Resumos de Novelas

“Sol de Inverno”: resumo de 9 a 15 de Dezembro

[tps_title]Ep. 84[/tps_title]

Matilde revolta-se contra Sofia, culpando a mãe pelo facto de Laura estar agora a contas com a justiça e na eminência de ser presa, caso não pague ao estado o que lhe deve. A rapariga diz que não quer a mãe no seu casamento e deseja que ela não a procure mais.

 

Apesar de tentar controlar o desejo, Manel não consegue resistir aos beijos sôfregos que troca com Laura, nem ao facto de ela garantir que nada mudará entre eles apesar de estarem a fazer amor.

Sofia reconhece que Raul bem a tinha avisado de que Matilde poderia interpretar mal a sua atitude de lhe oferecer o seu anel com o diamante e pede ao amigo que fique com ele. Raul lembra-lhe que um presente nunca se devolve, arrancando-lhe um sorriso. Sofia pergunta-lhe se já foi feita a proposta para adquirir a parte de Boheme que está à venda e Raul confirma que o advogado da empresa já a está a analisar. Sofia decide que está na altura de se mostrar.

Joana critica Matilde por esta ter rejeitado o anel que a mãe lhe quis oferecer. A prima recusa debater o assunto e pergunta-lhe como é que se está a dar no novo trabalho. Joana afiança que depois de ter trabalhado num call center, qualquer emprego lhe pareceria espectacular, acrescentando que se está a esforçar, para não parecer que só foi contratada por ser sobrinha da patroa.

Salvador chega nesse momento e oferece-se para levar Joana a casa. Ela recusa a boleia mas é Matilde que insiste na ideia. Salvador brinca e diz que assim sempre evita ter de fazer o jantar.

Teresa fica surpreendida ao ver Manel e Laura a saírem juntos do gabinete daquela. Laura disfarça e conta à filha que Manel lhe foi adiantar mais pormenores sobre a proposta que receberam dos angolanos para a venda de uma parcela da Boheme. Manel distancia-se delas porque tem de devolver uma chamada a Horácio. O ex-sogro diz pretender saber se ele já falou com Ana por causa de ir buscar Vasco para que o filho passe o fim-de-semana consigo. Manel conta que ela, mais uma vez, usou um truque para que ele esteja com o filho o menos possível. Horácio promete ter uma conversa com a filha, apesar de o genro preferir deixar tudo como está, temendo que ela exerça represálias.

Célia cruza-se com Horácio e vai juntar-se a Isabel e outras gaspeadeiras no balneário feminino. As operárias aproveitam o facto de Rita estar no banho para lhe roubarem a roupa e todos os pertences que tem no cacifo. Ela está tão distraída no banho que não nota coisa alguma.

Joana discute com Beatriz porque se queixa de que sai menos do que ela à noite, pois nem carro tem para se deslocar. Sofia intervém e diz que vai tratar desse assunto. Beatriz intromete-se e afirma que se Joana quer um carro que trabalhe para o comprar. A filha abespinha-se e responde que não vê motivos para não aceitar a oferta da tia. Adelino interrompe para dizer que não quer discussões em casa. Sofia pergunta a Joana como estava Matilde e a sobrinha conta que criticou a prima por ela ter recusado o anel de diamante. Sofia confidencia que lhe vai desenhar os sapatos de casamento, esperando que ela não os recuse como fez com a jóia. Beatriz convoca Joana para a ajudar a fazer o jantar. Adelino pergunta à filha o que aconteceu entre ela e a neta. Sofia assume que discutiram por causa de Laura mas recusa aprofundar o assunto.

Salvador conta a Matilde que quando foi levar Joana a casa ela foi durante todo o caminho a falar do seu novo trabalho. De seguida vai abrir uma garrafa de vinho porque a mudança para a empresa de João Maria merece comemoração. Matilde conta que no dia seguinte vai sair cedo de casa para provar o vestido de noiva e Salvador confirma que já escolheu a sua roupa e brinca com o assunto, dando a ideia que vai casar com uma indumentária horrível. Matilde jura que morre se isso acontecer, rindo com o noivo.

Horácio mostra a sua indignação a Rosa pelo facto de Ana ter adiado a entrega de Vasco a Manel para passarem o fim-de-semana juntos. A mulher percebe que a filha voltou e exceder-se e não tem como a defender. A conversa é interrompida porque Horácio é chamado à fábrica para resolver um problema urgente. Quando lá chega depara-se com Rita aos gritos e de cabelo encharcado, a perguntar como é que vai para casa. A gaspeadeira queixa-se a Horácio que lhe roubaram tudo quando estava no banho e que nem sapatos tem para voltar para casa. O encarregado tenta acalmá-la dizendo que tudo não deve passar de uma brincadeira que Rita considera de muito mau gosto. Horácio diz que vai tentar arranjar-lhe calçado e alguma peça de roupa que encontre na fábrica.

Lé procura Concha no quarto e percebe que ela está a chorar. A filha conta que está prestes a ser despedida porque o cliente que ela quis repreender tirou todos os seguros pessoais e da sua empresa que tinha feito na companhia, depois de 4ela se ter defendido das ofensas que ele lhe proferiu. Lé tenta entusiasmar a filha, lembrando-lhe que agora vai ter o tempo que precisa para se dedicar à gestão hoteleira do palacete. Concha prefere não elevar as expectativas, temendo não ser capaz de levar o negócio adiante e sentindo que nada lhe corre bem, pois até o namorado perdeu.

Carlos aparece no palacete e desafia Fátima para comerem sushi no quarto. Mariano fica com ciumes e tenta estragar-lhes a noite dizendo que até podem apanhar uma infecção a comer peixe cru. O casal ignora-o e segue o seu caminho. Apesar de já ter jantado, Fátima repete a refeição e Carlos revela-se muito insistente a dar-lhe a comida à boca, depois de mergulhar generosamente no molho, cada peça de peixe e arroz. Ela sorri apaixonada.

Isabel aproveita a visita que Dulce lhe faz para saber se Salvador disse alguma coisa depois de ter recebido a carta que lhe enviou. A madrinha fica com pena dela mas prefere que tudo fique como está, pois nem quer imaginar o que acontecerá se Laura souber do que ela fez.

Célia conta a Fábio que fizeram uma partida a Rita na fábrica para se vingarem do que ela lhe fez. Fábio fica espantado e agradecido por se preocuparem consigo dá um beijo no canto da boca de Célia, que estremece recomeçando a arrumar roupas no quarto, para espantar o nervoso miudinho que sente.

Fátima mergulha num sono profundo e Carlos pede-lhe desculpa, ao mesmo tempo que lhe tira do dedo o anel que lhe tinha dado.

Ao sair do quarto, Carlos esbarra em Célia e Fábio e deixa cair o anel. Muito aflito, baixa-se para apanhar a jóia, dizendo que procura uma lente de contacto que deixou cair.

Benedita arruma alguns filmes e revistas que quer devolver a Tomás e encontra a caixa onde Benedita guarda as fotografias de Salvador. Curiosa tenta abrir a caixa e procura a chave. Isabel aparece nesse momento e dá-lhe um raspanete por estar a mexer nas suas coisas. A irmã não suporta a critica e sai porta fora com as coisas de Tomás num saco.

Matilde recebe os sapatos que Sofia desenhou para o casamento dela e considera aceitar o presente da mãe, até porque Salvador reconhece que ela está a esforçar-se para fazerem as pazes.

Sofia mostra com grande excitação à irmã a primeira pagina de um jornal, que noticia que Laura Aragão está acusada de ter fugido ao fisco e obrigada a devolver ao estado mais de três milhões de euros, sob pena de poder ir presa se não o fizer. Beatriz fica escandalizada e palpita que Sofia tenha algo a ver com aquilo. Ela diz que apenas se limitou a denunciar uma irregularidade mas, cinismo à parte, confessa que o que lhe custa é que Matilde não compreenda a sua luta contra Laura. Apesar disso deseja que a filha aceite os sapatos que desenhou para o seu casamento.

Tomás diz que não aceita os filmes que Benedita lhe está a devolver porque foram presentes que lhe deu. Aborrecido manda-a deitá-los fora se não os quiser e enfia-se na água. Ao longe, Benedita vê Matilde a caminho do bar e vai ter com ela, pedindo-lhe que não conte a Laura que ela passou informações da Boheme a Sofia. Matilde aceita manter-se em silencio mas avisa Benedita de que se não para de revelar os segredos da empresa, a denunciará. A secretária agradece e promete parar a colaboração com Sofia.

Matilde entra no bar da praia ainda incomodada pela conversa com Benedita, sem imaginar que o pior ainda está para vir. Quando chega ao pé de Nuno, Simão e Salvador é confrontada com o jornal que noticia o envolvimento de Laura num esquema de fuga ao fisco e branqueamento de capitais. Matilde fica muito incomodada e consegue apenas balbuciar que lamenta o que está a acontecer. Salvador interroga-se sobre como conseguirá a mãe ver-se livre deste enorme problema.

Margarida mostra-se apreensiva com a notícia de jornal e teme que a mãe e a irmã sejam presas. Laura assegura que isso não vai acontecer e Teresa garante que os advogados da família já estão a tratar de tudo para que a divida seja paga.

Vasco chega a casa do pai e abraça-o imediatamente confessando que já tinha muitas saudades dele. Manel confidencia que o tempo que passou sem ele lhe pareceu uma eternidade. De seguida volta-se para Rosa e diz que Ana não pode impedi-lo de ver o filho tal como foi decretado pelo juiz. Rosa tenta defender a filha mas desiste desse propósito pois reconhece que Ana não se portou bem. Horácio também recrimina a filha e pede desculpa a Manel, informando-o que pode ficar com o filho até segunda-feira.

Sofia, Adelino, Joana e Beatriz preparam-se para a mudança de casa quando Matilde surge intempestivamente, levando numa mão o jornal que faz capa com Laura e na outra os sapatos com que a mãe conta que ela se case. Matilde chama-lhe egoísta e diz estar farta de que ela magoe as pessoas que lhe são queridas. Sofia não mede o alcance das palavras e lembra que quando ele escolheu ficar com Salvador sabia que essa seria uma situação difícil de gerir. Matilde responde que não vai gerir mais nada e sentencia que não a quer no seu casamento nem mais nada que venha de si e deseja que a mãe nunca mais a procure. Matilde atira pelo ar os sapatos que Sofia lhe deu, enquanto Adelino, Beatriz e Joana assistem incrédulos a tudo.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários