Resumos de Novelas

“Os Nossos Dias”: resumo de 28 de Outubro a 1 de Novembro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 31″]

Paulo conta a Valdemar que a noite com Esmeraldinha foi um fracasso porque a cantora o trocou pelo antigo namorado. O colega começa a filosofar sobre o relacionamento com as mulheres e é repreendido por Lurdes.

Patrícia entra em casa dos futuros sogros com a última mala de roupa e Laura faz logo um reparo ao notar que as bagagens são afinal em maior quantidade do que estava previsto. João espera que a mãe vá para a cozinha e garante a Patrícia que a estadia em casa dos pais vai ser curta, determinado em conseguir emprego a todo o momento. A noiva mostra-se angustiada com a situação.

Elvira está perturbada com o facto de ter de ir ao concerto com Teodoro e troca os pedidos dos clientes no café.

Rodrigo chega a casa desgastado e tenta recuperar no sofá. Luísa, alheia aos problemas que o marido lhe tem escondido, começa a falar-lhe da adoção de uma criança, revelando que já andou a pesquisar sobre o assunto. Rodrigo mostra-se impaciente e pede-lhe para falarem no assunto noutra altura, uma vez que se trata de um tema sensível.

Otília, questionada por Eduardo, assume que não convidou a nora para jantar, justamente porque quer que ela se sinta indesejada e que aceite separar-se de Rodrigo. Eduardo, por sua vez, fica comprometido quando a mulher lhe pergunta se já descobriu porque é que o filho andava instável e de cabeça no ar. Otília estranha a atrapalhação do marido para responder a uma questão tão simples, principalmente quando ele pede que lhe prepare uma bebida, de maneira a acabar com o assunto.

Nuno prepara um jantar romântico para se reconciliar com Bárbara mas ela, ao invés de apreciar o gesto, dá-lhe um sermão e reafirma que nunca mais quer olhar para a cara dele, decretando que têm de vender a casa, dividir o dinheiro e ir cada um à sua vida, aconselhando-o a convidar Tatiana se quiser companhia para jantar. Nuno fica sem resposta e Bárbara prossegue o raspanete, decretando que ele tem de dormir na sala e de preferência sem tocar piano porque ela está com dores de cabeça. Nuno fica destroçado por não conseguir o perdão da mulher.

Marta prepara-se para ler uma história de adormecer a Beatriz. A filha mostra-se impertinente com o sono e impaciente porque nunca mais é operada. Susana ajuda a mãe e diz que já só falta tratar de uns papéis. Bia fica mais descansada e diz que está desejosa de comer os chocolates que a mãe lhe prometeu. Marta e Susana riem-se, mais aliviadas.

Rodrigo é obrigado a contar a Otília toda a verdade, revelando que é pai de uma menina de oito anos, fruto da sua relação com a antiga secretária da empresa. A mãe fica escandalizada, mas depois de repreender Rodrigo e Eduardo por lhe terem escondido a verdade, assume que quer conhecer a neta, insistindo para que Rodrigo leve Marta e Beatriz para jantarem lá em casa. O filho concorda mas pede à mãe que não conte nada a Luísa, deixando que seja ele a fazê-lo. Já o marido fica contrariado e desaprova que Otília queira manter contacto com a neta e a mãe da menina.

Susana fica impaciente quando Marta conta que Rodrigo ainda não disponibilizou o dinheiro para a operação de Beatriz, garantindo que se ele se tentar esquivar às suas responsabilidades, ela irá protestar. Marta garante que ela não vai voltar atrás com o prometido mas, intimamente, também não tem a certeza do que está a dizer.

[/tab]

[tab title=”Ep. 32″]

João mostra-se otimista em encontrar emprego rapidamente mas Patrícia não está tão certa disso. Ela adivinha que não será assim tão complicado e a noiva leva a mal, dizendo que ele já parece a mãe a mandar-lhe “boquinhas”. João não gosta que ela valorize demasiado os confrontos com Laura, afiançando que os relacionamentos com os pais serão diferentes quando todos se habituarem a conviver. Patrícia fica ainda mais irritada e responde que não se quer habituar a nada, quer é arranjar trabalho depressa, nem que seja como mulher-a-dias, para sair de casa dos futuros sogros. João consegue arrancar um sorriso à noiva quando começa a idealizar que dentro de um ano estarão os dois empregados, terão uma casa com jardim e ela estará grávida.

Bárbara confessa a mágoa que ainda sente pela traição de Nuno e duvida que vá conseguir perdoá-lo. Patrícia, por seu lado, lamenta por estar obrigada a viver com João em casa dos sogros e até começa a acreditar que estão ambas embruxadas.

Tatiana anda às voltas, ainda perturbada com a troca de palavras com Bárbara. Ricardo faz-lhe ver que errou ao destruir o casamento da secretária e que já é suficientemente crescida para escolher melhor as suas conquistas. Tatiana rejeita mais lições de moral, embora reconheça que o antigo namorado tem razão nas críticas que lhe faz.

Bela fica irritada com Paulo que lhe telefona a avisar que não pode ir buscar o filho à escola e levá-lo para casa dela. A situação piora porque Filipe diz que também não pode ajudar porque vai começar a ter formação como vigilante. Bela não esconde o desânimo por continuar convencida de que Filipe nunca mais terá tempo para a família, agora que tem mais um emprego. Ele desdramatiza e repisa o argumento de que se está a fazer este sacrifício é para que ela e Henrique vivam melhor. O casal acaba por se abraçar e Bela diz a Filipe que confia nele.

Ricardo está em pulgas para ir para casa porque combinou com a namorada que está em Itália namorarem através da internet. Tatiana protesta porque as únicas clientes que estão no café são Barbara e Patrícia e não quer ficar sozinha com elas. Ricardo percebe que deve ser solidário e decide ficar até à hora do fecho.

Ricardo entra em casa e depara-se com Daniela, já farta de tantas a horas de estudo. A prima decide ir deitar-se e ele prepara-se para falar com a namorada pela internet. Ana vem do quarto onde esteve a ler um livro e fica com ciúmes quando Ricardo lhe confessa que adora a namorada e que lhe custa muito estar longe dela.

Quando Rodrigo chega a casa Luísa ainda está acordada e começa a cismar que Otília deve ter ocupado o jantar todo a falar mal dela. O marido irrita-se e pede-lhe que não esteja sempre a criticar a mãe. Rodrigo faz notar que não quer discutir. Ela acaba por confessar que vive apavorada com a ideia de que ele possa deixá-la. Rodrigo abraça-a, garantindo que não a vai abandonar.

Nuno tenta de novo reconciliar-se com Bárbara e pede para tomar o pequeno-almoço com ela. A secretária deixa-o a falar sozinho e apenas abre a boca para lhe dizer que levante a mesa quando acabar de comer. Nuno fica arrasado a vê-la sair para o trabalho.

[/tab]

[tab title=”Ep. 33″]

Eduardo mostra-se cético em acolher Beatriz no seio da família mas Otília mantém a decisão de educar a neta, alegando quer foi o que sempre desejaram, ainda mais tratando-se a filha de Rodrigo. Eduardo concorda, embora contrariado, que a mulher mantenha a intenção de dar o jantar para receber Marta e Beatriz.

Luísa fica muito desagradada com Rodrigo porque ele esquece-se de que tinham combinado jantar fora e irem a uma exposição de pintura. Ele desculpa-se com o facto de estar com muito trabalho na fábrica e a mulher queixa-se de que nos últimos tempos ele tem andado distante, sem tempo para ela. Rodrigo volta a desculpar-se e sai para ir trabalhar, despedindo-se dela com um beijo suave. Luísa não esconde a sua desilusão.

Paulo confessa o seu aborrecimento por Henrique não querer ir assistir aos jogos da equipa que ele treina. Valdemar troça e diz repetidas vezes que o filho do colega ainda vai ser bailarina. Carla intervém e defende que Paulo deve dar liberdade ao filho para ele escolher o que quer fazer. Valdemar volta a meter-se e afirma que se fosse com as suas filhas lhes dava um belo tabefe. Carla fica ainda mais indignada e Lurdes acaba com a polémica, mandando-os trabalhar, sob pena de serem corridos à reguada.

Rodrigo procura Marta no supermercado e deixa-a radiante ao revelar que, ainda nesse mesmo dia, vai ter disponível na conta o dinheiro para pagar a operação da filha. No entanto, Marta perde o sorriso quando Rodrigo a convida para levar Beatriz a jantar a casa dos pais, pois eles também mostraram desejo de conhecer a neta. Marta fica muito hesitante, sem saber o que fazer.

Luísa encontra-se com Gonçalo e tenta saber se Rodrigo lhe contou alguma coisa que possa justificar o seu distanciamento nos últimos tempos. O amigo fica constrangido, mas consegue disfarçar que o marido planeia deixá-la e que descobriu ter uma filha resultante da relação que em tempos teve com Marta. O advogado contorna as perguntas de Luísa e aconselha-a a conversar com o marido para saber se existe algo a perturbá-lo, para além dos problemas na fábrica.

Rodrigo despede-se de Marta e entrega-lhe o cartão com a morada da casa dos pais. Ela ainda duvida que seja boa ideia levar Beatriz a jantar em casa dos avós, mas acaba por concordar. De volta ao supermercado, conta a Bela a conversa que teve com o pai da filha mais nova, reconhecendo a impotência para recusar o convite para jantar em casa de Otília e Eduardo, pois Rodrigo vai pagar a operação de Bia e isso não pode ser posto em causa.

Elvira é presenteada por Teodoro com uma caixa de chocolates e por Júlio que lhe oferece um colar. Farta da pressão feita pelos irmãos ele recusa as ofertas e deixa claro que quer continuar solteira, acrescentando que mesmo que não quisesse, eles seriam os últimos homens com quem se envolveria. Os senhorios ficam desolados e resmungam um com o outro. Elvira vai trabalhar e Tatiana vai convencê-la a aceitar as prendas de Teodoro e Júlio, mesmo que depois desista deles. A mãe fica a pensar se deve seguir o seu conselho.

Manel fica irritado por não encontrar uma válvula do rádio que está a reparar. Como tem o aparelho ligado, não ouve Laura chamá-lo para a almoçar. Para se fazer escutar, Laura desliga o rádio da corrente. Manel não gosta e, cada vez mais zangado, culpa João que ao ir viver lá para casa lhe desorganizou as coisas. Laura amua com o marido quando este diz que gostava que o filho não fosse calão e que não tivesse perdido o emprego e que tivesse estudado para ficar bem na vida. Ela zanga-se porque Manel está sempre a tratar mal o filho, saindo para a cozinha. Manel não resiste e vai atrás dela.

Rodrigo mostra ao pai o relatório dos exames de Beatriz, reforçando que Marta não lhe mentiu sobre a doença da filha. Eduardo continua incomodado com a situação e impõe ao filho que se afaste da antiga namorada, assim que ficar resolvido o problema de saúde da menina, apesar de Rodrigo lhe lembrar que foi a mãe, Otília, que marcou o jantar para as conhecer. A conversa é interrompida por Bárbara que anuncia que Gonçalo está a aguardar por Rodrigo lá fora.

Gonçalo conta a Rodrigo que Luísa o procurou e que está desesperada com o seu distanciamento, pensando que ele lhe está a esconder algo. Por sua vez, Rodrigo revela ao amigo que vai levar Marta e Beatriz a jantar em casa dos pais, embora o pai não aprove a ideia que pertenceu a Otília. Rodrigo confessa que quer recuperar a vida que tinha com Marta e criar com ela a filha que fizeram. Gonçalo, surpreendido com a determinação do amigo, pergunta-lhe o que pretende fazer com Luísa. Rodrigo não sabe o que lhe responder.

[/tab]

[tab title=”Ep. 34″]

Susana fica estupefacta ao saber que a mãe e a irmã foram convidadas para jantar em casa dos pais de Rodrigo e partilha a novidade com Daniela. Ambas ficam perplexas com o efeito que isso possa ter em Beatriz, mas Daniela quer acreditar que Marta terá acautelado que ninguém vai contar à menina que Rodrigo é o seu pai.

Tatiana e Ricardo tanto insistem com Elvira que ela sai detrás do balcão e vai direita a Júlio, dizendo-lhe que aceita o colar que ele lhe queria oferecer. O pretendente fica entusiasmado e entrega-lhe o presente, cheio de sorrisos provocatórios para Teodoro. No entanto, Elvira descobre que o colar não é de ouro mas apenas uma falsificação barata e diz que não quer mais nada com qualquer um deles. Elvira volta para o balcão e Teodoro fustiga o irmão dizendo que agora é que estragou tudo.

Carla conta a Valdemar e Paulo que deviam considerar trocarem a tasca do Mário onde costumam almoçar pelo café de Elvira. Os colegas não querem mudar os seus hábitos e ela chama-lhes comodistas. A conversa é interrompida por um grito de dor de Lurdes. Os três encaminham-se para a cabina da encarregada, mas ela diz que gritou porque outro motorista riscou o carro. No entanto, pede um copo de água a Carla e quando a rapariga lho entrega, bebe sofregamente.

Depois de conversar ao telefone com Bárbara, Patrícia conta a João que a amiga a convidou para jantar. Ele fica desolado e pede-lhe que não vá, pois a mãe está a preparar-lhes um jantar especial. A noiva corrige e afirma que o que ela está a fazer é para ele e para mais ninguém. O casal tem uma pequena discussão, sobre as interferências de Laura nas suas vidas, mas acaba por fazer as pazes, percebendo que Laura tentará sempre condicionar as suas decisões.

Rodrigo recomenda aos pais que tenham cuidado e não se descaiam em circunstância alguma para não revelarem a Beatriz que ele é seu pai. Otília sossega o filho e afirma que ali ninguém é insensível, enquanto Eduardo responde ao filho que escusa de recordar os disparates que faz. A conversa é interrompida pela chegada das duas convidadas. Beatriz revela-se muito descontraída e de resposta na ponta da língua. Marta está embaraçada mas controla-se, enquanto Otília diz a Beatriz que é muito bonita, antecipando que se irão dar muito bem. Eduardo mantém o semblante carregado, contrariado com aquela convivência.

Júlio manda Ricardo dizer a Elvira que já não quer nada com ela, acusando-a de ser pobre e mal-agradecida, por não ter aceitado o colar que lhe deu. Teodoro censura o irmão, lembrando-lhe que foi ele quem estragou tudo ao oferecer um colar falso à dona do café. Ricardo apela aos bons princípios e Júlio diz que ele não é ninguém, pois tem uma namorada em Lisboa e outra em Roma. Nesse instante todos percebem que Ana entrou no café e ela tem de fingir que é realmente namorada de Ricardo, mostrando-se ofendida quando ele confirma também que tem outra mulher para além dela. Ana dá-lhe uma estalada que o empregado encaixa, deixando convencidos os senhorios de que a zanga com Ana é real. Tatiana leva-a para a outra sala do café, ajudando à encenação. Quando os jovens ficam a sós, longe do olhar de Teodoro e Júlio, desmontam o seu logro e Ana pede desculpa a Ricardo por lhe ter batido com tanta força. Ele reconhece que lhe vai doer a noite toda mas brinca com o facto de até ter pensado que são mesmo namorados. Nuno entra no café e fica constrangido por ter de falar de novo com Tatiana.

[/tab]

[tab title=”Ep. 35″]

Nuno começa a ficar embriagado no café e conta a Elvira que a mulher não o quer ver nem pintado. Tatiana fica aflita, temendo que ele conte que ela é o motivo da sua discórdia com Bárbara e leva a mãe para o balcão. Elvira fica desconfiada e pergunta à filha se sabe porque é que o pianista está de mal com a mulher. Tatiana finge que não sabe nada. João entra no café e fica sem saber o que fazer quando encontra Nuno quase a chorar.

Henrique confessa a Filipe que não quer ir ver os jogos da equipa que o pai treina porque quando joga o colocam sempre à baliza, posição que ele detesta, para além dos outros colegas jogarem todos melhor do que ele. Filipe promete ensinar-lhe uns truques e Bela manda o filho para a cama, lembrando que as regras ali de casa são diferentes das da casa do pai.

Lurdes não resiste às dores que sente na zona lombar e no abdómen e não tem outro remédio senão aceitar que Paulo e Valdemar a levem às urgências do hospital. Carla assume o controlo da central mas revela-se um desastre porque não dá escoamento ao serviço, perdendo muito tempo a tagarelar com os taxistas.

Patrícia entra no café á procura de João e vai ao seu encontro quando lhe dizem que o noivo está com Nuno na sala de dentro. O pianista, visivelmente embriagado pede mais cerveja a Tatiana, já farta de o aturar naquele estado. Nuno embriaga-se cada vez mais e chega a um ponto em que alterna a assunção da sua culpa por ter traído a mulher, com os piropos que manda a Tatiana quando ela lhe leva mais cerveja para a mesa. Patrícia fica irritada e não esconde a revolta por isso, criticando o pianista pela atitude que está a ter. João consegue arrastá-lo a custo para casa e dá azo a uma provocação que Júlio dirige a Elvira, afirmando que estava convencido de que o café era um sítio respeitável onde a dona não se aproveitava da desgraça alheia. Elvira fica furiosa e perde a cabeça como nunca aconteceu, expulsando-o do café. Teodoro tenta impor a calma e também é metido na rua. Tatiana fica impressionada, pois nunca viu a mãe naquele estado.

Nuno tenta agarrar Bárbara e beijá-la, mas está demasiado alcoolizado para o conseguir. Ela sente repulsa pelo seu estado degradante e rejeita-o com todas as suas forças. Nuno quase cai a caminho do piano mas consegue lá chegar para tentar tocar a música que fizeram em conjunto. Bárbara fica ainda mais indignada e vai para o quarto, deixando Nuno na mais profunda solidão.

Rodrigo regressa a casa e é recebido por Luísa com sete pedras na mão, indignada com o facto de ele não lhe ter atendido o telefone. Rodrigo sente que é chegado o momento da rutura e confessa com determinação a Luísa que não a ama, que está na altura de acabar com aquela farsa, pois ama a pessoa com quem devia ter ficado há nove anos, quando acabou por casar com ela. Rodrigo afirma sem remissão que o casamento acabou. Luísa está incrédula com o que acaba de ouvir.

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários