Resumos de Novelas

“Rosa Fogo”: resumo de 11 a 17 de Novembro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 23″]

Estêvão consegue alcançar o carro conduzido por Diogo e entrega o passaporte a Maria, dizendo que o encontrou no chão. Num impulso, Maria abraça Estêvão, agradecendo-lhe. Ele segreda que a ama e deseja que ela seja feliz na viajem para a Argentina. Diogo lança um olhar de ódio a Estêvão. Este acena a Maria, à medida que o carro se afasta. Ela segue-o com o olhar, até o perder de vista.

Vera Mónica desabafa com Matilde, confessando que está angustiada com a possibilidade dos pais se separarem. A amiga mostra-se convencida de que Francisco e Sílvia vão acabar por ficar juntos e, com alguma tristeza, diz que Vera Mónica deve sentir-se feliz por eles estarem vivos.

Lara sofre e reza à cabeceira de Javier, depois de ouvir o médico dizer que a infecção que ele tem no braço está muito desenvolvida.

Na Forella, João Nuno e Samuel percebem que Eduarda, preocupada com a doença de Sofia e Estêvão, triste com a partida de Maria, estão pouco concentrados no trabalho de produção da campanha dos produtos com o nome de Joana. Quando Estêvão consegue concentrar-se revela-se imparável na defesa das suas ideias, conseguindo o aval de Eduarda.

Matilde volta a ser atacada por Madalena na escola e José aproveita para fingir que a salva de mais uma briga. No entanto, Matilde não vai na conversa e grita para a auxiliar que José não é seu amigo. O vilão fica desconsolado por não ter conseguido aproximar-se da criança e regressa a casa furioso. Faz um grande esforço para falar com Eduarda.

Gilda confessa a Amândio que descobriu que tem mais um filho e recomenda ao advogado que inclua José no seu testamento. Amândio fica visivelmente surpreendido com a revelação, mas diz que vai tratar do assunto.

João Nuno fica radiante porque Eduarda aceita o convite para lanchar. Samuel trata de criar um bom ambiente para o amigo, na Imperatriz. Alzira está entusiasmada por poder ajudar o amigo dos filhos a conquistar Eduarda.

Sofia aceita fazer quimioterapia, depois de saber que o cancro que tem, é dos mais agressivos. Manuel esforça-se para não chorar e dá toda a coragem que pode à mulher. Estão ambos determinados em vencer a doença e salvar também o bebe que ela espera.

Alzira critica a farda ousada que Cármen usa na barbearia e dá um raspanete a Alberto depois de saber que o filho é um cliente habitual. Ele defende-se dizendo que nem sequer toca nas mulheres.

Gilda confessa a Carlota não ter a certeza de estar a agir correctamente ao impor a presença de José, a Matilde. Tenta convencer-se que a neta gostará dele, com o passar do tempo. No entanto, a primeira coisa que Matilde lhe diz quando regressa da escola, é que não quer ver José mais vez nenhuma. A criança conta à avó que José lhe apareceu na escola e Gilda fica muito zangada. De tal forma que liga a José, repreendendo-o por ter perturbado Matilde. Ele pede desculpa, escondendo a raiva que sente, especialmente depois de Gilda cancelar o jantar para o qual o havia convidado. José põe em prática o plano alternativo e telefona a Eduarda, pedindo que vá ter com ele. Eduarda desiste do lanche com João Nuno, que a espera muito nervoso na confeitaria que Alzira decorou, especialmente para o encontro romântico.

Sofia pede a Manuel que a deixe sozinha, insistindo para que vá trabalhar. Ao sair do prédio, o agente é observado por Leonel, que o segue a mando de José.

Vera Mónica é atropelada, depois de fugir dos pais por não suportar mais uma discussão que eles estão a travar.[/tab]

[tab title=”Ep. 24″]

Francisco e Sílvia seguem para o hospital com Vera Mónica, depois de verem a filha ser atropelada.

Regina fica em choque ao receber a notícia de que a neta corre risco de vida, enquanto Júlio só tem tempo de dizer a Sergei que espere por eles, saindo de seguida atrás da mulher, que não consegue explicar o que sucedeu.

Gilda desabafa com Carlota, pois sofre pelo facto de Matilde não aceitar José. A matriarca da família Mayer está dividida pelo amor que tem à neta e o amor que tem àquele que julga ser o filho de quem esteve separada durante tantos anos.

Javier permanece internado, tentando debelar a grande infecção que tem no braço. Lara teme perder o filho, tal como perdeu o marido.

José finge-se fragilizado e conta a Eduarda que perdeu muito dinheiro num negócio que fez com uma empresa que acaba de falir. Dramatiza tanto que ela chega a temer que se torne violento. Quando Eduarda está prestes a ir embora, José beija-a na boca, pedindo-lhe que fique, pois precisa muito dela.

Alzira faz chantagem com Samuel e Alberto, dizendo que lhes prepara o assado preferido se eles mudarem o canal de televisão que está a transmitir o futebol. Contrariados, os filhos acabam por ceder. Entretanto, Alzira tem de regressar à confeitaria para ir buscar a carteira de que se esqueceu e depara-se com João Nuno que está desalentado, porque Eduarda faltou ao encontro combinado para a Imperatriz. Sem perder tempo, Alzira chama os filhos e ainda Cármen e Aida. Todos juntos animam o amigo e comem as miniaturas da confeitaria.

Matilde deixa Gilda a suspirar porque diz que Diogo não vai fazer Maria feliz.

Vera Mónica precisa de uma transfusão de sangue com urgência. Sílvia é obrigada a contar a Francisco que a menina não é sua filha. Francisco fica para morrer, mas tenta disfarçar para não alertar Regina e Júlio que chegaram entretanto ao hospital. Encostada à parede, Sílvia sai para procurar Alberto, esse sim, o verdadeiro pai da criança. Alberto fica destroçado com a notícia do acidente, mas pior fica Alzira ao ouvir Sílvia contar que Vera Mónica é filha de Alberto, logo é sua neta.

Alheios a tudo o que se passa em Portugal. Maria, Diogo e Anita, visitam a Academia BiaMay, em Buenos Aires, preparando-se ao mesmo tempo, para o concurso de dança.

Diogo fica contente ao receber uma mensagem de Catarina, que informa que Estêvão vai desistir de Maria, pois ouvi-o a dizer isso mesmo a Teresa. Esta, por sua vez, tenta que o filho não desista tão facilmente do amor da sua vida.

[/tab]

[tab title=”Ep. 25″]

Alzira fica de tal modo perturbada ao perceber que Alberto é o pai de Vera Mónica, que nem consegue reagir, ao mesmo tempo que vê o filho afastar-se com Sílvia, para dar o seu sangue à menina que, afinal, é sua filha. Quando chegam ao hospital, Francisco abeira-se deles e suplica a Alberto que salve Vera Mónica. Quando a transfusão de sangue termina, Sílvia tenta explicar-se ao marido por tê-lo traído com Alberto, mas Francisco recusa-se a ouvi-la, dizendo que para si ela morreu. Vera Mónica deixa de correr perigo de vida mas entra em coma. Sílvia, Francisco e Alberto ficam chocados com a má notícia que acabam de receber.

Alzira, chocada por saber que tem uma neta com que não contava, recorda o dia em que terminou o seu romance com Júlio, decidindo esconder-lhe que nessa altura esperava um dos seus filhos. Samuel entra em casa com João Nuno e percebe que a mãe não está bem, mas Alzira consegue disfarçar a sua angústia.

Manuel quer meter baixa para acompanhar Sofia na doença, mas a mulher pede-lhe que ainda não o faça, preferindo esperar para ver como correm os tratamentos. Sofia decide que está na altura de contar aos pais que sofre de cancro. No entanto vai encontrar Regina e Júlio arrasados, pois acabam de saber que Vera Mónica está em coma. Ao ver a aflição dos pais, Sofia decide não lhes contar que está gravemente doente.

No hospital, o médico que acompanha Vera Mónica, apela à união da família para tentar que ela volte a despertar. Francisco sabe que terá de dar tréguas a Sílvia, mas não tem vontade alguma.

Em Buenos Aires, Maria e os dançarinos da sua academia ensaiam a coreografia que vão apresentar no concurso. Diogo está de olho numa bailarina e dá respostas secas a Anita, que não percebe as intenções dele.

Gilda conta a medo a Matilde o que aconteceu à sua melhor amiga, mas a neta revela-se muito corajosa, pois não chora e diz com grande determinação que Vera Mónica vai ficar boa.

José volta a ser brusco com Eduarda mas consegue remediar o mal a tempo, pedindo desculpa. O vilão justifica-se com os problemas que tem tido recentemente. Já Eduarda, tenta convencer-se que José é um homem bom que está apenas a passar por uma fase má.

Sílvia pede a Alberto que saia do hospital, antes que os sogros cheguem. Francisco agradece a Alberto por ter dado o seu sangue para salvar Vera Mónica. Por seu lado, Sílvia insiste em falar com Francisco mas ele manda-a calar e vira-lhe as costas.

Alberto não dorme em casa, mas Alzira mostra-se conformada com o comportamento do filho. Samuel é que não percebe a alteração no comportamento da mãe. Esta disfarça mudando de assunto, contando que Vera Mónica foi atropelada.

João Nuno e Estêvão planeiam lançar os produtos da gama Joana com uma festa. A ausência de Sofia, começa a tornar mais difícil a organização do evento.

Sofia, Manel, Regina e Júlio acompanham e apoiam Francisco no hospital. As palavras de incentivo que lhe dão causam constrangimento.

Alberto chora nos braços de Alzira, pois a mãe confessa que já sabe que Vera Mónica é filha dele e por consequência, sua neta. Alberto pede à mãe que conserve este segredo.

Cármen fica furiosa com Aida, pois a irmã apaixona-se por Vítor e como ele está no desemprego contrata-o para trabalhar na barbearia.

Matilde deixa Francisco e Sílvia sem fala, ao dizer que Vera Mónica estava inquieta com eles pois passavam demasiado tempo a discutir. Vai depois ao quarto da amiga e deita-se a seu lado com grande ternura, dizendo que ela será a irmã que a mãe não teve tempo de lhe dar.

Maria fala ao telefone com Estêvão mas fica sem bateria. Decide então ir ao hotel buscar o carregador. Quando tenta entrar no quarto a porta não abre, pois Diogo está do lado de dentro, envolvido com a bailarina, com quem trocou olhares durante o ensaio.

[/tab]

[tab title=”Ep. 26″]

Diogo esconde a bailarina na casa de banho do quarto e abre a porta a Maria, dizendo que dormia profundamente por estar com dor de cabeça e por isso não a ouviu bater. Ela estranha a situação mas acaba por acreditar na mentira. Maria encontra o carregador do telemóvel e volta para o ensaio, enquanto Diogo suspira de alívio por não ter sido apanhado a trair a noiva. Maria regressa à Academia e comenta com Anita o episódio de Diogo, dizendo que o achou muito estranho.

José olha a fachada da empresa Mayer e murmura que ali está um império à sua espera. Gilda recebe-o na sua sala e propõe-lhe uma visita pela sede da multinacional, dizendo que tudo aquilo, um dia, também será seu. O vilão mostra-se surpreendido, mas Gilda ainda vai mais longe, garantindo que o vai incluir no seu testamento. José sorri sem grande exuberância, tentando disfarçar o enorme contentamento que está sentindo e diz que não pode aceitar. Gilda argumenta que quer perfilhá-lo, pensando que está a corrigir um grande erro do passado, convencida que este é mesmo o seu filho desaparecido. José finge-se comovido, quase à beira das lágrimas e abraça-a como se tratasse mesmo da sua mãe.

Matilde não abandona a cabeceira de Vera Mónica e fala com ela com se estivesse a ser ouvida. Pede à amiga que acorde depressa porque precisa dela. Ao mesmo tempo promete escrever todos os dias no diário que tem na mão, esperando que Vera Mónica saia do coma.

Depois de deixar José, Gilda vai buscar Matilde que dorme ao lado de Vera Mónica. Perante um quadro tão comovente, diz que já é tempo das duas crianças começarem a ter uma vida com coisas boas. Francisco e Sílvia esforçam-se por disfarçar a tensão entre ambos.

Cármen carrega Vítor de trabalho na barbearia, mas ele aceita as tarefas sem reclamar. Aida continua embevecida a olhar o rapaz. Começam a tratar-se por tu.

Sofia inicia o tratamento contra o cancro e é apresentada aos companheiros de sala, que estão nas mesmas circunstâncias. Gabriela e Pedro encorajam-na, enquanto Henrique se revela bastante abatido. Manuel faz questão de estar perto de Sofia, nesta fase difícil. Os novos amigos ficam destroçados quando Sofia revela que está a lutar grávida contra a doença.

Catarina esforça-se por estimular Teresa a ajudá-la a preparar um jantar surpresa para Estêvão. Teresa não dá logo a sua concordância, dizendo que não gosta de surpresas nem de desperdícios. No entanto, a empregada consegue convencê-la.

Na Forella, Samuel percebe que Estêvão não está nos seus melhores dias e convida-o para beberem uma imperial juntos.

José fica contrariado, quando Leonel avisa que os documentos falsos que lhe está a pedir, vão demorar algumas semanas a conseguir. O vilão vai ter de arranjar uma boa justificação para que Gilda não suspeite que ele é um impostor.

Maria pressiona Anita a contar o que a atormenta e fica chocada quando a amiga revela a chorar que Sofia, a irmã, tem cancro. Depois das lágrimas ambas se mostram determinadas em ganhar o concurso de dança em Buenos Aires, para dedicarem a vitória a Sofia.

Alzira e Júlio decretam tréguas enquanto Vera Mónica estiver doente. O que Júlio e Regina não sabem é que Alzira é a verdadeira avó da menina e não eles. Sílvia surpreende Alzira a dizer ao ouvido de Vera Mónica, que já sabe que é sua avó. Com as cartas em cima da mesa, Alzira decreta a Sílvia que tem de procurar trabalho fora da confeitaria, obrigando-a a prometer que não vai magoar mais Alberto.

Matilde lê o diário em voz alta e, como se conversasse com Vera Mónica, suplica-lhe que fique boa e diz que não consegue gostar do José crocodilo, que merece agora todas as atenções da avó. Com Maria na Argentina, Matilde desabafa que só tem Dartacão. Gilda, ouve atrás da porta a confissão da neta, ficando muito preocupada. Liga a José e pede-lhe compreensão, pois não quer dizer ao mundo que é sua mãe, enquanto Matilde não melhorar a opinião que tem dele.

João Nuno fica triste ao ouvir Eduarda a atender com carinho uma chamada de José.

Catarina droga Teresa e vai deitá-la, para que não estrague o jantar romântico que idealizou com Estêvão. Este chega a casa com um grão na asa depois de ter estado a beber com Samuel, e começa a ver Catarina com outros olhos, encontrando-a muito produzida.

Aida começa a tentar conquistar Vítor, mas o rapaz não repara no interesse dela.

Sofia chega arrasada a casa, depois do primeiro tratamento de quimioterapia. Mesmo assim, atende a chamada de Anita, fazendo crer à irmã que está a suportar tudo muito bem.

Diogo fica furioso e deixa Maria sozinha no quarto, depois de saber que ela falou de trabalho com Estêvão.

Alberto confessa a Alzira que gostava de casar com Sílvia e por consequência, ficar a viver também com Vera Mónica, mesmo não revelando que é seu pai verdadeiro.

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários