irá perceber tudo na reunião do conselho administrativo através de Sofia.

No seu escritório em Lisboa, Carlos recebe de Mário um bloco de notas pessoais de Emílio. Depois de ler o bloco, Carlos decide ir mais cedo para Estremoz levando consigo o bloco. Em seguida telefona a Miguel anunciando que o vai visitar. Miguel fica intrigado com a visita pois a última vez que recebeu Carlos em sua casa, era ele ainda uma criança.

Enquanto, toda a população lê o ultimo artigo do Aquém-Tejo sobre o restaurante vegetariano de Mara e Carol, o Padre Artur tira algumas fotografias e concede uma entrevista a Hugo para ajudar o jornal digital no próximo artigo.

No colégio, António, Ivo e Leonor começam a planear a sua fuga em conjunto. António e Ivo influenciados pelos problemas em casa mostram-se animados com a ideia mas Leonor está reticente pois não tem motivo para fugir de casa. Leonor só quer ajudar os amigos. António e Ivo não se apercebem da falta de entusiasmo da amiga.

No restaurante vegetariano, as amigas recebem José, Lucas, Hugo, Padre Artur e Inês para almoçar. Marta conversa com José, ainda com insinuações de que este é herói e que tem um aspeto forte. José estranha mas acha-lhe graça. Carol observa a interação entre Marta e José e fica desagradada com o flirt. Pedro e Inês entreolham-se, achando a conversa estranha

Na adega, Paula diz a Sofia que não irá apoiá-la na venda do parque cinegético. Sofia fica irritada e afirma que Paula a traiu. Esta responde que não consegue vender algo tão importante para João e Pedro. Sofia mostra-se magoada e vira-lhe as costas. Paula fica sem reação.

Em casa, Miguel recebe a visita de Carlos que lhe mostra o bloco de notas de Emílio a Miguel. Miguel reconhece o bloco e fica tenso. Carlos diz que descobriu o valor que Miguel devia a Emílio e que ninguém tinha conhecimento. Miguel fica estático e sem palavras. Carlos acrescenta que encontrou a nota de dívida assinada, quer por Emílio quer por Miguel. Carlos sorri para Miguel que está numa expressão de perplexidade e medo.

No gabinete, Julieta beija João assim que ele lhe diz que concorda em procurar uma casa para ambos morarem depois do casamento. Julieta está muito feliz.

Entretanto, Carlos diz a Miguel que pretende que este lhe pague metade da dívida e que a restante fica saldada. Miguel, humilhado, responde que está falido e que não tem como lhe pagar a dívida nem mesmo uma propriedade. Carlos fica em choque com a situação de Miguel. Depois do silêncio entre ambos, Miguel quebra-o com uma ideia e comenta com Carlos que tem um segredo tão importante para os irmãos Belmonte, que pode saldar a dívida. Carlos fica sem perceber e dúvida da importância do segredo. Miguel aguça-lhe a curiosidade dizendo que o segredo valeu-lhe o tiro na perna. Carlos fica curioso…

[/tab]

[tab title=”Ep. 24″]

Carlos aceita o acordo mas com uma salvaguarda. Para além do segredo, Miguel fica-lhe a dever um favor. Miguel aceita, percebendo que é o negócio mais favorável. Carlos recosta-se na cadeira para ouvir a história por detrás do tiro.

Na adega já está tudo pronto para a apresentação e prova de vinhos. A sala está engalanada e os convidados preenchem o espaço. Na festa, Paula recebe alguns dos convidados enquanto João é anfitrião para o Presidente da Câmara. Lucas tira algumas fotografias do evento, enquanto Hugo aponta tudo para a próxima reportagem do Aquém-Tejo.

Miguel conta a Carlos que Sofia era stripper numa casa de strip em Évora. Carlos rejubila com o que ouve mas ao mesmo tempo está surpreso com o calibre de malvadez de Sofia. Carlos rasga as folhas do bloco contendo o valor da dívida, dando-a como saldada. Miguel fica satisfeito. Carlos sai em direção à prova de vinhos.

Em casa, Carol mostra-se preocupada com Marta por irem à prova dos vinhos. Carol teme que Marta tenha uma recaída e ponha em causa a recuperação do seu problema de alcoolismo. Marta tenta descansar a amiga dizendo que está sempre rodeada de álcool no restaurante e que não tem sido um problema. Carol fica mais calma e as duas saem de casa.

No café, Beatriz deambula de um lado para outro, irritada. Está chateada por não ter sido convidada para a prova de vinhos na adega dos Belmonte. Entretanto, para aguçar a sua inveja, Beatriz vê Marta e Carol saírem para a festa todas arranjadas e fica ainda mais possessa. Beatriz age impulsivamente e decide ir arranjar-se para a festa e aparecer na prova mesmo sem ter sido convidada. Beatriz abandona o café deixando Filomena espantada com a reação da patroa.

Carlos chega à prova, onde já estão presentes Sofia e Gustavo, bem como Padre Artur a ser acompanhado por Joana que lhe faz uma apresentação dos vinhos. Carlos dirige-se a Inês para beijá-la mas esta devia-se, mostrando pouca disposição para afetos.

Preparada para sair de casa, Beatriz esbarra com Joaquim e António. Joaquim acha estranho a produção de Beatriz que lhe diz ir à prova de vinho na adega. Joaquim fica surpreso e remata dizendo que não foram convidados e que se Beatriz aparecer irá passar vergonha. Beatriz está confiante de que houve um erro e sai convicta rumo à festa.

Chegada à festa, Marta quase torpeça e é amparada por José. Marta fica encantada com o gesto e o sucedido cria o diálogo entre os dois. José deixa-se levar pela conversa fiada de Marta, achando-lhe alguma graça. Dirigem-se para a mesa de provas e José insiste para que Marta prove alguns dos vinhos mas agilmente a jovem recusa com algumas piadas que deixam José agradado. Os dois conversam com alguma cumplicidade e Marta apenas come alguns aperitivos conseguindo resistir à tentação das provas. Carol na companhia de Padre Artur assiste aliviada ao controlo da amiga.

No posto da GNR, Susana recebe a visita de Sílvia que pretende obter algumas informações sobre a morte da amiga e colega de organização. Susana recusa-se a facultar pormenores mas acede a uma única pergunta. Sílvia questiona-a sobre o tipo de roupa que Laura vestia quando foi encontrada. Susana fica pensativa e lembra-se que era mais ousada. Sílvia constata que essa é a prova de que Laura iria ter um encontro com um contacto que supostamente angariava raparigas para uma rede internacional de prostituição. Susana fica atónita com a afirmação de Sílvia.

Entretanto, Beatriz chega à prova de vinhos, vê José na companhia de Marta e decide dirigir-se para eles. José repara na presença de Beatriz e fica desagradado questionando quem lhe enviou o convite. José decide ignorá-la e afastar-se, levando Marta consigo.

Para satisfação de Hugo, Raquel aparece na festa a seu pedido. Carlos vê a jovem com quem passou a tarde anterior à entrada da adega e fica petrificado. Hugo, Lucas e Raquel aproximam-se do restante grupo Belmonte, onde estão Carlos e Inês. Carlos tenta controlar a tensão e finge não conhecer a jovem mas Hugo desmascara-o revelando subtilmente que Carlos e Raquel já estiveram em contacto anteriormente. Inês fica surpresa e olha para o busto de Raquel tentando perceber o tamanho da sua copa, num jeito enciumado. Carlos revela parte da verdade dizendo que apenas concedeu uma entrevista a Raquel. Durante a festa, Hugo dá uma atenção especial a Raquel demonstrado que o seu interesse transcende o mero profissionalismo.

Luísa, que não foi à festa, decide cavalgar até ao lago onde se deixa ficar, nostálgica a relembrar lucas. Mas o seu momento de reflexão é interrompido pela chegada de Lucas que está embriagado e pede para que Luísa reconsidere, que volte para ele dizendo que podiam morar os dois em Évora, longe de Fernando. Luísa responde a Lucas dizendo-lhe para se deixar de fantasias. Lucas tenta beijá-la mas a jovem desvia-se. Lucas insiste, agarrando-a com força e apalpando-a. Luísa fica irritada e sentindo-se desrespeitada dá uma bofetada em Lucas. Consciente do que acabou de fazer, Lucas fica mergulhado numa profunda tristeza.

No final da prova, Beatriz vai ter com José e Marta, obrigando a jovem a beber um copo de vinho sob forma de desafio. Carol ao ver Marta a beber o vinho num só golo tenta puxá-la para irem para casa. Beatriz continua a desafiar Marta e diminuindo-a com insinuações. Carol fica irritada e puxa Marta fazendo-a embater em Beatriz, que por já estar bêbeda deixa um copo de vinho cair chamando a atenção de todos. José fica irritado e diz para Beatriz desaparecer da festa, antes que parta para a violência. Beatriz fica receosa e afasta-se de José, envergonhada.

No final da festa, Carlos encontra-se com Raquel no gabinete de Pedro. Enquanto todos se distraem com o final da festa, Carlos e Raquel envolvem-se em beijos e carícias sobre a secretária. Os dois deixam-se levar pela tensão sexual que nutrem um pelo outro. Sofia é alertada pelos barulhos que emanam do gabinete de Pedro e decide interromper o casal. Carlos e Raquel param e fitam Sofia que os apanhou flagrantemente. Sofia olha para Carlos em tom de desafio.

[/tab]

[tab title=”Ep. 25″]

Depois de Sofia encontrar Carlos e Raquel numa situação comprometedora, esta insinua que para comprar o seu silêncio, Carlos terá que votar a favor da venda do parque cinegético. Este não lhe dá certeza, optando por uma atitude sedutora para com Sofia. A antiga stripper fica incomodada e confusa com as investidas do filho adotivo de Emílio. No entanto, confessa a Gustavo que acredita que Carlos irá ficar do lado dela na reunião do grupo Belmonte.

Depois do sucesso da festa de apresentação dos vinhos, Paula e João brindam a sós num clima de cumplicidade e tensão. Paula diz a João que irá votar contra a venda do parque cinegético e que está desapontada com Sofia. A jovem brasileira sente-se desapontada com a nova faceta da mãe perante os negócios da família. João conforta Paula.

Para acentuar ainda mais o clima de instabilidade do parque cinegético, as plantações de Rafael e Flip são descobertas e os guardas desconfiam que as ervas de Flip são droga. Depois de Sofia tomar conhecimento deste facto tenta influenciar os votos dos irmãos a favor da venda. Pedro arrepende-se de ter confidenciado este facto na presença de Sofia.

Na estalagem recebem a visita de Sílvia que faz um pedido estranho. A ativista pretende ficar instalada no antigo quarto onde esteve Laura Pires. Já no quarto, Sílvia procura algo sem saber que está a ser vigiada por Henrique, através da câmara oculta instalada por trás do espelho.

Hugo leva Raquel a jantar fora sem desconfiar que esta está fisicamente envolvida com Carlos. Durante o jantar, Hugo diz à jovem jornalista que acredita que Carlos está envolvido na rede de tráfico de mulheres que Laura Pires andava a investigar. Raquel fica incomodada ao ter conhecimento deste facto. Mais tarde, de volta à estalagem, Hugo revela um pouco mais do seu interesse pela antiga colega de faculdade convidando-a para beberem um copo mas esta nega o convite, deixando o jornalista frustrado. Após Raquel sair, Hugo encontra Sílvia no bar da estalagem. Para além de surpreso com a estadia da jovem, fica a saber que a ativista tem conhecimento de vários pormenores sobre a investigação da morte da ex-colega. O jornalista e Sílvia trocam algumas palavras de inimizade.

Depois de passar a noite a beber, Lucas pede para falar com Paula. O filho mais novo de Emílio pede-lhe para que faça o teste de ADN, de forma a terem certeza de que são filhos do mesmo pai. Paula concorda em ajudá-lo mas percebendo que Lucas anda a beber demais, tenta chamá-lo à razão. Perspicaz, a jovem brasileira percebe que ele sofre pelo seu amor não correspondido por Luísa. Este desabafa com Paula mas durante a conversa Lucas, ainda alcoolizado, torna-se inconveniente. Paula abandona a conversa e o mais novo Belmonte refugia-se novamente na bebida.

Depois da apresentação dos vinhos, Beatriz adormece no sofá da sala. Quando Joaquim chega a casa tenta levá-la ao colo para a cama, esta, ainda sob o efeito do álcool, torna-se agressiva com o marido. Para se defender, Joaquim empurra-a e esta cai no chão. No dia seguinte pai e filho acordam e reparam que Beatriz não está em casa. Pela manhã, Susana é surpreendida com a presença de Beatriz no posto da GNR com um olho negro. Beatriz alega ser vítima de violência doméstica…

[/tab]

[tab title=”Ep. 26″]

Apesar de cética, Susana ouve Beatriz com atenção. A dona do café mostra-se convincente e Susana vai até à pedreira. Joaquim é surpreendido pela chegada da GNR pedindo para se dirigir à esquadra para prestar declarações pela acusação de violência doméstica. José assiste a tudo e fica exaltado com o empregado. Quando Joaquim abandona a pedreira na companhia de Susana, José vai ao encontro de Beatriz.

Enquanto Joaquim conta a verdade dos últimos acontecimentos no seio familiar a Susana, José está com Beatriz. A amante faz-se de vítima e pede para que a salve do marido violento e que a leve para junto de si. José fica atrapalhado e afasta Beatriz mas esta entra em desespero e começa a chorar fazendo com que o olho fique esborratado. José percebe que tudo não passou de uma farsa e sai furioso, farto dos teatros de Beatriz. Esta é surpreendida pela chegada do marido na companhia de Susana e do Padre Artur. Os três flagram Beatriz com o olho esborratado de maquilhagem e percebem que Joaquim é a verdadeira vítima. Percebendo que não pode arrastar mais a mentira, a dona do café Figueira deixa cair a máscara e diz que vai embora para casa dos pais, pois já não suporta o marido e o filho. Joaquim concorda com o afastamento e farto dos ataques de raiva da mulher diz que quer o divórcio. Não a quer perto do filho. Susana e Padre Artur ficam complacentes com a condição de Joaquim.

Na estalagem, Sílvia diz a Henrique que veio para se manifestar contra a inauguração da nova praça de touros. Durante a conversa, esta mostra-se desconfiada revelando que acredita que Laura pode ter sido morta no quarto da estalagem e só depois levada para o parque cinegético. Henrique fica perturbado com a teoria de Sílvia.

No moinho Íris e Flip recebem a visita de um amigo de longa data, Daniel. Este surpreende todos com uma nova atitude, dizendo aos amigos que apenas é hippie para conquistar raparigas. O casal fica desapontado por saber que este come carne e não medita. Daniel deixa todos desconfortáveis com a sua frontalidade, principalmente Carol, quando durante um almoço no restaurante vegetariano, Daniel se mostra demasiado insinuante. Carol fica incomodada com os olhares deste.

Todos estão reunidos na adega, para a votação do parque cinegético. Antes da reunião, Sofia tenta intimidar Carlos para que este fique do seu lado mas este não revela a sua decisão até à hora da verdade. No início da reunião, José e Sofia trocam acusações e todos se exaltam perante as tentativas de mediação de João. Mário pede para erguer os braços quem é a favor da venda do parque cinegético. Sofia levanta a mão expectante, enquanto todos se entreolham nervosos…

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários