Resumos de Novelas

“Rosa Fogo”: resumo de 18 a 24 de Novembro

[tabs class=””]

[tab title=”Ep. 30″]

Rute faz o jogo de José e diz a Gilda que tem de contrariar Matilde, ou correrá o risco de ver a neta cair num problema mais grave do que aquele que vive. O diagnóstico do estado psicológico da neta é demolidor para a matriarca da família Mayer, que confessa a Eduarda não saber se será capaz de contrariar Matilde a tal ponto. Principalmente depois de ser criticada por Carlota. A governanta assevera que Matilde não precisa de ser contrariada e deixa Gilda a falar sozinha, refugiando-se nos braços de Agostinho.

José aproveita as fragilidades de Gilda com Matilde para lhe confessar, em lágrimas que está numa situação difícil com a falência da sua empresa. Cega pela ilusão de estar perante um filho verdadeiro, Gilda decide assumir a divida de José.

Catarina fica enfadada com as confusões de Teresa. Combina tomar um café com Cármen e mente, dizendo à amiga que Estêvão a beijou, dando a entender que tem com ele um namoro. Na confeitaria Imperatriz, Teresa tem um ataque de amnésia e começa a fazer disparates, atirando com bolos contra a parede. Estêvão entra nesse instante e questiona Catarina, ao ver a mãe naquele propósito.

Aproveitando a ausência de Cármen na barbearia, Aida aproveita para fazer todo o seu charme a Victor.

Victor aceitou finalmente o convite das irmãs Conde e vive em casa delas. Perturba Aida por andar de cuecas em casa. Está apaixonado por Cármen, mas é Aida que disputa o seu amor.

Lara recusa abandonar a esquadra de polícia enquanto não tiver a garantia de que vão continuar a procurar o paradeiro do marido. Javier apoia a mãe.

José encontra-se com Rute e diz à psicóloga que se Matilde não acalmar com as consultas, deve mandar interná-la. A psicóloga tenta reagir, mas acaba por tremer perante o ar ameaçador do vilão.

Samuel quer que Estêvão conheça uma amiga sua, mas o gestor da Forella só pensa em Maria.

Madalena e Francisca atormentam Matilde na escola, troçando do estado de saúde de Vera Mónica. Matilde reage, dizendo que as pessoas más pagam os seus erros, mais tarde ou mais cedo.

Agostinho encontra Matilde chorosa quando a vai buscar à escola e fá-la prometer que lhe pedirá ajuda, se estiver aflita.

José fica radiante quando Leonel conta que descobriu que Manuel tem a mulher doente com cancro. José pensa, de imediato em aproximar-se do agente que investiga a morte de Joana.

Vera Mónica desperta do coma, depois do acidente. Francisco, Sílvia, pressentem que algo se passa com a filha. Dartacão ladra, alertando Matilde.

Manuel não resiste à pressão e conta a Regina e Júlio que Sofia está minada pelo cancro, pedindo ajuda aos sogros.

[/tab]

[tab title=”Ep. 31″]

Vera Mónica desperta do coma. Francisco, em lágrimas, abraça a menina, comovido por ela lhe chamar pai. Sílvia pede a Alberto que não vá para o hospital, enquanto Alzira conforta o filho, dizendo que agora é o momento de enfrentar um grande desafio.

Regina e Júlio convivem, em choque, com a notícia de que Sofia está a combater um cancro. Apesar de toda a tristeza que os invade, têm palavras de conforto para Manuel, garantindo que ele é o melhor marido que podiam desejar para a filha.

Matilde pressente que algo de estranho se passa e busca o apoio de Gilda, pedindo que ligue a Maria. A avó encara-a com dureza e seguindo as instruções da psicóloga, contraria a neta. Matilde fica sentida com Gilda e desabafa com Carlota, dizendo não perceber a reacção da avó. Esta telefona a José, contando o episódio, muito incomodada.

Regina culpa-se pela infelicidade dos filhos, Sofia que se debate com o cancro, e Francisco por não se entender com Sílvia, apesar do momento delicado vivido pela filha, Vera Mónica.

Vera Mónica agarra as mãos dos pais, pensando que eles decidiram reconciliar-se por sua casa. Sílvia entra no jogo e pega na mão de Francisco, garantindo à filha, contra a vontade dele, que agora estão bem.

Alberto, lamenta-se na confeitaria a Alzira, por não poder estar com a filha nem com Sílvia, a mulher que ama.

Victor quase estraga as fardas de Cármen, porque com a lavagem a altas temperaturas as faz encolher demais. O efeito que provoca é o inverso, pois Cármen adora a roupa, para desconsolo de Aida.

Confrontado com o cancro da irmã, Francisco fica de rastos. Sílvia tenta abraçá-lo mas é empurrada. Júlio explode e dá uma reprimenda ao filho, avisando que não vai permitir que ele estrague a unidade da família, esteja ou não zangado com a mulher.

Sofia confessa ter medo de causar sofrimento aos pais e ao irmão, depois de Manuel dizer que lhes contou que ela está gravemente doente.

Matilde quer ir visitar Vera Mónica ao hospital, mas Gilda não permite, novamente determinada a contrariar a neta, tal como a psicóloga aconselhou. Maria regressa da Argentina e contraria a opção da avó, convicta de que Matilde não vai ficar melhor, tratada com frieza. Gilda muda de assunto, contrariada.

Estêvão encontra-se com Rita, uma amiga que Samuel decide apresentar-lhe. O encontro resulta num fiasco, servindo apenas para irritar Catarina que fica em casa a cuidar de Teresa.

Matilde insiste em empurrar Maria para os braços de Estêvão, tentando evitar o casamento da prima com Diogo.

Anita volta a casa e fica incomodada por não ter sido avisada do acidente de Vera Mónica. Ao mesmo tempo, confessa a Regina e Júlio que já sabia da doença de Sofia. Para aliviar a tensão, aceita o convite de Sergei para dar um pezinho de dança na academia. Fica surpreendida com as frases em português que ele já aprendeu, mas não percebe que o russo está apaixonado por ela.

José avisa Diogo para que não falhe e leve adiante o casamento de Maria.

Maria quase se engasga ao pequeno-almoço, quando Gilda conta que Estêvão quer ir trabalhar para Nova Iorque.

Estêvão ouve Eduarda conversar com Maria e fica a saber onde esta vai provar o vestido de noiva. Sem perder tempo, corre até à loja e irrompe pelo gabinete, deixando Maria surpreendida.

[/tab]

[tab title=”Ep. 32″]

Maria aceita falar alguns instantes com Estêvão mas ele estraga tudo ao rasgar-lhe, sem querer, o vestido de noiva. Mesmo assim, pede-lhe que não case com Diogo. Maria sente-se seduzida pelas palavras melosas de Estêvão, mas acaba por afastá-lo, furiosa com a sua impertinência. Ele limita-se a sorrir quando Maria tenta fugir da loja, ainda vestida de noiva. Apesar da irritação consegue convencê-la a tomar um café, para conversarem em paz.

Diogo tenta ligar para Maria, ficando muito zangado por não ter resposta à sua chamada.

Maria convida Estêvão para ir consigo visitar Vera Mónica. Ele fica incomodado quando a amiguinha de Matilde diz que quer mesmo ser a menina das alianças no casamento de Maria.

José ordena a Diogo que envenene Maria contra Matilde e que espalhe a confusão na família Mayer, para que ele possa chegar á sua fortuna mais facilmente.

Matilde reencontra-se com Vera Mónica ao visitar a amiga no hospital. Gilda e Anita comovem-se com o abraço trocado pelas amigas.

Alzira conforta Alberto que está desolado por não poder visitar Vera Mónica no hospital.

Sofia pede a Júlio que não chore, mas o pai é impotente para travar as lágrimas, ao abraçá-la. Apesar de tudo, incentiva a filha a lutar contra a doença. Já Regina, obriga-se a não verter o desgosto, oferecendo o seu colo para que Sofia possa, enfim, chorar como há tanto desejava.

Lara e Javier mantêm o seu protesto, recusando abandonar a esquadra, enquanto a polícia não descobrir o paradeiro do pai e marido.

Sofia comove-se com a coragem que Vera Mónica lhe transmite, para que lute contra o cancro, tal como ela lutou para sair do coma.

José sabe por Gilda que Matilde ficou radiante quando Vera Mónica saiu do coma. Aproveita logo para recomendar a Gilda que continue a reprimir a neta, defendendo que é o melhor para a criança.

Ao saber que José está na casa dos Mayer, Agostinho faz uma cena de ciúmes a Carlota.

Alzira não suporta mais a tristeza de Alberto e obriga o filho a ir com ela ao hospital para ver Vera Mónica. Francisco e Sílvia ficam sem pinga de sangue quando eles entram no quarto da menina. Na hora de regressar a casa, Alzira dá uma cotovelada em Júlio e segreda-lhe que as tréguas acabaram.

Victor e Aida não gostam que Cármen vá beber café com dois desconhecidos que conheceu no Povinho.

Mais tarde, para seduzir Cármen, Victor finge ser um homem casado. Aida tropeça num móvel e estatela-se no chão, chocada com a notícia. Cármen não acredita na história e promete zangar-se se descobrir que ele está a mentir.

Gilda proíbe Matilde de visitar Vera Mónica à tarde, mandando-a fazer os trabalhos de casa. Matilde fica muito triste com a intransigência da avó.

Maria e Estêvão são surpreendidos na rua por Diogo. Ele pede explicações a Maria para estar naquele local com o seu rival. Ao mesmo tempo, Estêvão fica em choque porque vê Teresa e Catarina do outro lado da rua.

[/tab]

[tab title=”Ep. 33″]

Estêvão faz sinal a Catarina que leve Teresa de volta a casa, prevendo que vai confrontar-se com Diogo, põe estar ao lado de Maria. Depois das primeiras trocas azedas de palavras, Diogo dá um soco em Estêvão, começando uma briga violenta. Alberto sai da confeitaria para separá-los, mas não consegue à primeira. A rua enche-se de gente para ver a luta e Cármen diz a Victor que acha sexy, qualquer homem que ande à pancada. Ele diz logo que é um desses. Já Aida não acha piada alguma.

Maria acaba por pedir a Estêvão para ir embora, terminando assim com a briga. Estêvão acede, desolado, enquanto Diogo não fica melhor, pois Maria recusa-se a falar com ele, dizendo que não o pode ver. Refugia-se na academia e chora sozinha, muito perturbada.

Victor insiste em que é um homem casado, só para impressionar Cármen. Ela, no entanto, volta a dizer que não acredita. Aida., verdadeiramente apaixonada por ele, suspira por não merecer a sua atenção.

Sílvia pede a Alberto que não a pressione para ficarem juntos, num momento em que Vera Mónica precisa de se recuperar em paz. No entanto, não conseguem resistir à paixão e beijam-se sofregamente. Sílvia acaba por libertar-se e promete pensar no futuro de ambos.

Maria confessa a Anita que Estêvão não é, afinal, o monstro que Diogo pintou. A amiga garante que o noivo de Maria se sentiu ameaçado, com ciúmes. Por isso tentou afastar Estêvão, dando a ideia que se tratava de um oportunista. Maria desabafa que nem quer pensar numa coisa dessas. Anita faz então com que Maria pense se ama verdadeiramente Diogo a ponto de casar com ele, ou sente algo mais por Estêvão.

Carlota fica alarmada, porque Matilde diz estar triste e convencida de que a avó Gilda está diferente, a ponto de ir deixar de gostar dela. A governanta tenta dizer que tudo não passa de uma impressão errada, mas Matilde começa a convencer-se que perdeu mesmo o amor da avó, que agora só a contraria. Agostinho diz a Carlota que a culpa é de José, mas a mulher diz que ele tem é ciúmes.

Catarina questiona Estêvão, perguntando-lhe directamente se ele tem um caso com Maria. Arrepende-se de ter perguntado, pois Estêvão garante, de forma apaixonada, que está louco por Maria Mayer e só não a namora, porque ela não quer. Catarina fica estarrecida e movida pelo ciúme, obriga Diogo a encontrar-se consigo, para resolverem o problema que Maria representa. Diogo, por sua vez, leva um puxão de orelhas de José, por ter andado à pancada com Estêvão.

Sofia não segura as lágrimas quando Anita entrega à irmã a taça conquistada no concurso de dança em Buenos Aires. Manuel fica igualmente comovido com as palavras que as irmãs trocam.

Francisco mente a Regina e Júlio dizendo aos pais que está tudo bem entre ele e Sílvia.

Na Argentina a polícia tenta que Lara e Javier regressem a casa, mas eles matem-se firmes em levar adiante o protesto pelo desaparecimento de Horácio, reclamando para que as autoridades não deixem de o procurar.

Diogo fica arrasado depois de ser censurado por Gilda que não apreciou a briga que ele teve com Estêvão. Não o deixa falar com Maria, aconselhando-o a pedir desculpas no dia seguinte, pensando até lá no que fez.

Maria fica preocupada porque Matilde lhe repete o que disse a Carlota, ou seja, que Gilda deixou de gostar dela.

Samuel agradece a Estêvão a confiança que nele deposita, por contar que vive com a mãe, que sofre de Alzheimer. Os dois amigos percebem que têm muitos pontos em comum, pois Samuel confessa que também está sempre a proteger a sua mãe, Alzira.

Estêvão conta ainda ao amigo a briga que teve com Diogo e Samuel sugere-lhe que procure Maria.

Anita recebe uma carta de Jean-Luc pedindo-lhe que vá passar uns dias com ele. Anita fica perturbada, mas equaciona fazer a viajem até Moscovo, para terminar tudo, definitivamente. Regina e Júlio tentam demover a filha, enquanto Sergei sai de casa furioso, sem que alguém perceba que está apaixonado por Anita. O russo vai descarregar a sua fúria nos caixotes do lixo, perecendo mesmo um boxeur profissional.

Aida começa a desconfiar pelo facto de Victor insistir que é casado.

Catarina, de cabeça perdida, encontra-se com Diogo dizendo que o facto de ter beijado Estêvão e ter dormido com ele, pode ser útil, para o afastar de Maria. Diogo fica surpreendido com o que ouve. Estêvão fala com Maria, pedindo desculpa pela briga com Diogo. Fica triste porque ela não se mostra muito receptiva.

[/tab]

[tab title=”Ep. 34″]

Cega pela paixão, Catarina mente a Diogo, dizendo que dormiu com Estêvão e que este se lhe entregou totalmente. Pretende que Diogo use a informação para afastar Estêvão de Maria.

Sílvia conta a Francisco que, ao descobrir que ele não podia ter filhos, falsificou os seus testes de fertilidade, pedindo depois a Alberto que lhe fizesse um filho. Sílvia assegura a Francisco que o fez por amor, sabendo que o seu sonho era ser pai. O marido não evita que as lágrimas lhe invadam a cara, sem conseguir aceitar que seja Alberto o pai biológico de Vera Mónica. Não quer estar perto de Sílvia, mas tem de resignar-se a fingir que estão juntos, para que a filha não fique perturbada, agora que teve alta do hospital. Regina e Júlio preparam a chegada da neta, para apreensão de Alzira, que percebe a tristeza que Alberto sente. Sergei, por seu lado, não percebe o que se passa e mergulha em tristeza, preocupado que Anita se reconcilie com o antigo namorado.

Matilde revolta-se contra Gilda que a proíbe de estar com Vera Mónica, dizendo à neta que tem de ir para as aulas. Maria pede a Gilda para falar com a psicóloga que acompanha Matilde, desconfiada que algo não está bem.

Agostinho, depois de deixar Matilde na escola, regressa a casa ainda a tempo de ver Gilda terminar uma conversa telefónica com o advogado. O motorista estranha que a patroa dispense os seus serviços, preferindo deslocar-se sem o carro. Gilda encontra-se com José, sem que ninguém saiba, oferecendo-lhe o cargo de consultor na empresa, ganhando uma pequena fortuna. Ele finge-se grato e comovido e diz que até vai poder começar a pagar dividas. O vilão aproveita para se oferecer para ir buscar Matilde à escola.

Diogo procura Maria na Forella e perturba Estêvão. Samuel está alerta e afasta o amigo, para que não volte a confrontar-se com Diogo. Samuel diz acreditar que Maria está a penalizar o noivo, ao não falar com ele. Estêvão murmura, desesperado, que Maria não pode casar com Diogo. Este, por seu lado, espera que a noiva regresse à empresa e suplica-lhe que fale com ele. Diogo fica em estado de choque quando Maria diz que tem de pensar se realmente quer casar com ele. Quando Diogo se afasta, Estêvão aproxima-se de Maria, mas ela reafirma que não vai abrir mão de um grande amor, só por ter passado com ele uma parte do dia.

José fica furioso com Diogo ao saber que Maria está com duvidas sobre o casamento.

Carlota confessa a Agostinho que está prestes a explodir com Gilda, pois não aceita a forma como ela está a tratar Matilde, ainda que aconselhada pela psicóloga.

Cármen e Aida disputam os homens no Povinho, perante a tristeza de Victor.

Alberto tranquiliza Alzira, garantindo que já não pensa em envolver-se com mulheres, preocupado que está em ficar junto de Sílvia, assumindo a paternidade de Vera Mónica. Alzira garante que mesmo não se preocupando com ele, vai continuar a massacrar Samuel, para que o irmão se afaste de tentações.

Francisco troca um olhar reprovador com Sílvia, obrigado a fingir perante a menina que está tudo bem na sua relação com a mãe.

Regina chora e conta a Alzira que a filha Sofia sofre de cancro. Alzira abraça-a e oferece o seu apoio para o que for preciso.

Sofia fica chocada, pois ao cumprir mais um ciclo de quimioterapia, sabe que Gabriela morreu, pois não resistiu aos tratamentos.

Alzira comove-se quando visita Vera Mónica e é obrigada a esconder que é a sua avó verdadeira. Regina e a menina nada percebem.

Alberto seduz Sílvia na confeitaria que está fechada, e fazem amor ali mesmo.

Lara e Javier ficam em choque pois a polícia descobre que o antigo patrão, José, viajou para Portugal.

Sozinha em casa, depois de mais uma sessão de quimioterapia, Sofia sente uma forte dor no ventre e repara, em pânico, que está a sangrar. Teme estar a perder o bebé.

[/tab]

[/tabs]

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários