Resumos de Novelas

“Sol de Inverno”: resumo de 27 de Janeiro a 2 de Fevereiro

[tps_title]Ep. 115[/tps_title]

Destaque: Joana aproveita o facto de Matilde não estar em casa para ir até lá, surpreendendo Salvador com um intenso beijo na boca, assim que ele abre a porta. Matilde que chega nesse instante para ir buscar o telemóvel de que se esquecera, assiste à cena em estado de choque, gritando o nome da prima. Joana deixa salvador em maus lençóis, jurando que ele a agarrou

 

Laura fica incrédula e muito abalada com o relato que o detective Morais lhe faz, dizendo que Eduardo não parece estar na praia contra a sua vontade e até está muito bem acompanhado. Laura interroga-se sobre o que terá acontecido para que o filho não tenha contactado a família e exige ao detective que o leve de volta para casa, nem que seja à força.

Benedita fala com Simão e mostra-se feliz por saber que Teresa está a recuperar bem do transplante renal mas fica horrorizada com a tentativa de suicídio de Ana, que a atirou para uma cadeira de rodas. Laura sai do gabinete e o filho conta que Teresa terá alta no dia seguinte. A mãe dá ordem a Benedita para verificar a sua agenda do dia seguinte, pois quer ficar com a filha em casa. A secretária informa a patroa que recebeu mais um email do funcionário da fábrica, que está sempre a dar sugestões. Laura fica incomodada e manda-a ignorar a mensagem. Simão conta que já leu algumas e se fartou de rir. A mãe não acha piada e diz que parece que os funcionários do armazém andam com muito tempo livre.

Isabel confessa a Célia que prefere estar na fábrica a trabalhar do que ficar em casa a pensar sempre em Salvador. Lídia abeira-se de Isabel e pergunta se Horácio vai demorar muito a regressar à fábrica pois precisa de falar com ele. Fábio aparece na sala das gaspeadeiras e diz que vai festejar com os colegas o facto de ele estar grávida. A namorada fica constrangida por ele ter contado a toda a gente. Fábio percebe que nem todas as operárias sabem da novidade e sobe a uma caixa anunciando alto e bom som que ele e Célia estão grávidos. As mulheres aplaudam e sorriem. Célia sorri também, mas envergonhada.

No bar da praia, Mariano cruza-se com Beatriz que espera por Isabel numa das mesas. O livreiro aproxima-se de Tomás e murmura que ele devia cobrar adiantado a Beatriz porque ela é uma caloteira do pior, porque ainda lhe deve o dinheiro dos óculos que lhe partiu. Beatriz ouve e reage com desagrado, dizendo a Matilde não compreender como é que a sobrinha consegue trabalhar com aquele barbudo. Mariano sai para apanhar ar e cruza-se com Isabel. Esta pergunta, constrangida, se Salvador recebeu o que lhe enviou. Matilde, desconfortável, responde que sim e esquiva-se a falar mais. Isabel queixa-se a Beatriz, imaginando como é que estará o filho, se a mulher dele a trata com tanta frieza. A amiga lembra que ela já deveria contar com a reacção negativa de Salvador.

Nuno visita Ana no hospital e consegue com grande dificuldade que ela fale sobre o acidente que provocou. A irmã diz que se descontrolou porque recebeu uma carta do tribunal a decretar que as suas contas bancárias vão passar a ser controladas. Para justificar o facto de ter atirado o carro contra o muro, afirma que a culpa do que aconteceu foi de Manel, que a descontrolou quando discutiram por causa da ordem do tribunal. Nuno fixa apreensivo com o que acabou de ouvir.

Rosa e Horácio tomam consciência de que a sua vida vai ficar virada do avesso quando Ana for para casa. Rosa afirma que ele vai ter mesmo de pedir a reforma porque ela sozinha não vai conseguir cuidar da filha.

Sofia alimenta a esperança de que Matilde consiga convencer salvador a ir jantar em sua casa. Adelino ouve a filha e diz esperar que ela tenha aprendido que a guerra com Laura só serviu para a afastar da filha. Sofia garante que já não há guerra alguma, lembrando que avisou Matilde de que Laura a iria prejudicar, acrescentando que se a filha a conseguiu tolerar, também ficaria bem a Salvador tentar dar-se com a família da mulher.

Salvador agradece o convite de Sofia mas explica a Matilde que esta não é a melhor altura para jantar com a mãe dela, pois será fácil que alguém profira um qualquer comentário desagradável à mesa, fazendo com que o jantar acabe mal. Matilde fica zangada e diz que vai sem ele, saindo de casa com uma despedida fria. Salvador também fica incomodado pela forma como a conversa acabou.

Margarida termina no picadeiro o seu treino de dressage sob o olhar atento da treinadora. Depois reentra em casa quando Laura acaba de falar com o médico de Teresa, recebendo as últimas indicações sobre os cuidados que deverá ter com ela em casa. Margarida conta á mãe que teve um treino duro porque vera é muito exigente. Laura defende que é isso que ela precisa e mostra-se interessada nos seus trabalhos para a faculdade, pois receia sempre que ela volte a fazer asneiras. Margarida pergunta se ela já teve mais notícias do detective que procura pistas de Eduardo e a mãe responde apenas que vai falando com ele de vez em quando.

Morais observa Eduardo e Thaís que estão no areal em clima de grande romance. O detective fala ao telefone com alguém a quem pede ajuda para resolver um problema, garantindo que há dinheiro envolvido.

Célia começa a sentir os primeiros enjoos devida á gravidez e conta a Fátima e Lé que espera um filho. Elas fingem-se surpreendidas e dão-lhe os parabéns com se só agora tivessem recebido a novidade. Fábio entra na cozinha e confessa que também está enjoado. Lé e Fátima divertem-se com a situação. A empregada avança para fazer um chá a Célia.

Isabel fica chocada quando Rosa e Horácio lhe dão conta de que Ana não voltará a andar, pois não julgava que o acidente tivesse provocado lesões tão graves. Rosa vai á cozinha vigiar o jantar e Isabel fica a sós com Horácio, sentindo dificuldade para lhe justificar porque é que fica tão nervosa quando tem de falar com Laura, cada vez que a patroa vai à fábrica.

Matilde elogia os sapatos que Sofia desenhou para a nova colecção e a mãe confessa que é muito importante ouvir isso da sua boca. Adelino confidencia de que às vezes tinha de lembrar á filha que tinha de comer, tal era o seu empenho com os desenhos. Todos riem mas Joana fá-lo de forma exagerada. Sofia oferece a Matilde um dos modelos que produziu e Joana também se candidata ao presente. Matilde desculpa a ausência de Salvador com o facto de ter ficado a fazer serão. Sofia não acredita mas confessa que não quer que ela se aborreça com o marido por sua causa. Joana fica contente por perceber que existe mau estar entre Matilde e Salvador. Beatriz pede ajuda á filha para colocar uma travessa na mesa e Joana suspira enquanto auxilia a mãe. Esta pergunta-lhe se tem comido bem e ela responde que até tem comido demais. Matilde assume que também está a precisar de fazer exercício e sugere que vão correr as duas com Salvador. Joana fica radiante.

Salvador desabafa com Simão, confessando que lhe apetecia agarrar em Matilde e fugir para outro país, saturado de tantos problemas. Por outro lado, reconhece que Matilde ficou aborrecida por ele não ter ido jantar a casa de Sofia. O irmão faz-lhe ver que o seu papel é apoiar a mulher quando ela precisa. Nuno chega para jantar e conta que os médicos asseguram que Ana não votará a andar. Simão e salvador recebem a notícia com pesar e Nuno interroga-se como é que ela reagirá quando for confrontada com as dificuldades em casa, preocupado também com a forma como os pais vão lidar com a situação.

Matilde e Salvador fazem as pazes depois de ele se desculpar por não ter ido com ela jantar em casa de Sofia. Joana chega entretanto também já equipada para ir correr com eles. Matilde recebe uma chamada de Mariano a pedir-lhe para abrir a livraria e reunir com um fornecedor. Este imprevisto impede-a de ir correr com o marido e a prima. Joana não demonstra que fica satisfeita pelo facto de Matilde os deixar a sós.

Manel chega a casa de Rosa que lhe pede que fale com Vasco, pois o menino não quer ir à escola. O pai mantém-se firme e explica-lhe que já faltou dois dias e que desta vez não pode fazer-lhe a vontade. Vasco aceita o que Manel lhe diz e demonstra que ficou afectado pelo acidente que a mãe provocou, afirmando que ela fez de propósito quando atirou o carro contra o muro. Rosa e Manel ficam preocupados com aquela reacção.

Salvador e Joana terminam a corrida e ela fica com vontade de o beijar. No entanto controla-se e diz que têm de combinar mais vezes. Ele responde que depois conversa sobre o assunto com Matilde e despede-se de Joana com um beijo na cara.

Adelino apanha Beatriz a conversar ao telemóvel com o seu amigo desconhecido. A filha diz que está em Paris, vestindo a pele de uma pessoa que realmente não é. Quando o pai tenta falar com ela, apressa-se a desligar a chamada dizendo que estão à sua espera para uma reunião. Adelino força Beatriz a explicar-se e ela confessa que tem mentido, fazendo-se passar por outra pessoa, para parecer uma mulher mais interessante. Adelino não aprova a sua estratégia e afirma que ela tem é falta de confiança. Apesar de discordar da filha, aceita que ela prossiga a sua farsa.

Sofia convida Andreia para ser a imagem da Mood, insistindo que ela é a mulher ideal para promover os sapatos que vai lançar. Para reforçar o convite, oferece-lhe uns sapatos deslumbrantes, afirmando que ela estará em breve nas revistas. Andreia fica nas nuvens e grata pela oportunidade que Sofia lhe está a dar, garantindo que não se vai esquecer isso.

Horácio aparece na fábrica e cruza-se com Isabel, que acabou de tentar falar ao telefone com Salvador, sem que ele a atendesse. Isabel tenta esconder a frustração e pergunta ao encarregado como é que Ana está. Horácio conta que vai tentar adaptar-se á cadeira de rodas e que tencionam procurar outro médico, na esperança de que seja possível que ela volte a andar. Isabel olha de novo para o telemóvel para ver se Salvador lhe respondeu à chamada e Horácio pergunta se está á espera de algum telefonema importante. Ela disfarça e diz que estava apenas a ver as horas.

Salvador, em casa, liga a Matilde e percebe que ela deixou o telemóvel em cima da mesa, porque o aparelho começa a vibrar. Ao mesmo tempo ouve baterem à porta e vai abrir, adivinhando em voz alta que ela também se esqueceu das chaves. No entanto é surpreendido por Joana que, sem lhe dar tempo de reagir, o puxa para si beijando-o com intensidade. Nesse momento aparece Matilde que assiste incrédula á cena, gritando pelo nome da prima. Joana apressa-se a dizer que Salvador a agarrou.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários