Resumos de Novelas

“Sol de Inverno”: resumo de 28 de Outubro a 1 de Novembro

[tabs class=””]
[tab title=”Ep. 41″]

Os assaltantes de Adelino estão divididos e enquanto um insiste em que ele cave a própria sepultura para depois o matar, o outro acha que devem deixar o taxista em paz, uma vez que já têm o que ele tinha para lhes dar. O bandido mais moderado lembra ao mais exaltado que uma pena de homicídio vale vinte e cinco anos de cadeia mas o outro contrapõe que isso é apenas para quem é apanhado. Adelino suplica pela vida mas o assaltante manda-o continuar a cavar.

Matilde esforça-se por aplacar o nervosismo de Joana, que está completamente descompensada, confessando que está a atravessar um péssimo momento pelo fim do namoro com Rodrigo e por ter descoberto que o pai é um presidiário que maltratou a mãe. A prima aconselha-a a dar mais uma oportunidade a Beatriz e tenta fazê-la compreender que se tivesse sido ela a vítima de violação, provavelmente teria mentido como a mãe fez. Joana reage com brusquidão e decide ir embora, argumentando que tem coisas para fazer. Sofia encontra-as nas despedidas e, depois de Joana se ir embora, Matilde convida a mãe para jantar, aproveitando o facto de ela ainda não conhecer a sua casa. Sofia aceita, depois de a filha garantir que Salvador não se importa. Matilde estende o convite a Manel e a Vasco. Sofia diz que gosta muito de Matilde e a filha retribui.

Eduardo fica agastado com Laura e queixa-se à mãe que ela está sempre a excluí-lo dos assuntos importantes da empresa, lembrando-lhe que é o único filho que se interessa pelo negócio e que quando ela não tiver capacidade para o gerir terá de lhe entregar a empresa ou vendê-la. Laura, com a sua frieza habitual, lembra-lhe que ainda falta muito para que isso aconteça. Eduardo sai aborrecido do gabinete e telefona a Horácio a perguntar se Isabel já lhe comunicou alguma decisão sobre a oferta para se mudar para o Porto, aproveitando a promoção a vendedora. O encarregado responde que ela ficou de pensar no assunto e que lhe comunicará quando tiver uma decisão da operária. Isabel, que vem acompanhada de Célia, é confrontada por Horácio e acaba por lhe confessar que não está nada entusiasmada com a ideia de mudar de cidade e se continuarem a pressioná-la, muito menos. Horácio garante que não quer apressá-la e dispõe-se a esperar mais algum tempo. Célia fica admirada e Isabel explica-lhe que Laura a quer promover, ocultando aquele que acha ser o verdadeiro motivo. Célia afirma que ela está perante uma oportunidade única e que deve considerá-la.

Rita estranha que Isabel e Célia a tratem simpaticamente de um momento para o outro e obriga Fábio a contar a que se deve tal mudança. Ele não resiste e explica que toda a gente está com pena dela, por saberem que pagou os estudos do marido e depois disso foi abandonada por ele. Rita fica furiosa e grita para todos que não quer a sua pena, ameaçando Lídia, por ela ter revelado o seu segredo. Fábio desculpa-se à operária garantindo que não disse quase nada.

Tomás e Benedita namoram na praia e trocam beijos apaixonados. Ela prepara-se para regressar ao trabalho e sugere que jantem juntos. Tomás aceita de imediato e confessa que não está com grande vontade de arriscar dar aulas de surf, porque o mar está agitado. Benedita vai embora e despede-se com um olhar apaixonado que Tomás retribui.

No interior do bar, Matias protesta com Lúcia por ter de fazer os trabalhos de casa e Violeta apoia o irmão. Quando Tomás aparece, as crianças pedem-lhe ajuda para convencer a mãe a deixá-los ir surfar com ele. Ao contrário do que poderiam imaginar, Tomás dá razão a Lúcia e confirma que o mar está perigos. O professor de surf recebe uma chamada e, depois de desligar revela a Lúcia que os problemas dela chegaram ao fim, deixando-a na expectativa.

Andreia e Luís acabam de almoçar e ele fica desconfortável quando ela confirma que se vai separar de Eduardo.

Lúcia sai do bar e vê a carrinha pão de forma ser rebocada, enquanto Tomás afirma que ao livrar-se do “chaço” deixaram de ter problemas pendentes. Ela finge-se indiferente e diz que não lhe dá assim tanta importância, virando-lhe as costas e deixando-o confuso.

Andreia agradece a Luís todo o apoio que lhe tem dado e beija-o. O treinador de equitação tenta disfarçar o incómodo mas, ainda assim, pergunta-lhe se quer que desmarque o treino de Margarida. Andreia responde que não, uma vez que a cunhada está à beira de disputar uma prova. Depois de ficar sozinho, Luís adopta um ar preocupado.

Margarida conta a Inês que nem está a conseguir dormir por causa do aproximar da competição. A amiga desafia-a para uma festa a três com Rodrigo e Margarida fica a pensar, tentada a aceitar a proposta.

Eduardo recebe uma chamada de Salvador e esclarece o irmão que Teresa ainda não recebe visitas, à excepção da mãe, que tanto pressionou as enfermeiras, que acabou por conseguir vê-la alguns minutos.

Depois de desligar a chamada, Eduardo sai do gabinete e vai implicar com Benedita. Ao ver que a secretária só agora está a chegar, exige-lhe uma justificação depois de ela dizer que foi ao médico. Benedita decide responder à letra e, sem medo, afirma que só deve explicações á mãe dele. A conversa começa a azedar e Eduardo chega mesmo ao ponto de ameaçar despedi-la, sabendo no seu íntimo que pode correr alguns riscos se o fizer. Irritado pela indiferença com que Benedita o trata, exige que ela lhe sirva um café. Ela esforça-se por engolir a humilhação.

Laura visita Teresa, que ainda está atordoada pela anestesia a que foi submetida. Perante a debilidade da filha, a empresária conta que todos na empresa estão determinados a encontrar um novo dador, garantindo que não a vai deixar desanimar.

Salvador e Beatriz regressam a casa e descobrem que não têm água. Ela percebe que tem de desmarcar o jantar que combinou com a mãe.

Sofia organiza uns desenhos que fez quando Beatriz entra em casa com compras nas mãos, queixando-se de dores nas pernas por passar muito tempo em pé na loja de roupa. Sofia conta que Joana se enfiou no quarto e que o pai, Adelino, tinha um serviço longe e que a avisou que deve chegar mais tarde. Sofia conta à irmã que vai jantar a casa da filha mas Matilde liga entretanto, avisando que o jantar tem de ficar para outro dia, por não ter água em casa. Beatriz fica contente por poder desfrutar da companhia da irmã.

Luís empenha-se ao máximo no treino de Margarida e corrige-a com veemência quando percebe que ela não está a conduzir bem o cavalo que está a montar. Ela diz que está muito cansada mas o treinador insiste para que prossiga o trabalho.

Salvador diz a Matilde que tem de chamar alguém para resolver o problema da falta de água e admite, sem qualquer problema, aceitar a oferta de Sofia para tomar banho a sua casa. Matilde fica tranquila com o comportamento do namorado. Salvador pensa pedir a Carlos que se encarrega de descobrir porque é que eles não têm água em casa.

Rosa e Horácio levam Vasco para a casa do pai e Manel, depois de ficar a sós por alguns momentos com os ex-sogros, faz questão de lhes dizer que não vai permitir que Ana queira relacionar-se com o filho, como se não tivesse desaparecido durante anos, sem dar notícias. Horácio assume os erros que a filha cometeu mas Rosa defende o seu direito a estar com Vasco. Manel garante que a guarda do filho só vai decidir-se em tribunal, pois não aceita que a ex-mulher queira obter a guarda total da criança.

Beatriz descobre por acaso uma lamela de comprimidos em cima da cama de Joana e quando ela aparece com um copo de água na mão pergunta-lhe o que anda a tomar. A filha mente e diz que tem uma alergia e que o médico a mandou tomar a quantidade que precisasse. Beatriz não insiste mais por perceber que Joana está muito irritada e a filha também muda de assunto perguntando se o avô já voltou a dar notícias. Sofia decide ir até à central de táxis á procura de Adelino.

Isabel acaba por confessar a Lurdes e Jacinto que foi ela e Horácio a comprar-lhes o frigorifico novo. O casal reconhece que já engoliu o orgulho e mostra-se grato pela ajuda que está a receber. No entanto, Jacinto faz questão de dizer que quando restabelecerem a vida, saldarão as suas dívidas.

Artur e Concha conversam no bar da praia e ele assume que tem de procurar emprego. Ela, por seu lado, critica a mãe por viverem só do que a horta do palacete dá, partilhando tudo com todos, sem sequer cobrar as dormidas na pensão. Concha pensa mesmo em tomar conta do negócio, para que não tenham de viver com o dinheiro à justa.

Fátima diz mal da foto que Mariano colocou como capa no facebook e compara-a com a sua, ousada e provocante. Lé avisa-a de que pode atrair gente interessante mas também pessoas que só a querem conhecer por causa do físico. Mariano aparece nesse instante, muito desmoralizado e conta que o avô quer que ele o represente em tribunal. Fátima não ajuda com os seus comentários depreciativos mas Lé garante que se já arranjaram uma solução antes, também vão arranjar agora, fazendo com que o avô de Mariano não saiba que o neto, afinal, é livreiro e não advogado.

Sofia regressa a casa muito preocupada, sem notícias do pai. Beatriz e Joana partilham da mesma ansiedade e Sofia decide ligar para a polícia.

De manhã, castigadas por uma noite em branco, Sofia e Beatriz interrogam-se sobre onde andará o pai. Joana está também ansiosa ao pé da mãe e da tia. Nesse momento, Sofia recebe uma chamada da polícia que informa ter encontrado o táxi de Adelino. As irmãs apressam-se a ir para o local e Sofia diz a Joana para que não as acompanhe para poder ir trabalhar.

Sofia e Beatriz chegam ao local onde foi encontrado o táxi do pai e apanham um susto ao perceberem que existem vestígios de sangue. No entanto, acabam por ficar mais aliviadas quando a polícia lhes mostra o cadáver que está na bagageira. Ao invés de comprovarem a morte de Adelino, Sofia e Beatriz olham para o corpo de um dos assaltantes, que exibe um tiro no peito.[/tab]
[tab title=”Ep. 42″]

Sofia tenta manter a calma e ajuda a irmã que se questiona se terá sido o pai a matar o homem que encontraram dentro da bagageira do táxi de Adelino. Sofia acha que é pouco provável que tal tenha acontecido e a polícia também não adianta grandes informações.

Longe dali, Adelino vagueia perto de uma estrada e depois de muito pedir ajuda, é recolhido por um jovem que o leva ao hospital.

Matilde e Salvador despertam com uma grande surpresa. Carlos aparece para lhes resolver o problema de falta de água, mas Laura acompanha o motorista e cumprimenta-os com grande cordialidade, dizendo que quer conhecer a casa. Matilde dispõe-se a fazer as honras, embora Salvador fique apreensivo por deixá-las sozinhas, enquanto acompanha Carlos para verem a canalização. Laura aproveita para prosseguir o seu plano maquiavélico e pede desculpas a Matilde por ter tentado impedir que ela ficasse com o filho, ao mesmo tempo que reconhece que eles foram feitos um para o outro. Matilde aceita as desculpas da sogra e ambas seguem ao encontro dos homens. Carlos descobre o problema de canalização e avisa Salvador que não é coisa para se resolver no próprio dia. Laura oferece a sua casa para ficarem e anuncia que podem estar à-vontade, uma vez que viaja para Milão e que, por isso, nem sequer se vão cruzar consigo. Matilde não queria melindrar a mãe que já lhe tinha oferecido a casa, mas acaba por aceitar ir para casa de Laura.

Joana resiste a tomar mais comprimidos e esconde-os quando a porta de casa se abre. Sofia e Beatriz regressam e contam a Joana que o táxi do avô foi encontrado, mas sem sinais dele por perto. A pedido da tia, Joana telefona a Matilde para lhe contar que o avô está desaparecido desde a última noite. A prima conta-lhe que não devolveu o telefonema que a mãe lhe fez porque a falta de água em casa lhe transtornou a vida. Ingénua, Matilde conta que vai passar uns dias em casa de Laura por não ter água, acrescentando que a sogra está neste momento com ela e Salvador para conhecer a casa onde vivem. Joana regista a mensagem e como é naturalmente invejosa, faz questão de transmitir a Sofia que a filha vai ficar em casa de Laura, enquanto não se resolve o seu problema de canalização. Sofia não fica satisfeita mas desvaloriza o problema porque tem outros maiores entre mãos.

Salvador leva as suas malas e de Matilde para casa da mãe e é recebido por Eduardo, lamentando que ele esteja a divorciar-se de Andreia. O irmão finge que está a encarar tudo com a maior normalidade mas fica irritado por ter de voltar a falar no assunto. Salvador oferece-lhe todo o apoio que precisar e vai embora sem detectar o desconforto do irmão.

Matilde entra em casa da mãe e Joana, que já envenenou Sofia contra a filha sai rapidamente com o argumento de que tem de ir trabalhar. Sofia recrimina Matilde por ter escolhido ficar em casa de Laura, enquanto não tem resolvido o problema de falta de água na sua habitação. A discussão é interrompida pela chamada que Sofia recebe, informando-a de que o pai está no hospital. Sofia e Matilde fazem tréguas e saem juntas de casa para irem ao encontro de Adelino.

Margarida entra em prova no concurso hípico apoiada por Laura, Eduardo, Rodrigo, Inês e Simão, que chega em cima da hora, mas ainda a tempo de assistir à prova da irmã. Luís observe a prova de Margarida, que decorre de forma irrepreensível. Os aplausos efusivos no final indiciam uma boa classificação, embora Laura sonhe com o primeiro lugar.

Manel visita Teresa e conta que Ana voltou, infernizando-lhe a vida, pois quer a guarda total do filho. Manel garante que se isso acontecer foge com Vasco, sem deixar rasto. Teresa, embora debilitada, tenta ser enérgica para lhe tirar aquela ideia da cabeça.

Sofia e Matilde, muito emocionadas, abraçam Adelino no hospital. O taxista conta que quase morreu às mãos dos assaltantes mas acredita que sobreviveu porque eles acabaram por se desentender. Sofia quer que o pai venda o táxi mas ele recusa porque não quer passar o resto da vida a dar milho aos pombos. Sofia telefona a Beatriz e Joana a dizer que o pai está bem, enquanto ele diz que vão jantar fora para comemorarem o facto de ele estar vivo.

Joana desculpa-se a Hugo por estar em baixo mas alega que o desaparecimento do avô não a deixou descansar o que devia. O encarregado mostra-se compreensivo e retira-se. Joana sorri ao receber uma chamada da mãe que a informa de que o avô está no hospital mas está bem. De seguida, massaja a cara e liga a Rodrigo para que lhe arranje mais comprimidos, pois já não aguenta passar sem eles.

Rodrigo recebe a chamada quando está na companhia de Inês a assistir ao concurso hípico e despacha Joana, dizendo que agora está ocupado e que mais tarde tratará de resolver o seu problema. Assim que Inês lhe pergunta quem era, Rodrigo conta que se trata de uma amiga que lhe está a pedir ajuda.

Os juízes já decidiram e o secretariado hípico soma as pontuações atribuídas. Eduardo mostra-se enfadado com a espera, Simão lembra que as decisões são difíceis de tomar. Laura continua honrada com a prova da filha, embora concorde que o concurso que ela está a disputar, foi bastante equilibrado.

Margarida fica em segundo lugar no concurso hípico e não consegue disfarçar a frustração pela derrota. Luís também não está nada satisfeito e Laura assevera que sempre alimentou a esperança numa vitória.

Sofia e Matilde continuam a fazer companhia a Adelino. Manel e Salvador chegam para o visitarem e o taxista conta que, se fosse mais novo, tinha arrumado os assaltantes. Todos estão brincalhões menos Sofia que lembra ao pai que não morreu por sorte.

Enquanto esperam para visitarem Teresa, Simão e Eduardo consolam Margarida que está destroçada por não ter ganho o concurso hípico. Ela mostra-se frustrada por ver que os sacrifícios que fez não foram compensados. Laura chega perto dos filhos e diz-lhes que podem avançar para visitarem Teresa. Poucos metros depois de terem começado a andar, esbarram em Adelino, Sofia, Manel e Matilde que estão a deixar o hospital. O momento é de grande constrangimento e Laura não perde a oportunidade de humilhar Sofia, dizendo a Matilde que se esqueceu de lhe dar a chave lá de casa mas que Dulce estará lá sempre para lhe abrir a porta. Sofia não esconde o ódio que tem por Laura, enquanto Salvador repreende a mãe por ter falado naquele assunto. Ela faz-se de ingénua e muda de assunto, dizendo que já está atrasada para fazer a mala, já que dentro de três horas tem de estar no aeroporto.

Concha critica Artur por estar a pensar em trabalhar num supermercado em vez de fazer valer a sua licenciatura de economista. O namorado amua com a dureza das suas palavras e vai-se embora sem querer falar mais com ela.

Sofia, Beatriz, Matilde e Joana ficam horrorizadas com o relato que Adelino faz do assalto por que passou e sobre a forma como um dos assaltantes matou o outro. As filhas e as netas impõem-lhe como condição para continuar a trabalhar, que instale um dispositivo de segurança no táxi. Quase de saída, Matilde pede para falar em particular com Sofia. A mãe recrimina-a por ter ido para casa de Laura e Matilde afirma, já no calor da discussão, que a sogra não a está a manipular mas sim a tratá-la muito bem. Sofia reafirma que ela foi a responsável pela morte do seu pai e fica em choque quando Matilde se interroga se a verdadeira culpada por isso não terá sido ela. Sofia fica magoada com a filha e esta, embora peça desculpas pelo que disse, percebe que é tarde para se arrepender.

Laura encontra-se em Londres com o detective que contratou para investigar a vida de Salvador. O homem conta-lhe que descobriu a namorada que o rapaz teve durante mais tempo na capital Londrina, dizendo que se trata de uma rapariga de nome Diana, que agora passa por dificuldades financeiras e que está na eminência de ter de desistir do doutoramento. Laura paga ao detective e elogia o seu trabalho, enquanto ele vai ao encontro de Diana, que acaba de chegar, encaminhando-a para a mesa onde está Laura. A rapariga está desconfiada com tal interesse em si e Laura esclarece que precisa que ela lhe faça um favor. Diana fica de boca aberta quando ela diz que a vai ajudar, a troco de que ela finja estar grávida de um filho de Salvador.

[/tab]
[tab title=”Ep. 43″]

Diana está incrédula a olhar para Laura e renitente em aceitar a sua proposta. A ex-namorada de Salvador considera exagerado dizer a Salvador que está grávida de um filho seu, só para o separar de outra rapariga. Laura insiste que o dinheiro que lhe vai dar por essa ajuda, permitir-lhe-á concluir o doutoramento e viver em Londres sem problemas financeiros, garantindo que é por amor que está a querer afastar o filho de uma rapariga que só quer o que é dele. Diana vai cedendo, cada vez mais tentada em aceitar o que Laura lhe oferece.

Margarida vai buscar um livro à biblioteca e acaba por desabafar com Salvador, dizendo que sente Luís cada vez mais distante e que começa a pensar que ele já não gosta dela como antes. Margarida conta ao irmão que o treinador começou a ensinar Andreia a montar e que pode ser por isso que não lhe dá a atenção devida, nem pessoal, nem nos treinos. Salvador aconselha a irmã a ter cuidado e fica a pensar no que ela lhe contou.

Andreia conversa com Filipa no bar da praia e faz-lhe notar que precisa de trabalhar com urgência, nem que seja a fazer um desfile, pois precisa de dinheiro para custear o divórcio de Eduardo, que pode ser demorado na atribuição dos bens a que diz ter direito. A agente confessa que se tem esforçado para lhe arranjar trabalho mas a concorrência é feroz e não está fácil de conseguir. Andreia também confessa à amiga que conheceu uma pessoa e que, provavelmente, não vai ficar sozinha durante muito tempo.

Matias e Violeta andam numa correria pelo bar e quase chocam com Marina. Lúcia pede à empregada que tome conta do bar, enquanto ela vai levar os filhos a casa, pois já estão a embirrar um com o outro e a causar perturbação.

Dulce repara que o filho está todo aperaltado e perfumado e dispara que para acabar com Fátima não precisa de tanto. Vendo que Carlos não está muito inclinado a acabar com a farsa que montou, garante que contará ela própria a Fátima que ele é um impostor. O filho diz-lhe para não se meter no assunto e quando Salvador aparece na cozinha pede-lhe conselhos sobre cricket e golfe. Salvador recomenda-lhe que peça ajuda a Eduardo, que é mais entendido nesses desportos. Durante a pequena conversa que está a ter com Salvador, o motorista recebe mensagens de rajada no telemóvel.

Fátima manda mensagens a Carlos, enquanto prepara um carrinho recheado de iguarias para levar ao quarto de Tomás. Lé entra com Mariano pelo braço a tentar acalmá-lo, pois o livreiro está aterrorizado com a possibilidade de que o avô descubra finalmente que ele não é advogado. Lé frisa que já existiram casos em que falsos advogados defenderam casos em tribunal. Mariano fica ainda mais desanimado e lembra que esses acabaram presos. Fátima tenta apoiar o rapaz mas cada vez que abre a boca ainda piora mais a situação. Depois de lhe dar uma massagem para aliviar a tensão que ele sente, agarra no carrinho e diz que vai levar o serviço ao quarto de Tomás, que está bem acompanhado. No caminho encontra Lúcia e descai-se, contando que Tomás está acompanhado por uma beldade. Lúcia fica roída de ciúmes, mas tenta disfarçar.

Já no quarto, Fátima ensaia servir o champanhe a Tomás e Benedita mas ele toma o controlo da situação e faz sinal à empregada para se retirar. Ela percebe a custo a mensagem, mas lá sai, não sem antes dizer que a podem sempre chamar em caso de necessidade. Tomás e Benedita beijam-se cada vez com mais intensidade e desejo, deixando a comida para mais tarde, preferindo cair na cama.

Isabel janta em sua casa com Célia e revela que já decidiu não aceitar a proposta de Laura para deixar a fábrica e ir viver para o Porto. A operária garante que vai comunicar a sua decisão o mais breve possível.

Ana, Vasco, Rosa e Horácio terminam o jantar e Ana conta ao filho que lhe custa terem de se separar, depois de terem passado uma tarde tão agradável. Vasco reconhece que também gostou e confessa que já não está zangado com ela por tê-lo abandonado. Ana começa a dizer mal de Manel, com o apoio de Rosa, atitude que Horácio reprova. Manel chega entretanto para ir buscar o filho e mostra-se desagradado por encontrar Ana, deixando claro que o único sitio onde a quer encontrar é em tribunal. Vasco fica cabisbaixo durante a discussão dos pais, enquanto Horácio tenta amenizar o ambiente, percebendo o mau estar do neto.

Sofia e Beatriz dão mimos a Adelino e são censuradas por Joana que acha exagerado não o deixarem descansar. O avô desvaloriza e diz que tem umas filhas maravilhosas. Sofia comenta que não teve a mesma sorte, confessando-se magoada por Matilde ter ido viver durante uns dias em casa de Laura. Joana defende a prima e faz notar que não seria normal trocar a mansão dos Aragão por esta casinha onde vivem. Joana não esconde as saudades que sente do tempo em que tinham uma vida de mordomias e total conforto.

Matilde e Salvador comentam o assalto de que Adelino foi vitima e ela lamenta que a mãe tenha ficado zangada com ela por eles terem ido morar uns dias em casa de Laura. Matilde recorda ao namorado o mal que a mãe dele lhes fez e assume que apesar de a estar agora a tratar bem, ainda não confia nela. Eduardo entra de mansinho na biblioteca e ouve a conversa, repreendendo Matilde quando ela ataca Laura. Eduardo lembra que Laura esqueceu os conflitos por amor aos filhos e que o facto de Sofia e Álvaro terem sido ilibados em tribunal, não significa que não tenham desfalcado a Boheme. Salvador chama a atenção do irmão e Eduardo acaba por se ir embora, muito irritado. Salvador e Matilde decidem então ir dar um passeio.

Margarida passa pelas cavalariças e é puxada por Luís que a agarra e beija, jurando que gosta muito dela. Margarida conta-lhe que Andreia saiu de casa e vai divorciar-se de Eduardo, procurando a reacção do treinador mas ele finge-se surpreendido e pouco interessado no assunto. Margarida deixa-se envolver por ele, acreditando que Luís nada tem a ver com Andreia e retribui os beijos apaixonados, pedindo-lhe que não a desiluda.

Diana aceita a proposta de Laura para separar Salvador de Matilde. A empresária exige-lhe que se for apanhada na sua mentira e se alguém descobrir que afinal não está grávida, nunca fale no seu nome. Laura informa Diana que não tem de se preocupar com o regresso a Portugal, porque ela própria tratará de tudo.

Antes de ir à esquadra para resgatar o seu táxi, Adelino pede a Sofia para que faça as pazes com Matilde. Ela mostra-se ainda magoada pelo facto de a filha ter ido passar uns dias em casa de Laura.

Manel conta a Vasco que Sofia vai almoçar com eles mas o filho informa-o que ele próprio já tem almoço marcado com o tio Nuno. Manel diz que vai acertar melhor os detalhes com ele e pergunta a Vasco se não se importa que ele convide Sofia a ir morar lá em casa. Vasco é apanhado de surpresa mas, depois de pensar um pouco, diz que Sofia é fixe e que o pai pode convidá-la. Manel fica radiante e faz uma chamada para Teresa, procurando saber se ela está melhor. Vasco afirma que ela ainda os vai ver a fazer surf, quando deixar o hospital.

Teresa recebe muito bem disposta a chamada de Manel e confessa que está bastante melhor. Depois de se despedir do amigo, conversa com Margarida que acabou de chegar e apoia a irmã, ainda destroçada por não ter vencido o concurso hípico. Teresa fica atónita quando Margarida lhe conta que Eduardo expulsou Andreia de casa, por ter descoberto que ela abortou de propósito.

Andreia vai à mansão dos Aragão e pede a Dulce que lhe vá buscar alguns pertences ao quarto, recusando cruzar-se com Eduardo. A empregada vai executar a tarefa e Andreia sai de casa.

Laura regressa a casa e finge perante Salvador, Matilde e Eduardo que está a regressar de Milão. Ardilosa e cínica, oferece um deslumbrante par de sapatos a Matilde, que fica tocada com a oferta. Laura prepara-se para ir até ao seu quarto quando é interceptada por Eduardo que quer saber pormenores da viagem da mãe. Ela ganha tempo e responde que já lhe conta tudo.

Andreia e Luís conversam no picadeiro e ela conta-lhe que vai separar-se de Eduardo. O treinador aperta o cerco e oferece-se para ajudar e apoiar no que for preciso. Luís acaba por puxar Andreia para si e beija-a com grande intensidade. Ela não se faz rogada e retribui da mesma forma. Margarida, que vem montando a cavalo apanha Luís e Andreia aos beijos e esconde-se a observar a cena. As lágrimas percorrem-lhe o rosto, sentindo-se angustiada por estar a ser traída.

[/tab]
[tab title=”Ep. 44″]

Margarida, possuída pela revolta, limpa as lágrimas e afasta-se, enquanto Luís e Andreia continuam aos beijos. Pouco depois, ela encaminha-se para casa acompanhada pelo treinador e diz que até à conclusão do divórcio têm de ter cuidado para não serem surpreendidos juntos. O casal combina encontrar-se mais tarde e Andreia vai buscar a mala que Dulce lhe preparou. A empregada aconselha-a a ir embora depressa, pois está toda a gente em casa e se a vêem vai haver confusão. Andreia despede-se com um sorriso forçado nos lábios. Quase no mesmo instante, Laura aparece na cozinha e percebe que Dulce está aflita. Esta inventa que estava a pensar na sobremesa que vai fazer, mas não convence completamente a patroa de que a sua preocupação seja essa. Laura pede-lhe que saiba junto de Matilde o que é que ela gosta de comer e Dulce começa a tratar de tudo, tentando acalmar-se.

Margarida entra em casa como um furacão e bate a porta com estrondo. Laura repreende-a e ele pede desculpa. Sem perder tempo, Margarida diz à mãe que não quer que Luís continue a ser o seu treinador, argumentando que já não está a evoluir com ele. Laura estranha a decisão dela mas acaba por se dispor a arranjar outro treinador. Margarida ainda pensa por instantes se conta que viu Luís aos beijos com Andreia, mas opta por ficar calada. Quando fica sozinha, Margarida telefona a Inês e combina encontrar-se com ela.

Salvador e Matilde cavalgam pela praia. Ele faz a montada parar e desmonta, tirando uma caixa do bolso. Salvador exibe um anel de noivado e pede a namorada em casamento. Matilde aceita emocionada e não contém as lágrimas de felicidade.

Lourenço trata Sofia com mais formalismos do que é habitual mas ele despreocupa-o e garante que Manel aprova a parceria que estão a iniciar nos negócios. O amigo saúda o facto do pedido de casamento que lhe fez não ter causado estragos. Sofia conta ao sócio que tem vários desenhos de sapatos e ele afirma com uma ponta de satisfação que está na hora de Laura saber que ela está de volta aos mercados.

Margarida conta a Inês toda a sua história com Luís e a amiga fica atónita ao saber que ela o ajudou a roubar o cavalo da quinta. Inês lembra-lhe que se for despedido, Luís pode contar as festas em que ela andou mas Margarida duvida, pois também ele pode ser preso se ela o denunciar pelo roubo do cavalo. Inês convida Margarida para ir com ela a casa de Rodrigo e ela aceita acompanhá-la.

Luís é apanhado de surpresa quando Laura lhe comunica que Margarida quer outro treinador por sentir que já não está a evoluir com ele. Ardiloso, Luís consegue que a patroa o deixe falar com a rapariga, argumentando que ela devia estar aborrecida por não ter conseguido o primeiro lugar na prova em que participou, chamando igualmente à atenção para a instabilidade das jovens nestas idades. Laura combina conversarem de novo mais tarde, para saber o que é que a filha decidiu.

Rodrigo, em tronco nu, recebe Margarida e Inês e começa a servir-lhes bebidas. A música começa a tocar e Rodrigo começa por beijar Margarida. Inês brinca e diz que está a começar a ter ciúmes. Os jovens dançam, dando início à festa.

Simão confessa a Nuno que se comoveu com a prova de Margarida e o namorado troça dizendo que ele é um sensível. Vasco vem do quarto, frustrado por não conseguir ganhar no jogo de computador. O miúdo pergunta ao tio se esteve com a mãe e se ele acha que ela agora voltou de vez. Nuno troca um olhar preocupado com Simão e responde que acredita que Ana veio agora para ficar. Para aliviar o ambiente, Simão propõe um passeio na praia.

Horácio critica Ana, por estar a travar uma guerra contra Manel pela custódia do filho, quando foi ela a abandoná-los durante cinco anos. Rosa defende a filha e ataca o ex-genro, que responsabiliza pelo desequilíbrio de Ana, já que só se preocupava com o trabalho sem lhe dar qualquer atenção. A conversa começa a atingir maior intensidade e Rosa diz que não vale a pena discutirem e muda de assunto, dizendo que pode estar quase entrar no regime de reforma antecipada, se o hotel decidir livrar-se de alguns funcionários. Rosa mostra-se animada por deixar de trabalhar e poder gozar a vida, incitando Horácio a pensar também na reforma. O marido diz que não está preparado para deixar a fábrica e Rosa insiste que não vai ficar em casa sozinha.

Artur descasca batatas enquanto Jacinto coloca as fivelas nos cintos que está a fazer e Lurdes aparece com o cabelo em alvoroço por estar a pintá-lo. Artur conta aos pais que teve a ideia de iniciar um novo negócio, revelando que se trata de passear cães. O pai aprova a ideia e Lurdes comenta que ainda há quem tenha dinheiro para gastar. Artur sai de casa para ir ter com Concha e Jacinto diz a Lurdes que não se descuide com a tinta no cabelo, senão ainda fica careca.

Concha discute com Lé porque a mãe insiste em não gerir o hotel como ela acha que devia. Célia chega com Fábio e diz que o levou com ela para lanchar. Ainda enxofrada com a mãe, Concha decreta que os extras do lanche são pagos à parte e a mãe repreende-a pela indelicadeza com que está a tratar o visitante. Célia vai mostrar a horta a Fábio e Concha previne a mãe que, desta vez, não será ela a pagar o IMI do palacete. Fátima vai buscar água e diz-lhes para não discutirem. Concha afirma que não estão a discutir mas fica irritada porque a empregada chama à atenção para uma veia que ela tem a sair-lhe da testa, Fátima apressa-se a reunir alguma fruta para levar a Carlos, temendo que ele desfaleça com tanto amor que têm feito. No corredor quase tropeça em Tomás e Benedita que se beijam na despedida.

Isabel conta a Dulce que vai recusar a proposta de Laura para se mudar para o Porto. A madrinha previne-a que a patroa tem um feitio difícil e que lhe vai preparar alguma, pois quer afastá-la de Salvador. Isabel reconhece que percebeu logo isso.

Laura fica nervosa quando Salvador regressa a casa com Matilde e pede à namorada que mostre o anel de noivado que acabou de lhe oferecer. Fingindo-se simpática, deseja-lhes felicidades e pede ao filho para lhe falar em particular. Na biblioteca, Salvador fica estarrecido quando a mãe lhe conta que foi procurada por Diana e que a rapariga se apresentou como sua antiga namorada, dizendo que está grávida de um filho seu. Salvador não quer acreditar no que está a ouvir e diz que isso é impossível, recusando-se a falar com a rapariga. Laura continua a representar e afirma que o principal é resolverem este problema para que ele não afecte a sua relação com Matilde. Salvador está muito confuso e indignado.

Manel convida Sofia para ir viver consigo e com Vasco, revelando que falou com o filho sobre isso e que ela achou muito bem. Sofia fica radiante e beija Manel, que assume estar muito apaixonado por ela, sentimento que Sofia retribui. O casal combina jantar com Adelino, Beatriz e Joana para contarem a novidade.

Salvador recebe uma chamada de Diana e pensa em rejeitá-la. No entanto, acaba por atender e pergunta-lhe como foi capaz de inventar que está grávida quando se separaram há tanto tempo. A rapariga esforça-se por controlar o nervosismo para não denunciar que está a mentir e reafirma que a criança que transporta no ventre é mesmo seu filho. Diana afirma que o assunto não deve ser tratado pelo telefone e diz que está de viajem marcada para o dia seguinte, conseguindo que Salvador aceite encontrar-se com ela para conversarem.

Adelino dá as boas vindas a Vasco e Manel, depois de saber que este pediu a Sofia para ir viver com eles. A filha faz notar que ela e Manel não casaram. Joana dispara que agora falta a mãe arranjar alguém, provocando o habitual constrangimento em Beatriz. Adelino brinca e diz que era da maneira que ficavam com a casa só para eles, podendo ver o futebol de manhã à noite. Joana responde ao avô que talvez seja melhor a mãe ficar. O ambiente fica pesado quando Sofia diz que ainda não avisou a filha porque ela está em casa da mãe do namorado.

Matilde encontra Salvador cabisbaixo no jardim e diz que Laura a aconselhou a ir falar com ele porque algo se passa. Salvador conta à noiva sem quaisquer rodeios que apareceu uma antiga namorada a dizer que está grávida de um filho dele. Matilde recebe a notícia como se de um murro no estômago se tratasse. Salvador garante que existe uma possibilidade mínima de ser o pai da criança mas já não vai a tempo de segurar Matilde, que foge desesperada pelo jardim. Salvador grita por ela, mas em vão.

[/tab]
[tab title=”Ep. 45″]

Eduardo mostra-se surpreendido ao saber que apareceu uma rapariga a dizer que está grávida de um filho de Salvador e calcula que o irmão esteja de rastos. Laura acrescenta que ele tinha pedido Matilde em casamento nessa tarde e o filho mais velho adivinha que seja impossível que Matilde aceite continuar com o irmão, depois de saber que ele engravidou outra. Eduardo tenta perceber o estado de espírito da mãe e afirma que ele deve estar radiante mas Laura não deixa transparecer qualquer reacção.

Salvador persegue Matilde até à piscina e jura-lhe que Diana está a mentir quando diz esperar um filho seu. Matilde percebe a sinceridade das suas palavras e decide acompanhá-lo quando ele for falar com Diana.

Lé protesta contra o pagamento do IMI do palacete, alegando que é um imposto injusto. Mariano consulta livros de direito, desesperado por ter de defender o avô em tribunal sem ser advogado e com medo que ele descubra a sua mentira de anos. Célia causa surpresa ao opinar sobre o assunto com um conhecimento de causa que ninguém compreende. Tomás surge entretanto e confessa que está cansado. Mariano comenta com sarcasmo que há muita gente cansada ali em casa. O professor de surf pergunta-lhe como está o amor e Mariano responde com uma citação literária.

No final do jantar no palacete Artur e Fábio discutem o novo negócio do passeio dos cães. Fábio dá a ideia de que a empresa se chame Cãopanheiro colhendo a aprovação de Lé, Célia e Artur. Fábio faz menção de se ir embora e Lé oferece-lhe dormida. Célia fica muito nervosa, pensando que a dona da pensão está a pensar alojá-lo no seu quarto. Lé emenda e diz que tem outros quartos disponíveis mas Fábio percebe o constrangimento e prefere ir embora, aceitando dar boleia a Artur. Célia manda por na sua conta o jantar de Fábio e enquanto Lé se dispõe a oferecer a refeição, Concha diz que vai tomar nota. Tomás ajuda Lúcia a por Matias e Violeta na cama, fazendo as crianças desistirem do jogo que estão a jogar para poderem estrear uma prancha nova no dia seguinte. Lúcia agradece a Tomás e suspira de amor quando Tomás se retira para o quarto. Lé incentiva-a a revelar ao rapaz os seus sentimentos mas ela faz-se desentendida.

Salvador e Matilde assumem que resolveram o problema de ter aparecido Diana a dizer que espera um filho dele. Salvador assume que vão casar na mesma, firme na decisão de provar que a criança não é sua. Laura e Eduardo fingem indiferença mas estão verdadeiramente desiludidos.

Joana cria uma página no facebook para Beatriz mas a mãe está apreensiva com as fotos que ela escolhe para a dar a conhecer. Sofia aparece e diz que teve de dar um calmante ao pai porque ele não esquece o assalto de que foi vitima. Sofia aproveita para garantir que não vai desaparecer das suas vidas, apesar de ir viver com Manel e pede a Joana que não conte nada a Matilde, pois quer ser ela a dar-lhe a notícia. Beatriz pergunta à irmã se gosta de Vasco e Sofia responde que se dá muito bem com a criança.

Manel pressiona Vasco para beber o leite e ir para a cama e o filho confessa-lhe que gostava que ele casasse com Sofia, pois são as pessoas mais importantes para si. Manel fica agradado com o que ouve.

Margarida arrepende-se de ter cedido à tentação de ter participado na festa com Inês e Margarida e decide ir embora. Rodrigo regressa à sala com cocaína e Inês avisa que Margarida desistiu, assumindo que têm de dividir a droga entre eles. Os jovens sorriem com cumplicidade.

Laura semeia as duvidas no espírito de Matilde quanto ao caso que o envolve com Diana, dizendo que apesar de ele negar que o filho é seu, pode estar a mentir para a poupar. Matilde reafirma que acredita no noivo mas Laura dá-lhe o contacto de Diana para que possa falar com ela, na esperança de semear mais discórdia. Matilde deixa-se enredar na teia urdida por Laura, convencida que ela está a agir por bem.

Ao pequeno-almoço, Salvador conversa com Matilde e garante que vai provar que o filho não é seu, afiançando que vai esclarecer tudo com Diana nesse dia, quando conversar com ela. A irmã conta que nunca mais quer ver Luís à frente mas não chega a revelar o motivo da sua animosidade porque Eduardo interrompe a conversa e fica de mau humor ao saber que Laura foi para a empresa sem lhe dizer nada.

Laura procura Isabel em casa e fica surpreendida por ser Benedita a abrir-lhe a porta, interrompendo mais uma discussão entre as irmãs. Ao aperceber-se da situação inventa uma desculpa para ficar a sós com Isabel. Esta recusa mudar-se para o Porto e Laura obriga-a a assinar um termo de confidencialidade para que nunca revele que é a mãe biológica de Salvador. Isabel aceita a custo mas exige como contrapartida que a patroa despromova Rita e a coloque no seu lugar como chefe das gaspeadeiras. Laura dispõe-se a ouvir Isabel sobre as razões de tal pedido.

Matilde aprova que a mãe vá viver com Manel e aproveita para contar a Sofia, Joana e Adelino que vai casar com Salvador. Joana fica com inveja, contratando com a felicidade contida da mãe e a exuberância do avô.

Luís ameaça Margarida de que vai contar a Laura as festas em que ela andou metida se Laura o despedir. Margarida engole em seco e conta o incidente a Inês, dizendo que vai ter de pensar muito bem o que vai fazer em relação ao treinador.

Nuno explica a Nuno como há-de trabalhar no negócio das flores e, perante os receios do namorado, brinca dizendo que quando não estiver satisfeito o despede. Ao mesmo tempo faz-lhe uma festa, revelando que está apaixonado.

Isabel explica a Horácio que recusou ir para o Porto e que Laura aceitou bem a sua decisão. Depois, em conversa com Célia, afirma que Rita tem os dias contados com sua chefe. Célia vai trocar uns collants que têm um buraco e apanha Fábio aos beijos com Rita. Triste, vai contar a Isabel o que viu e deixa escapar uma lágrima.

Rodrigo vende mais comprimidos a Joana e rejeita-a quando ela confessa ter saudades suas.

Lúcia não cobra uma bebida a Tomás e agradece-lhe por ele ter ajudado a deitar os filhos na noite anterior. Tomás fica agradavelmente surpreendido com aquela mudança de atitude.

Laura apanha Eduardo em falta, quando o filho reclama com Benedita por lhe ter marcado uma reunião no Porto, no dia do desfile solidário. Laura quebra a discussão, depois de a secretária dizer claramente que a culpa não foi sua.

Sofia muda-se para casa de Manel e ele brinca com o peso das malas que ela tem, avisando que vai ser difícil arrumar tudo.

Matilde pede a mariano para sair pois tem um assunto a resolver. Pede-lhe que não diga nada a Salvador.

Salvador conversa com Simão e garante-lhe que o filho de Diana não é seu.

Matilde encontra-se com Diana, num clima muito tenso para ambas.

[/tab]
[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários