Resumos de Novelas

“Os Nossos Dias”: resumo de 18 a 22 de Novembro

[tps_title]Ep. 46[/tps_title]

Susana faz compras no supermercado e confessa à mãe, que está na caixa, estar feliz por Beatriz ir finalmente ser operada, mas também angustiada pela ameaça de Rodrigo querer lutar pela guarda da irmã. Marta também não esconde a sua apreensão mas tem de consolar a filha que começa a chorar por se sentir culpada pela situação que ela própria criou quando foi falar com Rodrigo para conseguir o dinheiro para a cirurgia da irmã. David entra no supermercado e apercebe-se de que Susana está a chorar, embora ela tente disfarçar. Ela apresenta-o à mãe que revela que está farta de ouvir gabar os seus dotes culinários. David conta que foi comprar os ingredientes para o almoço, contando que Ana já está em casa e Daniela quase a chegar. De seguida convida Susana para se juntar a eles mas a amiga recusa, a pretexto de que tem coisas para fazer. Aproveitando que ela está de saída para casa, David impõe a sua companhia e insiste em ajudá-la a carregar as compras. Já em plena cozinha, convence Susana a deixar que ele lhe faça o almoço mas ela acaba por se enervar à procura de um ingrediente e desaba a chorar, culpando-se por tudo o que corre mal na família, até pelo problema de saúde da irmã. David abraça-a para a reconfortar e o inevitável acontece, já que não resistem a beijar-se com grande ternura.

Alheia à traição do namorado, Daniela chega a casa e pergunta a Ana por ele, estranhando quando a professora conta que David foi ao supermercado e que ainda não voltou.

David e Susana desculpam-se pelo beijo que deram, concordando que não o deviam ter feito. Ele recebe uma chamada de Daniela, que atende muito comprometido, explicando que foi ajudar Susana a levar as compras para casa e que já está de saída. No entanto, ao ir para casa, esquece-se de levar o seu saco de supermercado. Susana impõe-lhe que esqueçam o que sucedeu e que nada conte a Daniela, pois a amiga não tem necessidade de sofrer por uma coisa que não teve significado algum. David concorda embora contrariado e vai embora.

Laura fica surpreendida quando chega a casa e Manuel a informa que é Patrícia quem está a tratar do almoço. A mulher ainda tenta protestar mas Manuel lembra-lhe que ela prometeu ao filho deixar de embirrar com a nora. Laura não tem outro remédio senão resignar-se e disfarça dizendo-se ansiosa por saber novidade da entrevista de emprego do filho. No entanto, volta a ficar incomodada pois Patrícia conta que João já lhe telefonou e disse que o emprego não era nada de especial, dando ideia de que o recusou.

Nuno enche-se de coragem e vai ao café pedir a Elvira que permita que ele volte a acompanhar Tatiana ao piano nas noites fadistas que querem reeditar. Elvira recusa à primeira e não deixa de lhes lembrar a vergonha a que se expuseram por se terem envolvido, caindo nas bocas do bairro. Nuno apela para que ela ponha as desavenças para trás das costas e não desaproveite a voz extraordinária que a filha tem. Tatiana fica orgulhosa pela iniciativa do pianista e tenta ajudar. Elvira diz que não quer vê-los juntos e Tatiana faz sinal a Nuno para que não insista. Depois de ele se ir embora, Elvira volta a dizer que não quer ouvir falar de semelhante reconciliação, mas depois de ficar sozinha fica a pensar no pedido de Nuno.

Paulo ensaia a tática que vai dar aos seus jogadores para a partida decisiva do campeonato. Carla diz que não percebe nada do que ele está a dizer e acusa-o de ser muito exigente com os garotos. Valdemar chega com cara de poucos amigos e Lurdes provoca-o frisando que ainda faltam algumas horas para o início do turno. O taxista reconhece que não tinha nada que fazer e preferiu ir para junto dos colegas. Depois de a encarregada sair para o seu guichet, Valdemar queixa-se de que ela o está a tratar mal. Carla e Paulo lembram-lhe que foi ele quem se pôs a jeito, pois destruiu o esforço que ela fez para ser uma pessoa melhor. Valdemar está inquieto porque queria estar em casa para controlar a filha e dá um raspanete a Carla por querer dar-lhe conselhos. Ela acusa-o de ser machista.

João visita Nuno e dá com ele a carregar um colchão para o escritório. O pianista reconhece que já perdeu a esperança de se reconciliar com Bárbara, mas recusa ser ele a tomar a iniciativa de sair de casa, pretendendo antes continuar a acompanhar Tatiana nos fados, embora Elvira não o permita. João conta que a sua entrevista de emprego foi um fiasco pois queriam que trabalhasse quase sem receber.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários