Destaques

O peso do desperdício

Qual o impacto no ambiente de uma vida inteira a consumir recursos sem freio, acumulando milhares de produtos, desde eletrodomésticos a gadgets e automóveis? Nos arredores de Droitwich, no Reino Unido, há um bom retrato da verdadeira pegada ecológica mundial se não houver mudança nos comportamentos de consumo

consumismo_SAPO

Uma casa de campo foi abandonada há mais de 23 anos, após a morte de um dos proprietários, em Droitwich, no Reino Unido.

Hoje, passadas mais de duas décadas, uma visita ao espaço que, noutros dias, serviu de habitação, permite perceber o impacto da sociedade actual no ambiente do planeta.

Depois da morte da esposa de David Howells, o proprietário de uma antiga casa rural, este abandonou-a de um dia para
o outro deixando lá todos os seus pertences. Assim, ficaram na habitação os automóveis da família, a roupa, comida, electrodomésticos, tecnologia, abandonados à exposição dos elementos. Howells “fugiu” apressadamente da casa ignorando o impacto dos materiais sem manutenção no meio ambiente.
A casa foi invadida pela natureza, mas os produtos que por lá permanecem, em estado de acelerada degradação, vão
deixar uma forte pegada ecológica.

Segundo os vizinhos, o antigo dono do imóvel mora perto da casa, agora, em ruínas. Este terá herdado a propriedade
do seu pai, mas não a colocou à venda nem terá regressado ao espaço para reciclar o que, entretanto, se transformou em lixo electrónico e outros materiais residuais afim de evitar prejudicar o ambiente e a saúde pública.

Se o estado do interior da habitação não é indiferente e causa preocupação aos vizinhos, já as lixeiras e esgotos de lixo electrónico e automóveis que existem em todo o mundo, muitos deles visíveis do espaço, podem manchar a reputação de uma sociedade civilizada.

A cidadania ativa exige cada vez mais uma melhoraria da sustentabilidade de cada bairro através da reciclagem e outros gestos simples.

 

Categorias
Destaques

Comentários