Resumos de Novelas

“Belmonte”: resumo de 5 a 9 de Maio

[tps_title]Ep. 173[/tps_title]

Miguel fica preocupado ao saber que vem alguém da Nottingham discutir consigo os negócios do grupo. Gustavo não lhe sabe dar mais informações e o Milheiro não esconde o nervosismo.

No café Figueira, Lucas continua a insistir com Hugo para que este lhe conte o que realmente se está a passar. O Belmonte confessa ao amigo que acha que Nina ainda vai ser a sua desgraça. O jornalista descredibiliza dizendo que se morrer por sua causa ao menos morre feliz. Os dois riem e decidem voltar para a redação.

No seu gabinete, Sónia explica a Sofia que investigar a fundo os movimentos e investimentos financeiros de uma empresa como a Nottingham é muito difícil e mais difícil ainda é descobrir quem está por trás disso tudo. Nesse momento chega Paula.

As amigas conversam sobre o conto da brasileira. Sónia diz que o adorou e o achou sobretudo excitante e entusiasmante. Paula fica feliz por saber que se mantém a vontade em fazer do seu conto uma peça de teatro.

Rosário chega a casa e vê mãe a brincar com uma arma de fogo. A rapariga fica fascinada e pede à mãe que lhe deixe pegar na arma. No entanto, Anabela recusa e Rosário fica contrariada.

Miguel regressa a casa e conta à mulher as novidades sobre a aquisição do parque cinegético. Anabela também não fica contente com as notícias e Rosário oferece-se então para fazer de agente dupla para que o pai e a mãe possam comunicar com Pedro enquanto os ingleses não derem uma resposta positiva. Miguel aceita e instrui a filha. Mas Rosário quer algo em troca: uma arma. Joaquim é surpreendido com a visita de Gustavo, que vem para lhe pedir um favor.

Anabela já não consegue conter a fúria de tão alucinada que está e prega um enorme estalo em Rosário, dizendo-lhe que, de uma vez por todas, vai obedecer ao seu pai. Depois de a rapariga sair, a ex-professora começa a alucinar e a atirar tudo ao chão e a partir objetos de casa.

Gustavo propõe a Joaquim depositar todo o grosso do seu dinheiro numa conta em nome de António. Conta essa na qual Joaquim teria poderes para movimentar. O empregado da pedreira ficaria com metade do lucro dos juros, que serão mais que suficientes para apostar na educação de António e, no caso de Gustavo morrer, todo o dinheiro ficaria para eles. Joaquim está atónito com a proposta, mas a verdade é que é algo bastante favorável para si.

Paula e Sónia jantam na estalagem. Num clima de cumplicidade a brasileira conta à amiga que Carlos insinuou que Sofia foi, em tempos, prostituta. A atriz fica chocada.

Gustavo faz um telefonema para o seu contacto no Brasil e pede-lhe que investigue João e que descubra o que este anda a fazer.

Rosário vai entregar o recado a Pedro e acaba por contar a Julieta que Anabela lhe bateu. Rosário chora e acusa a irmã de ser a culpada do estado em que a sua vida está, por tê-la abandonado.

Joaquim janta com o filho e António confessa ao pai que não quer ir passar o fim-de-semana com a mãe. Joaquim não sabe o que dizer.

Gustavo chega à estalagem e vê Beatriz a jantar sozinha. Oferece-lhe companhia e começa a elogiá-la. Depois propõe-lhe parceria num negócio.

À noite, antes de Luísa fechar o café, a rapariga e Joana delineiam algumas ideias para o programa televisivo.

Gustavo propõe a Beatriz uma sociedade no café. Esta desconfia e não parece interessada, alegando que as pessoas de Estremoz gostam do seu café como é. No entanto, quando o advogado lhe diz que pode ficar rica se aceitar a sua proposta, Beatriz pensa duas vezes.

Categorias
Resumos de Novelas

Comentários