Resumos de Novelas

“Sol de Inverno”: resumo de 23 a 29 de Dezembro

[tps_title]Ep. 91[/tps_title]

Laura recebe uma chamada telefónica e fica muito enervada, pois o número que é sinalizado no seu telefone é o de Eduardo. Teresa fica igualmente em choque e Benedita desiste de sair do gabinete, ficando atónita

Inês tem dúvidas de que Margarida pague o dinheiro que lhe está a ser exigido em troca do vídeo em que aparece na cama com três rapazes, pois não possui tal quantia. Luís está convencido de que ela pedirá ajuda aos irmãos. Inês, deixa claro que quer receber a sua parte de qualquer forma e ameaça Luís. Ele reage com violência e aperta-lhe o braço. Ela solta-se bruscamente sem se deixar atemorizar e lembra-lhe que têm um acordo. Luís assegura que vai cumprir e que, em último caso, será Laura a avançar com o dinheiro, longe de querer ver a filha exposta daquela maneira.

Margarida está desorientada, sem saber o que fazer. Simão busca uma solução para acabar com a chantagem a que estão a sujeitar a irmã e sugere-lhe que fale com Salvador e com Teresa. Margarida diz que não quer estragar a lua-de-mel de Salvador e que não tem coragem para falar com Teresa. Simão dispõe-se a fazer isso.

Ana belisca-se e denota grande instabilidade emocional mas detém-se quando Rosa aparece na sala, dizendo que Horácio ficou com Vasco no quarto. A mãe tenta que Ana compreenda que não está em condições de cuidar do filho sozinha, recomendando-lhe que não se faça de vítima, pois se Manel sonhar com o que se está a passar, vai atacá-la em tribunal. Ana reclama com a mãe por nem ela estar nesta altura ao seu lado. Rosa insiste para que a filha durma lá em casa nessa noite mas Ana prefere ir para sua casa, voltando na manhã seguinte para levar Vasco à escola.

Artur e Lurdes regressam com Jacinto do hospital, onde esteve a soro depois de se ter embebedado. Lurdes não cala o desgosto pelo estado do marido e pela vida miserável que o leva a refugiar-se no álcool. Artur pensa na hipótese de emigrar, talvez para o Brasil e a mãe recorda a vida de outros tempos. Depois, começa a ficar preocupada com a conta que o hospital irá apresentar para assistência prestada ao marido. Artur assegura que quando ela chegar tratará do assunto.

Carlos está tristonho a olhar para o telemóvel e Dulce reprova o facto de ele estar a carpir por uma mulher que não vale a pena, fazendo notar que está a sofrer por uma rapariga que cresceu na feira. Rita intromete-se na conversa e também dá opinião. Carlos defende Fátima, mas só até Rita revelar as curvas do seu corpo quando se prepara para regressar a casa. Depois de Dulce ir para a cama, Carlos oferece-se para levar Rita a casa e segura-lhe no braço para ser mais assertivo. Ela dispara que ele ficará em perigo se não a largar, mas usa uma expressão que tem tanto de ameaça como de provocação.

Mariano faz companhia a Fátima no quarto dela, tentando fazer com se alimente. No entanto, o desgosto de ter acabado tudo com Carlos é maior e leva-a às lágrimas. Mariano fica muito atrapalhado quando Fátima lhe agarra na mão e a põe sobre o seu peito, só para que ele sinta como está acelerada.

Célia conversa com Fábio e critica a atitude de Carlos, que enganou Fátima, confirmando que ela ficou destroçada. Mariano vem do quarto da empregada e adianta que ela pouco ou nada melhorou. Concha pergunta se Fábio vai dormir com Célia no palacete e adianta o preço do pequeno-almoço. A rapariga decreta que ele não vai dormir ali e Fábio levanta-se e beija Célia, dizendo que vai embora. Mariano censura Célia por estar a esquivar-se do rapaz, apesar de gostar dele e confirma se ela sempre o vai ajudar em tribuna com o processo do avô. Célia diz que o fará pela primeira e última vez.

Salvador e Matilde divertem-se na lua-de-mel, esquecendo por uns dias os problemas que deixaram em Lisboa.

Laura mostra desagrado por margarida ter adormecido outra vez mas Teresa lembra-se que ela referiu que ia ter uma frequência, adivinhando que a irmã tenha estudado até tarde. Laura fica preocupada ao ver Teresa a mexer na barriga, receando que ela esteja com dores. A filha assegura que sente apenas uma impressão mas Laura insiste que devem procurar um novo dador renal no estrangeiro. Teresa reafirma que é contra mas a mãe não aprece disposta a afastar essa ideia.

Rita começa a ganhar a confiança de Dulce que já lhe fala da vida dos patrões por via da doença de Teresa e da morte de Eduardo que, segundo a governanta, foi muito amigo da irmã. Rita também sabe como conseguir a simpatia de Dulce e elogia os seus croissants, pedindo-lhe que a ensine a fazê-los, certa de que nunca atingirá o seu nível.

Simão conta a Nuno que alguém anda a chantagear Margarida, concordando que Laura não pode saber, sob pena de a matar. Simão fala do rigor que a mãe colocou na educação dos filhos, por contraste com o pai que era bastante mais acessível.

Violeta sente os pais a saírem do quarto pela manhã e esconde-se atrás da porta do seu quarto, vendo Lúcia e Vicente a beijarem-se. A menina fica com o coração inundado de esperança em que eles voltem a entender-se e sorri de felicidade.

Mariano serve o café que fez para ele e Tomás, que quase morre quando o prova. Fátima aparece muito bem disposta e eles imploram por um café em condições. Lé tenta que ela e Mariano deixem Lúcia a sós com os filhos, pois Violeta anuncia que os pais se beijaram e insiste em saber se estão juntos. Nem a empregada nem o livreiro percebem que estão a mais e Lúcia leva os filhos para falar com eles a sós. Matias não acredita no que Violeta diz e mesmo quando Lúcia confirma que Vicente e ela estiveram juntos, o filho não percebe o que se passa e fica um pouco amuado.

Teresa fica em choque ao saber que Margarida está a ser chantageada e o motivo que levou a essa situação. Simão acrescenta que a mãe não pode saber de nada e a irmã assevera que nada contará, embora prometa ter uma conversa muito séria com a irmã mais nova.

A sirene da fábrica anuncia o intervalo, que Fábio aproveita para estar com Célia. Ela está cheia de sono porque esteve a ajudar Mariano com o processo do avô. Fábio sugere-lhe que vão para o terraço e Isabel brinca, dizendo que não querem poucas-vergonhas. Ao ver Horácio, Isabel aproxima-se dele para saber se já teve alguma informação sobre o regresso de Sofia à empresa. O encarregado partilha que está a aguardar pela reunião da administração, desejando que tudo corra normalmente para não haver despedimentos. Isabel pergunta a Horácio por Ana e ele responde que agora vai tê-la debaixo de olho, uma vez que ela aceitou ir morar com eles por uns tempos, até conseguir cuidar de Vasco com responsabilidade.

Laura fica à beira de um ataque de nervos quando vê a sua nova colecção de sapatos ser rejeitada por Sofia na reunião da administração, ao mesmo tempo que tem de aceitar que a colecção da Boheme seja a que a rival idealizou, pois Andreia vota favoravelmente os desenhos de Sofia.

Rosa vai a casa de Manel informá-lo que conseguiram convencer Rosa para viver com ela e com o marido. No entanto, o ex-genro afirma que não deixará de lutar pelo filho e Rosa afiança que estará sempre ao lado da filha.

Laura comenta com desagrado a vitória de Sofia na reunião da administração da Boheme e o facto de Andreia ter votado contra si. Laura fica estarrecida quando o seu telefone toca e ela vê que se trata do número de Eduardo.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários